O advogado mogiano Cid Torquato Júnior, após atuar como secretário municipal da Pessoa com Deficiência da Prefeitura de São Paulo e secretário-adjunto dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Governo do Estado, é o novo presidente do Icom Libras, um serviço online que permite a comunicação entre pessoas ouvintes e surdos, utilizando a Língua Brasileira de Sinais. A plataforma traduz, em tempo real, conversas para corporações, órgãos públicos e pessoas físicas. Criado em 2014 pela Associação de Metroviários de São Paulo (AME), o serviço é essencialmente dedicado à inclusão de pessoas com deficiência. Ao mogiano caberá comandar um processo destinado a transformar o Icom Libras numa empresa independente, multiplicando o número de conversas mediadas, com uma média atual de 5 mil horas/mês, além de dobrar o faturamento da plataforma até o final do ano. Operando 24 horas por dia, a central mantém uma equipe de intérpretes qualificados e tecnologia avançada para que empresas e surdos possam contar com a melhor experiência em comunicação. O Icom possui interfaces para aplicativos móveis como smartphones e tablets, disponíveis nas lojas Apple e Google Play, e a web, que roda em browsers padrão de mercado, onde as chamadas podem ser realizadas diretamente pelos sites das empresas, numa página personalizada. E o atendimento tanto pode ser de maneira presencial, onde basta o atendente acionar a plataforma para estabelecer a comunicação por meio de uma vídeo chamada, onde os intérpretes intermediarão a conversa com o surdo. Ou, então, por telefone ou site. Neste cenário, o surdo não precisa estar presente onde deseja falar. Ele pode acessar o serviço pelo site ou aplicativo da empresa, através de uma vídeo chamada e o Icom intermediará essa comunicação para um Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), por exemplo. Formado pela Faculdade de Direito da USP, o mogiano Torquato já foi executivo da Lowe & Partners América Latina e StarMedia Networks, além de assessor em governo eletrônico do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso. Foi o responsável pela fundação da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico. Atualmente integra o Conselho Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade) e também é coordenador do Movimento Acessibilidade Digital e Internet Segura da Camara-e.net (MAIS+). Ele escreveu “Empreendedorismo Sem Fronteiras - Um excelente caminho para pessoas com deficiência”. O livro foi sua primeira experiência como escritor após ficar tetraplégico num acidente ocorrido em 2007, durante um mergulho no Mar Adriático, na Croácia, onde se encontrava para uma palestra a convite da ONU. A maré baixa fez com ele batesse a cabeça no fundo do mar, provocando fratura na coluna, que o mantém, desde então, preso a uma cadeira de rodas.

 

Comunicação

A jornalista Carla Fiamini começou o ano com o pé direito. Convidada pelo secretário Marco Vinholi, homem forte da administração João Doria (PSDB), ela assumiu o cargo de coordenadora de Comunicação da Secretaria de Desenvolvimento Regional do Governo do Estado de São Paulo. Fiamini está atuando ao lado de Vinholi, no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. Enquanto isso, o seu primo, Bruno Renzi, integrante de tradicional família suzanense,  aceitou o convite do prefeito municipal de Mogi das Cruzes, Caio Cunha (PODE), e já está trabalhando como coordenador de Comunicação da Prefeitura mogiana desde as primeiras semanas do atual mandato.

Homenagem a Miled Cury

O professor e expedicionário mogiano, Miled Cury Andere, foi homenageado com a publicação de seu perfil pela coluna de obituários do jornal “Folha de S. Paulo”. O centenário Miled, falecido no final do mês passado, é apresentado como alguém que sempre viveu “à frente de seu tempo”. Descendente de libaneses, ele rompeu tradições de sua terra não aceitando se casar com uma escolhida da família, para se unir à brasileira Maria José (Zezé). Depois de historiar sua vida em Mogi e a participação na 2ª Guerra Mundial, a reportagem lembra que Miled ensinou aos filhos “o respeito ao próximo, independentemente das escolhas e classe social” e ressalta a gratidão de seus  familiares por tudo isso.

 

Um tapete especial

No jogo do próximo dia 30 de março, entre as seleções de Brasil e Argentina, na Arena de Pernambuco, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, a bola irá rolar em um gramado especialmente preparado por mogianos. A empresa  Campanelli Gramados Esportivos e Áreas Verdes, com sede em César de Souza, que também cuida do campo do Estádio Nogueirão, vem realizando a revitalização do gramado da Arena, localizada na cidade de São Lourenço da Mata, a 19 km da capital Recife. O local recebeu a visita do coordenador da CBF, o ex-jogador Juninho Paulista, que elogiou as condições do campo para a partida. “A revitalização é fundamental para garantir alto desempenho e o vigor do gramado”, afirma o diretor Miguel Campanelli.

 

Uma antiga rotina

Apesar das promessas das operadoras telefônicas e de outros serviços de acabar com os fios soltos ou emaranhados nos postes da cidade, o problema continua sem qualquer solução prática. 

Prova disso é a situação em que se encontra a fiação localizada na rua Primeiro de Setembro, nas proximidades do Largo Francisco Nogueira, no centro de Mogi.