MENU
BUSCAR
COLUNA INFORMAÇÃO

Mogi: uma difícil corrida pela Alesp em 2022

Campanha para a Assembleia Legislativa poderá acabar inflacionada pelo grande número de possíveis candidatos a uma vaga de deputado estadual por Mogi

Darwin ValentePublicado em 10/05/2021 às 18:14Atualizado há 1 mês
Foto: divulgação / Alesp
Foto: divulgação / Alesp

O grande número de possíveis candidatos pode tornar a disputa pela Assembleia Legislativa uma das mais difíceis dos últimos tempos, na região do Alto Tietê. A começar por Mogi das Cruzes. Senão, vejamos. Além dos três atuais deputados - Estevam Galvão (DEM), André do Prado (PL) e Marcos Damásio (PL)-, todos com votos na cidade,  há pelo menos seis outros virtuais concorrentes exclusivamente mogianos. A começar pelo ex-deputado Gondim Teixeira (PSL) que fará a tentativa decisiva para voltar a catapultar sua carreira política, após não se eleger no pleito passado e não conseguir os votos suficientes para levar sua esposa, Jane Hallage, para a Câmara Municipal. Outro virtual candidato é o ex-vereador Rodrigo Valverde (PT), que ganhou cacife eleitoral extra como o terceiro mais votado no pleito para prefeito de Mogi, no ano passado, quando soube explorar muito bem as redes sociais em sua campanha. Sai candidato a estadual fazendo dobradinha com o amigo pessoal e deputado federal, Alencar Santana Braga (PT), que concorrerá à reeleição. Outro nome que desponta com chances de conseguir legenda, mesmo num partido inflacionado de candidatos, é o ex-vereador Sadao Sakai (PL), que disputou as recentes eleições municipais como candidato a vice de Marcus Melo (PSDB). Outro egresso da eleição municipal passada  é o advogado Michael Della Torre (PTC), também com cacife para tentar uma vaga na Assembleia Legislativa. Quem também está cotada para disputar uma vaga de deputada estadual é a recém-eleita vereadora Inês Paz (PSOL), ao que tudo indica, para ajudar a candidatura de Guilherme Boulos, a governador de São Paulo. Inês  costuma levar a sério o fortalecimento da legenda e, dessa forma, pode aproveitar sua popularidade para ampliar a votação de Boulos na cidade e região. Ainda na área da Câmara Municipal, surge o nome do atual presidente, Otto Flôres de Rezende (PSD),  cada dia mais empolgado com a atividade política e com a possibilidade de avançar um degrau importante na carreira, que ganhou novo status com sua chegada ao cargo de presidente do Legislativo. Pode se beneficiar da recém-criada frente regional de vereadores, que congrega os presidentes de câmaras de todo o Alto Tietê. Há quem aponte a vereadora Malu Fernandes (SDD) como virtual candidata, mas ela própria já descartou tal possibilidade. Quer levar até o fim o mandato para o qual foi eleita no ano passado. Fala-se também na provável  saída de Larissa Ashiuchi, mulher do prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL). Sua candidatura seria parte de uma estratégia para garantir o marido em evidência, mesmo após o término de seu mandato, em 2024.

Boas e más notícias

A semana que começa sob os efeitos das tristes notícias das mortes de Marcos dos Santos Jorge, 63 anos, casado com Claudia Zapille, e de Ricardo Morgenroth, casado com Rosangela Cavalcante, assessora da Câmara de Mogi, ambos por infarto fulminante, eis que surgem duas boas novas. O empresário Tunico Andari deixou o Hospital Albert Einstein, na Capital, onde esteve internado por 12 dias, para tratar da Covid-19, e já está em sua casa, em Mogi. Quem também deveria deixar o mesmo hospital, no dia de ontem, era o empresário Claudio Costa, cuidando da segunda contaminação pela Covid. Os dois iniciam, em casa, o tratamento complementar exigido pela doença. 

“A alquimista da pureza”

Uma dupla comemoração ocorreu, neste final de semana, na sede do Serviço Municipal de Águas e Esgotos de Mogi (Semae). Foi lá que Milena Forte, diretora do Departamento de Operações do Sistema de Água da autarqui, completou, no mesmo dia 7, sexta-feira, 50 anos de vida  e 25 anos de atividades junto ao Semae de Mogi. No ano 2000, Milena foi entrevistada pelo jornal O Diário e mostrou, em detalhes, como ocorria todo o processo de tratamento para que a água vinda do rio Tietê, direto da captação, no Cocuera, ficasse em condições de ser consumida, sem problemas, pela população de boa parte da cidade. Na época, o título da reportagem foi: “A alquimista da pureza”.

Mensagem a dona Marlene

Repercutiu intensamente, nas redes sociais, no último final de semana, o vídeo em que o presidente da República, Jair Bolsonaro, saudava, de maneira efusiva, com um abraço, a mogiana Marlene Vidal, e agradecia “todo o apoio e consideração que a senhora tem para com o nosso trabalho, em Brasília.” A mensagem foi acompanhada pelo genro de dona Marlene, o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, que é tambem citado pelo presidente da República, durante a gravação. A mensagem demonstra o grau de intimidade que o ex-deputado federal de Mogi  tem com o presidente Bolsonaro desde que seu partido passou a integrar a base do governo na Câmara.

ÚLTIMAS DE Informação