MENU
BUSCAR
COLUNA INFORMAÇÃO

EXCLUSIVO: Banco do Brasil de César fecha em 17 de maio

Desativação da unidade faz parte de um processo de reestruturação da rede de atendimento iniciado em fevereiro; BB diz que clientes não serão prejudicados

Darwin ValentePublicado em 14/04/2021 às 19:45Atualizado há 28 dias
Foto: reprodução / Google Maps

Está marcado para o dia 17 de maio próximo o encerramento das atividades do posto de atendimento avançado do Banco do Brasil, do distrito de César de Souza. Confirmada com exclusividade para esta coluna pela direção da instituição financeira, por meio de sua assessoria, a desativação da agência faz parte de um processo interno de reestruturação da rede de atendimento iniciado em 22 de fevereiro, provocado  por alterações que estão ocorrendo no formato de atendimento ao público, com o crescimento do sistema digital.  

Ao se posicionar diante do questionamento feito pela coluna, o BB informou que os clientes e usuários “serão automaticamente transferidos para a agência mais próxima da mesma praça”. De acordo com a instituição, os clientes não precisarão fazer qualquer procedimento adicional e poderão manter seus cartões e senhas para transações na nova agência, “mesmo que haja alteração no número da conta”.

Ainda conforme o BB, em Mogi das Cruzes, os seus clientes são atendidos por meio de uma agência empresa, uma agência estilo, quatro agências varejo, um posto de atendimento, cinco correspondentes bancários MaisBB e 56 caixas eletrônicos do Banco24Horas. Além disso, há previsão para a instalação de mais correspondentes bancários, que além do público geral, poderão atender também os beneficiários do INSS. 

“Assim, os clientes e usuários continuarão sendo atendidos e terão suas demandas e necessidades supridas”, assegura o banco.

A notícia sobre o fechamento do posto de César de Souza pegou os clientes e moradores de surpresa, justamente por acontecer num momento em que o distrito de Mogi das Cruzes vive uma forte perspectiva de crescimento, com novos empreendimentos imobiliários da Helbor e a instalação de grandes lojas, como o Supermercados Shibata e Lojas Cem.

Mas a decisão obedece a um processo reestruturação de toda a rede de atendimento. O BB  avaliou suas unidades de negócios em relação ao desempenho financeiro de cada ponto, o potencial de negócios em cada praça, o volume de utilização do ponto pelos clientes, a proximidade com outros pontos de atendimento do Banco e as características dos imóveis.

O resultado desse estudo concluiu pelo encerramento de pontos, mudanças de tipologia e relocalizações de agências,

Segundo informações do BB, “as mudanças envolvem adaptações na rede de atendimento em 361 municípios, com o encerramento das suas unidades em alguns municípios do País”. A instituição, porém, ressalta que deverá manter sua presença em todas as cidades, “seja com unidades próprias já existentes em 221 municípios, seja com correspondentes bancários Mais BB, nos demais”

Voltando pra casa

No dia seguinte à sua exoneração do cargo de secretário municipal de Saúde de Mogi das Cruzes, o médico Henrique Naufel reassumiu o cargo de gestor da Faculdade de Medicina da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), do qual, na verdade, não havia se afastado oficialmente. Cabe ao gestor o acompanhamento e administração do curso, sob o  ponto de vista pedagógico, conforme as determinações e orientações  do Ministério da Educação. Em seu retorno, o professor  vem recebendo  total apoio de parte da direção da instituição de ensino e de antigos colegas com quem Naufel já trabalhava, antes de seguir para a Prefeitura, ainda no governo do prefeito Marcus Melo (PSDB).

Outdoors depredados

A edição eletrônica do jornal “O Globo” trouxe, nas últimas horas, uma ampla reportagem mostrando a depredação, em Mogi, de dois outdoors contendo críticas à forma como o presidente Jair Bolsonaro lida com a pandemia no País, confome O Diário já mostrou. Segundo o movimento “Acredito”, que é responsável pela instalação destes anúncios, ambos foram vandalizados em menos de 24 horas após a instalação. Diz o jornal que empresa que colocou os outdoors classificou a a cidade como “ hostil às críticas ao governo”. Além disso, pediu que o grupo assinasse um documento de responsabilização, caso acontecesse alguma depredação.

Pela internet

O vereador petista Iduigues Ferreira Martins quer transformar em lei a disponibilização de

ambiente digital no interior dos hospitais públicos e privados, UPAs, hospitais de campanha, entre outras unidades de saúde em todo o município de Mogi das Cruzes, durante a pandemia de Covid-19 e,posteriormente, em casos de pacientes em isolamento.

O vereador lembra  que desde o início da pandemia, os meios digitais têm sido a única forma de comunicação entre doentes, isolados por conta da pandemia, e seus familiares, graças à boa vontade de alguns profissionais. Martins quer a estrutura de comunicação instalada nos locais de internação para garantir tais contatos.

ÚLTIMAS DE Informação