O deputado estadual André do Prado (PL)  é alvo de uma rocambolesca história que está sendo investigada pela Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo. Segundo notícia divulgada pelo portal G1, da Capital, a apuração quer confirmar se um detento do interior de São Paulo, parente do parlamentar, foi beneficiado pela influência do deputado da região do Alto Tietê. Prado foi denunciado pelo Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (Sifuspesp) de ter realizado obras de melhorias no Centro de Detenção Provisória de Pontal, onde estava preso o seu parente, que mesmo condenado a cinco anos de prisão por tráfico de drogas, foi transferido para um Centro de Ressocialização (CR). Diferente do CDP, o chamado CR é destinado aos presos de baixa periculosidade, sem a superlotação do outro presídio. Lá, os presos podem abrir a própria cela, segundo a notícia. André do Prado nega a denúncia, mas confirma sua atuação na reforma, inclusive usando recursos privados, porque teria ficado sensibilizado com a situação dos presos no CDP. Segundo o G1, o deputado informou que o parente visitado é distante, não é consanguíneo, e nega interferência para transferir o homem de unidade. A denúncia contra Prado foi do Sifuspesp diretamente para o coordenador das unidades prisionais da região Noroeste, solicitando a investigação sobre visitas do deputado ao parente durante o ano passado. A autoridade exigiu explicações do diretor do CDP do Pontal, Marcelo Pedro Antonio. Ele diz que as obras já haviam começado quando Prado esteve por lá pela primeira vez e que já estava decidido que o detento Guilherme de Luca Balduino Almeida iria para o CR. Na mesma resposta ao coordenador da região Noroeste, o diretor detalhou que André do Prado reformou a enfermaria, doou 40 metros de piso branco para um corredor, 20 peças de porcelanato para o refeitório e 140 mudas de eucalipto. A investigação do caso está sendo feita pela Corregedoria Administrativa do Sistema Penitenciário (CASP) que já esteve no Pontal para iniciar as averiguações. Ao G1, o deputado disse que visitou o presídio, e não o detento Guilherme de Luca Balduino Almeida, porque recebeu a denúncia de que a população carcerária estaria sofrendo maus-tratos na unidade. “Nego, veementemente, que interferi na transferência de qualquer detento. Para esse procedimento, existem trâmites dentro da Secretaria de Administração Penitenciária e do Poder Judiciário”, assegurou o deputado André do Prado, sobre o seu envolvimento no episódio.

Raridade no parque

Ao utilizar o Parque das Neblinas para estudos relativos à sua tese de doutorado para a Universidade Estadual de Campinas, o biólogo Wagner Luiz dos Santos acabou fazendo uma importante descoberta. Em suas pesquisas, ele achou uma espécie raríssima do grupo vegetal das briófitas, a Fissidens pseudoplurisetus, identificada pela primeira vez pela ciência em 2011, pela doutora em Botânica Juçara Bordin. As briófitas são bioindicadoras de qualidade ambiental que removem poluentes da atmosfera e da água e possuem potencial fitoquímico, pois algumas apresentam propriedades medicinais.  Segundo o biólogo Santos, a descoberta é uma resposta ao trabalho de conservação do  Instituto Ecofuturo  e da Suzano naquela área.

Cargos na Facesp

A recondução de Alfredo Cotait Neto para o cargo de presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Fecomércio) garantiu também a manutenção de representantes da região do Alto Tietê em importantes cargos da entidade. O deputado federal Marco Bertaiolli (PSD) continua como vice-presidente durante o período de 2021-2023, enquanto a presidente da Associação Comercial de Mogi, Fádua Sleiman está mantida como vice-presidente do Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura.  Para vice-presidente da Região Administrativa do Alto Tietê foi escolhido Francisco Eudo Quintino, atual diretor financeiro da Associação Comercial de Poá.

Deputada na prefeitura

A deputada federal Katia Sastre (PL-SP) era esperada, no final da tarde de ontem, na Prefeitura de Mogi. Ela foi recebida pela vice-prefeita Priscila Yamagami (PODE), que agradeceu à emenda parlamentar apresentada na Câmara, no valor de R$ 100 mil, aplicados na aquisição de rádio-comunicadores colocados a serviço da Guarda Municipal local. Sastre foi a policial militar  que ficou conhecida após reagir a uma tentativa de assalto na porta de uma escola em Suzano, realizada por Elivelton Neves Moreira, de 21 anos. Ela estava de folga, ao lado da filha, num evento em comemoração ao Dia das Mães, quando o rapaz anunciou o assalto e acabou baleado e morto pela policial. Foi o caminho para mais curto para seu ingresso na política,  em 2018 .

Tempo de ninhal

As primeiras garças começam a chegar ao Parque Centenário, como acontece no início de cada ano. Elas transformam em ninhal uma frondosa árvore localizada junto a um dos lagos daquela área de lazer muito frequentada pelos mogianos. Cerca de 150 aves costumam permanecer, por algum tempo, proporcionando um bele espetáculo visual