ANÚNCIO

Governo de São Paulo libera funcionamento de bares e restaurantes até as 22h para a Fase Amarela

ANÁLISE Segundo o prefeito Marcus Melo, situação isolada permitiria avanço da Mogi do Plano SP, porém, isso depende das taxas regionais. (Foto: arquivo)
ANÚNCIO Medida entra em vigor a partir desta quinta-feira e vale para as regiões que estão há 14 dias na fase amarela do Plano São Paulo. (Foto: arquivo)

Uma notícia esperada por proprietários de restaurantes, padarias e similares foi anunciada ontem pelo Governo do Estado. Os estabelecimentos que oferecem consumo local até as 22 horas poderão manter o atendimento nas cidades que estão na Fase Amarela do Plano São Paulo há pelo menos 14 dias consecutivos. Até então, era permitido atendimento presencial até as 17 horas.

A mudança no horário de funcionamento vinha sendo reivindicada pelo segmento – muitos endereços tradicionais ainda não haviam reaberto pela impossibilidade de atender à noite. Haverá, no entanto, regras a serem seguidas.

“Depois de rigorosa análise, o Centro de Contingência constatou que não houve impacto negativo dos indicadores epidemiológicos com a retomada gradual do consumo em restaurantes em regiões que estão na fase amarela do Plano São Paulo. A partir desta constatação, o Governo do Estado vai publicar amanhã decreto que autoriza abertura de restaurantes, padarias e estabelecimentos de alimentação até as 22 horas”, afirmou o governador João Doria na tarde de ontem.

Em Mogi das Cruzes, os restaurantes, padarias e afins poderão ser beneficiados porque a cidade está na fase amarela desde o dia 13 de julho. Hoje, o município chega ao 25º dia de reabertura gradual das atividades econômicas.

O consumo local continua permitido apenas em ambientes arejados ou ao ar livre, com obrigatoriedade de assentos. Não será permitido que os clientes fiquem em pé. A orientação é que os estabelecimentos atendam os conforme horário agendado previamente, para evitar aglomerações.

A ocupação máxima deve ser de 40% da capacidade dos assentos e o funcionamento precisa ocorrer por no máximo 6 horas diárias, consecutivas ou não, com adoção dos protocolos geral e específicos para o setor. Funcionários e clientes devem usar máscaras em todos os ambientes, tirando apenas no momento da refeição.


Deixe seu comentário