Entrar
Perfil
SECRETARIADO

Paulo Boccuzzi assume cargo de secretário-adjunto de Esporte em Mogi

Empresário se destacou como uma das lideranças do movimento Pedágio Não e passa a integrar a equipe do primeiro escalão do prefeito Caio Cunha

Eliane José
23/05/2022 às 12:03.
Atualizado em 23/05/2022 às 17:36

Paulo Boccuzzi foi uma das lideranças surgidas com o Movimento Pedágio Não, que se candidatou a vereador em 2020 (Arquivo Pessoal/redes sociais)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
SECRETARIADO

Paulo Boccuzzi assume cargo de secretário-adjunto de Esporte em Mogi

Empresário se destacou como uma das lideranças do movimento Pedágio Não e passa a integrar a equipe do primeiro escalão do prefeito Caio Cunha

Eliane José
23/05/2022 às 12:03.
Atualizado em 23/05/2022 às 17:36

Paulo Boccuzzi foi uma das lideranças surgidas com o Movimento Pedágio Não, que se candidatou a vereador em 2020 (Arquivo Pessoal/redes sociais)

Morador na região dos condomínios Aruã, o empresário Paulo Cardozo de Mello Boccuzzi assumiu o cargo de secretário-adjunto de Esportes na Prefeitura de Mogi das Cruzes. Um dos novos nomes da política mogiana esculpido com o surgimento do Movimento Pedágio Não, ele  se candidatou a vereador pelo mesmo partido do prefeito Caio Cunha (PODE), o Podemos, e obteve cerca de 804 votos no pleito passado. 

Desde o início da gestão, segundo Boccuzzi, ele vinha conversando com o prefeito que o convidava para integrar o primeiro escalão municipal, o que foi atendido nas últimas semanas. Os dois se conheceram durante a luta contra o pedágio planejado pela Artesp (Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo) para um ponto na rodovia Mogi-Dutra.

Sem adiantar planos de trabalho, o secretário-adjunto afirma que há propostas de governo inovadoras sendo preparadas pela gestão para fomentar o esporte, uma área que conhece: ele é proprietário de uma academia de esportes em São Paulo.

Boccuzzi se tornou conhecido ao assumir a liderança do Movimento Pedágio Não, engendrado por moradores da região da Serra do Itapeti, tão logo foram divugados os planos do Governo do Estado de cobrar dos moradores de Mogi das Cruzes um pedágio aos futuros concessários de um lotes da concessão de rodovias litorâneas, incluindo, aí, a Mogi-Bertioga e a Mogi-Dutra - o que foi sepultado após forte pressão popular e política no ano passado.

Na ideia original, a cobrança seria em um ponto que afetaria os moradores dos bairros da região da Serra do Itapeti. Boccuzzi já tinha atuação comunitária no bairro onde reside com a família. Com outros moradores e lideranças manteve o "Pedágio Não", com a organização de protestos e reuniões em endereços como a Assembleia Legislativa e o Palácio dos Bandeirantes.

O perfil dele logo interessou políticos como Caio Cunha, que o convidou para a disputa a vereador. Ele é um dos suplentes do Podemos.

Próximo de completar 42 anos, o secretário-adjunto residiu em Guararema e veio morar em Mogi das Cruzes pelas características da cidade e a proximidade com São Paulo.

Esportes

Na Secretaria de Esportes, Boccuzzi estará ao lado do empresário Gustavo Nogueira, filho do comerciante e sindicalista ligado ao comércio varejista de Mogi das Cruzes e região, Airton Nogueira (1944-2016). Gustavo assumiu como titular da pasta em fevereiro deste ano, em substituição a Ewerton Komatsubara, que passou a responder pela diretoria de Basquete.

Neste ano, a dotação orçamentária para a área de Esportes foi de R$ 12,1 milhões, o que representou uma queda de 6,4% em relação ao ano passado.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por