O Mogi das Cruzes Basquete foi superado pela Unifacisa por 88 a 70, na tarde deste domingo (28), no Ginásio Hugo Ramos, pelo NBB (Novo Basquete Brasil). Com a derrota, o time cai para a 8º colocação na tabela, com 12 vitórias em 23 jogos, e a equipe da Paraíba sobe para a 6º posição, com 13 triunfos em 24 partidas. O grupo volta à quadra no dia 9 de março contra o Paulistano, às 20h, em São Paulo, com transmissão ao vivo pela ESPN.

O time nordestino foi melhor desde o começo, vencendo o primeiro quarto por 22 a 18. Os mogianos até equilibraram o jogo no segundo, fazendo 16 a 15, mas a Unifacisa voltou a dominar a partida nos dois períodos finais, com parciais de 29 a 20 (3º) e 20 a 16 (4º).

"Eles entraram com uma intensidade grande e com um volume maior de jogo. Logo no começo abriram uma vantagem boa de pontos e foi muito difícil correr atrás. É uma equipe jovem, que joga muito no contra-ataque e teve um ótimo aproveitamento nas bolas de três. Agora, vamos descansar e voltar forte para treinar nossa defesa e rebotes, que sofremos bastantes nos últimos jogos", ressalta o ala-pivô Douglas Santos, que anotou oito pontos e pegou sete rebotes e foi um dos mais eficientes.

Destaque também para os alas-pivôs Luís Gruber, cestinha com 15 pontos, e Wesley Castro, com nove pontos e seis rebotes, e o ala Dominique Coleman, com 11 pontos.

400 jogos

O confronto marcou os 400 jogos do técnico Guerrinha no NBB. O treinador atuou sete temporadas pelo Bauru e está em sua quinta pelo Mogi Basquete. E também é o técnico que mais venceu na competição, com 251 triunfos.

"Nossa história é construída com vitórias e derrotas. No final da trajetória, vemos o que conseguimos e o que construímos. O mais importante, mesmo perdendo hoje, é ter dignidade, respeito pelo time e por cada um. Comemorar 400 jogos assim, faz parte da carreira. Com a minha experiência, tenho que chegar aqui na terça-feira, e ajudar o time a melhorar. Principalmente, em sair dessa situação. É um ano muito duro para o Mogi, dentro e fora de quadra. No que puder ajudar, estarei ajudando na história de Mogi das Cruzes", enfatiza o técnico Guerrinha.