Entrar
Perfil
COPA SÃO PAULO

Copinha ajuda a levar o nome de Mogi Brasil afora; União espera voltar mais forte

Ainda que tenha sido eliminado já na primeira fase, o time Mogi marca forte presença na Copa São Paulo de Futebol Júnior

Fábio Palodette
15/01/2022 às 15:15.
Atualizado em 15/01/2022 às 15:16

Não deu para o União Mogi: o time caiu já na primeira fase e deixou nesta semana o campeonato, após jogar contra a Portuguesa e outras equipes (Divulgação - Pedro Chavedar - PMMC)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
COPA SÃO PAULO

Copinha ajuda a levar o nome de Mogi Brasil afora; União espera voltar mais forte

Ainda que tenha sido eliminado já na primeira fase, o time Mogi marca forte presença na Copa São Paulo de Futebol Júnior

Fábio Palodette
15/01/2022 às 15:15.
Atualizado em 15/01/2022 às 15:16

Não deu para o União Mogi: o time caiu já na primeira fase e deixou nesta semana o campeonato, após jogar contra a Portuguesa e outras equipes (Divulgação - Pedro Chavedar - PMMC)

Fez sucesso a passagem por Mogi das Cruzes do Grupo 25 da Copa São Paulo de Futebol Júnior – um dos campeonatos que mais revela craques para o país –, rendendo boas partidas, com presença em peso dos torcedores. 

Só não deu para o União Mogi: o time caiu já na primeira fase e deixou nesta semana o campeonato. O elenco, porém não sai abatido: comemora a experiência e espera voltar mais forte no ano que vem. 

A diretoria avalia que o principal ponto positivo a se destacar foi o fato de o torneio “levar o nome da cidade Brasil afora”. 

A Copinha, como é chamada, ocupa o posto de maior campeonato de categorias de base do país, reunindo jovens de diferentes estados em jogos disputados na capital e no interior de São Paulo.

Com o time do União sendo preparado há meses houve esperança de bons resultados. Mas no Grupo 25, que teve partidas sediadas na cidade, no estádio Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira, o Nogueirão,  a equipe mogiana encontrou rivais de peso. Na chave disputada em Mogi jogaram também os bicampeões Internacional e Portuguesa, além do São Raimundo (RR). Trazendo para o presente, o torneio já caminha para a etapa final. 

Os garotos da base mogiana perderam por 3 a 0 no jogo mais recente, na última segunda-feira (10) para o ‘monstro’ Internacional – clube que se classificou com 100% de aproveitamento para a segunda fase da Copinha e também foi o campeão da edição anterior do mesmo campeonato. 
O Internacional seguiu avançando. Nesta quinta-feira (13), em jogo também em Mogi, encarou o Flamengo de Guarulhos e venceu por 3 a 0. O triunfo no Nogueirão garantiu a classificação do Colorado para a terceira fase da Copinha, pelos mata-matas.
Sem chorar o leite derramado, a direção do clube mogiano comemora a experiência ganha nas partidas. Para o próximo ano, a frase é ‘bola para frente’. Também houve disputas em Suzano e o Usac foi mais um time a ficar para trás (leia mais abaixo).

Como destaca o presidente do União, Jurandir Natalino, o Didi, a equipe está feliz porque, mais uma vez, “Mogi abraçou a ideia da Copinha”.
“Tivemos uma equipe bem forte, mas acabamos caindo em uma das chaves mais disputadas de todas, com dois bi-campeões, que chamaram a atenção do país inteiro para a cidade”, conta o presidente. “Sabíamos que não ia ser fácil, mas fomos para cima”, acrescenta. 

Toda a preparação foi marcada por dificuldades. “Começamos a treinar essa equipe em junho do ano passado, com um período sem campos liberados por causa da pandemia. Os meninos iam treinar lá em  São Paulo, em um campo de um diretor, que estava liberado; chegavam tarde em casa. Os treinos vieram para cá só no final do ano”, lembra Didi.
“A expectativa é ir bem no ano que vem de novo, a maioria do elenco tem idade para continuar no time”, antecipa o presidente. “Ano que vem estaremos de volta, se Deus quiser, muito provavelmente com mais força”, pondera. 

DA CASA Em sua oitava participação na Copa São Paulo de Futebol Junior, o União Mogi ficou de fora na fase de grupos; time perdeu o último jogo, contra o Internacional, por 3 a 0 (Divulgação - Jota Flinker - Inter)

Agora, começa a preparação da base para o Campeonato Paulista, que se inicia em abril. As categorias de base são uma etapa importante do União; por elas já passaram diversos craques, como lembra Didi. 

O time conclui o processo de chamamento dos atletas que passaram nas peneiras no final do ano passado.

“É muito importante a Copinha em Mogi. Isso ajuda a divulgar a cidade e mostra que o mogiano abraça a disputa. É um dos lugares com maior torcida nos estádios. Os meninos gostaram muito de defender o União e representar a cidade de Mogi”, conta o presidente. 

“É um evento que divulga bastante a cidade e já agradecemos o apoio da Secretaria Municipal de Esportes que não deixou faltar nada”, acrescenta ele.

O União Mogi encerrou o campeonato com uma derrota e dois empates. Essa foi a oitava vez que a equipe mogiana emociona com o torneio.
Igualou a campanha da última edição da Copinha, em 2020, caindo na fase de grupos. Não repetiu os feitos de 2019, quando avançou para a segunda fase, inclusive deixando a grande equipe do Santos de fora.

Esta foi a sexta vez que a cidade sediou jogos da copinha. Cerca de 15,8 mil pessoas acompanharam as disputas.

“A torcida de Mogi das Cruzes tem comparecido ao estádio, apoiado os jogadores e assistido a bons jogos. Além disso, o gramado e a estrutura do Nogueirão vêm sendo destaque”, comentou o secretário municipal de Esporte e Lazer, Ewerton Komatsubara.

Copinha

A Copa São Paulo teve início em 2 de janeiro e a final acontecerá no dia 25. Ao todo, 128 times deram a largada na competição. A liga iniciou na última quarta-feira (12) a sua segunda fase. A partir de agora, quem for derrotado, entre as 64   equipes que seguem no torneio, estará definitivamente eliminado, no mata-mata.

 Em Suzano, Usac não se classifica para 2ª fase

É visível que a torcida do Usac, de Suzano, ganhou ‘peso’ nos últimos meses. Afinal, o time adulto principal acabou de garantir classificação para a série A-3 do Campeonato Paulista, após grande torneio em 2021. Os torcedores decidiram também dar aquela força para as bases.

O Estádio Municipal Francisco Marques Figueira, o Suzanão, foi sede Grupo 16 na Copa São Paulo. Na cidade Ituano e Fortaleza foram os classificados para a segunda fase. Enquanto os outros dois times da chave, Usac e Concórdia (SC), ficaram de fora.

O último jogo do Usac foi contra o Fortaleza. O time de Suzano precisava apenas de um empate para seguir na competição e o jogo teve início com cenário de esperança e otimismo dos suzanenses presentes no estádio.
A partida começou e, assim como nos outros jogos do grupo, o Usac saiu atrás do placar. Em jogada feita pela esquerda do campo, o lateral tricolor fez bom cruzamento para a área, encontrando um dos atacantes cearenses que, livre, acertou um lindo chute sem pulo para abrir o placar.

Repetindo também os confrontos passados, o gol não abalou o time da casa que, melhor no jogo, começou a criar boas chances para marcar, mas parando sempre na boa defesa cearense. Depois de muito pressionar, o clube suzanense chegou ao empate. “Um gatinho fez miau para a bola e depois mimiu!”.

Desde do segundo tempo o Usac encaminhou ataques com bolas paradas e jogadas individuais, chegando muito perto de virar o jogo. Mas aos 21 minutos, o Leão do Pici acertou bom ataque pela esquerda defensiva do Usac, com troca de passes envolvente que terminou em um belo chute colocado para fazer 2 a 1. Ao apito final, o placar do jogo era de 2 a 1 para o Fortaleza, consolidando a desclassificação do time da região.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
Copyright © - 2022 - O Diário de MogiÉ proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuído por