Entrar
Perfil
SUCESSO

Atleta de Suzano é campeã no Mundial de Strongman, nos EUA

Mônica não para de se superar e ficou a frente de atletas do mundo todo, após levantar a maior carga feminina da competição

Fábio Palodette
02/08/2022 às 15:10.
Atualizado em 03/08/2022 às 15:18

(Foto: arquivo pessoal)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
SUCESSO

Atleta de Suzano é campeã no Mundial de Strongman, nos EUA

Mônica não para de se superar e ficou a frente de atletas do mundo todo, após levantar a maior carga feminina da competição

Fábio Palodette
02/08/2022 às 15:10.
Atualizado em 03/08/2022 às 15:18

(Foto: arquivo pessoal)

A moradora de Suzano Mônica Filippon Sato, de 48 anos, acaba de se sagrar bicampeã mundial de strongman (Static Monsters). Ela, que também já foi campeã brasileira, defendeu com sucesso o título em Ohio, nos Estados Unidos, no último dia 23, ficando a frente de atletas do mundo todo. De quebra, ainda bateu um recorde sul-americano, que já era dela. 

A representante da região competiu na categoria master do Static Monsters - tradicional competição do esporte. Finalizou com a maior carga feminina da competição, garantindo o mundial.

O strongman é um esporte extremo. Técnicas, além da garra, são demonstradas em diferentes provas inimagináveis para a maior parte da população. 

Mônica explica que o campeonato foi realizado em duas provas de força: 'loglift over head' - que consiste em levantar uma peça roliça, semelhante a um tronco de madeira, sob a cabeça e  'Apollon Axle deadlif'. Para a decisão, os juízes somam a maior carga executada de cada aparelho ao final de três pedidas.

A atleta de Suzano ficou na frente levantando total de 358kg, sendo 275kg no Apollon deadlift, "batendo mais um recorde sul-americano que já era meu". contou. 

"Foi uma honra para mim, ter essa oportunidade de elevar o esporte dentro da categoria feminina no Brasil e a cidade de Suzano a um nível internacional". relatou ela para O Diário

Com mais um título em mãos, Mônica foi convidada a a competir em 2023 no Nacional de Strongman dos Estados Unidos. 

No mesmo campeonato, também marcaram presença duas outras participantes da região. As irmãs Talita e Tamara Virginio na categoria 52kg de peso corporal.

Tamara ficou em primeiro e a Talita em terceiro na divisão, conquistando títulos importante para Mogi. 

Força e trajetória

Mônica representa o Alto Tietê em competições país afora, sendo atual detentora de recordes nacionais e sul-americanos de levantamento de peso em provas do strongman. Em entrevista a O Diário, ela falou sobre o início da carreira. Leia aqui a entrevista completa 

“A palavra chave é superação”, contou ela, que começou no strongman aos 42 anos.

A atleta de Suzano conta que foi campeã paulista e brasileira de levantamento de peso, em 2018, e é a atual recordista sul-americana nas classes “Apollon”, “Log Lift” e “Dead Lift”, tendo levantado, respectivamente, 250, 86 e 205 quilos. Além destes, a suzanense é a atual bicampeã sul-americana e campeã do “Static Monsters World Championships”, torneio mundial da classe, em 2021.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por