Mogi das Cruzes Basquete foi superado pelo Bauru por 90 a 85, na noite desta sexta-feira (13), no Ginásio Hugo Ramos, em estreia no NBB (Novo Basquete Brasil). O próximo desafio da equipe será na próxima terça-feira (17), às 20h, contra o São Paulo, com transmissão ao vivo da ESPN.

O duelo foi equilibrado desde o começo, apesar da vantagem da equipe visitante no primeiro período por 26 a 18. No segundo, os mogianos levaram a melhor por um ponto (25 a 24) e o terceiro terminou empatado em 22 a 22. No último, o Mogi Basquete venceu por 20 a 18, mas não foi o suficiente para garantir a virada.

“Apesar de não sairmos com a vitória, o time se mostrou competitivo e evoluiu muito em relação ao nosso último jogo contra o Bauru no Paulista. Tivemos chances de ganhar. Ainda existe uma diferença de nível da equipe deles para a nossa, mas conseguimos fazer uma boa partida com muita superação. Foi um volume grande, não de resultado, mas de equipe, e vamos melhorando para cada desafio”, ressalta o técnico Guerrinha

Os destaques mogianos da partida foram o ala Dominique Coleman, cestinha com 26 pontos, três rebotes e 36 de eficiência, o ala-pivô Wesley Castro, com 15 pontos, seis rebotes e 19 de eficiência, o armador, Fúlvio Chiantia, com sete pontos, seis rebotes, três assistências e 19 de eficiência, e o pivô Douglas Kurtz, com 13 pontos e 9 de eficiência.

“Algumas partes da partida foram boas. Precisamos ir para cima no próximo jogo e melhorar no ataque e na defesa. A minha atuação foi boa, mas nós precisamos melhorar como time. Se estivermos jogando bem coletivamente, as coisas se sairão bem. Foi bom para mim, mas vou trabalhar em silencio e ir para cima de novo”, adverte Coleman, que quase alcançou seu recorde de pontos no NBB (27 pontos).

Sede em Mogi

Mogi das Cruzes recebeu nesta semana o primeiro jogo de abertura da sede, com Corinthians e Franca, e ainda terá outros 41 jogos no Hugão até dezembro. Neste sábado mais três confrontos ocorrerão no ginásio. São Paulo e Corinthians, às 16h; Brasília e Paulistano, às 18h30; e Franca e Pinheiros, às 21h.

As partidas são válidas pela primeira fase da temporada 20/21, que foi dividida em seis sedes por conta da pandemia para evitar grandes deslocamentos, sem presença de público. As outras são Maracanãzinho (Rio), Morumbi (São Paulo), no Parque São Jorge (Corinthians), Henrique Vilaboim (Pinheiros) e Ginásio da IESPLAN (Brasília).