AÇÃO ONLINE

Entremeio Literário transforma poesias em homenagens

RECONHECIMENTO Projeto ‘Bom dia Gente Boa’, uma iniciativa de Carla Pozo, homenageia profissionais da cidade. (Foto: divulgação)
RECONHECIMENTO Projeto ‘Bom dia Gente Boa’, uma iniciativa de Carla Pozo, homenageia profissionais da cidade. (Foto: divulgação)

Abraços acalmam, confortam. Há quem diga que é o tipo de gesto que nos torna mais humanos, e existem até terapias inteiras baseadas nele. Sendo assim, durante a pandemia do novo coronavírus tem sido difícil ficar sem tocar ou abraçar quem se ama, sem demonstrar carinho físico. Mas uma iniciativa do Entremeio Literário se propõe a fazer isso de maneira virtual, a partir de homenagens em formato de poesia nas redes sociais.

‘Bom dia Gente Boa’ é uma tentativa de responder a perguntas como esta, feita pela agitadora cultural e uma das coordenadoras do grupo mogiano, Carla Pozo: “Como afastar a tristeza, mantendo leveza na alma sem fazer pouco da dor do outro, e levar leveza pra ele também?”.

Antes de conversar com os demais integrantes do Entremeio para criar a iniciativa, Carla estava (como está ainda hoje), acompanhando diariamente as notícias relacionadas à Covid-19 pelo G1 Mogi das Cruzes. No site, um nome chamou sua atenção: Natan Lira, que também é repórter de O Diário.

“Desde o início da pandemia ele faz o informativo do G1, um gráfico sobre o avanço da doença. Aquilo começou a me incomodar muito. Sei que é da profissão do jornalista informar, mas ele, diferentemente de outras pessoas, não podia ficar um dia sem pensar no assunto”, explica Carla, que passou a “se colocar no lugar” não apenas de Natan, mas de “muitas outras pessoas”.

Os pensamentos logo se transformaram em ações semanais, sempre às terças-feiras, com o objetivo de “homenagear” essas pessoas, “independentemente do trabalho delas estar relacionado à pandemia”. “Esse sentimento de gratidão, de ter alguém nos valorizando, faz tanta diferença. Não podemos perder o hábito de agradecer, de reconhecer o esforço do outro”, diz ela.

A figura do “outro” virou, na verdade, sete nomes. Cida Terra, a primeira, foi a estreante do ‘Bom dia Gente Boa’: ganhou uma poesia escrita por Miriam Amélia, já disponível no Facebook do Entremeio Literário. Ela, que já está na casa dos 90 anos, é uma pessoa ativa na cultura mogiana, tendo participado de gestões públicas, feito artesanato e mais.

O próximo homenageado é Auro Malaquias, que ganhará um poema de autoria de Sueli Canfora no primeiro dia de setembro. Bibliotecário responsável pela Biblioteca Municipal, ele é um amante da literatura, daqueles que estimula a leitura e a produção textual, e ainda faz pesquisa e publica as próprias obras com resgates da história local.

Na sequência, 8 de setembro será o dia de Pat Almeida, influenciadora digital nas áreas de moda e maquiagem, que produz conteúdo para mulheres em recuperação de câncer, receber um texto de Margarete Brito. Depois, no dia 15, Marcia Mika, terapeuta holística também voltada a interações com o público feminino, será laureada com a poética de Sheila Kuno.

Na penúltima semana da primeira fase do projeto, dois homenageados recebem o carinho de Nancy Barouch: Ana Rosa Vieira Barouch, integrante da “pastoral infantil”, e Luiz Bacci, jornalista mogiano que atua em São Paulo. Natan Lira será contemplado com as palavras de Carla Pozo.

Além de ter foco social, as atividades ajudam a manter ativo o Facebook do Entremeio Literário, que vem sendo abastecido, desde o início da pandemia, com manifestações culturais em formato de sarau online.

“Pode parecer bobeira, mas percebo que durante as terças-feiras os integrantes se desligam dos outros assuntos para estarem ali. E ao fazerem isso se conectam com o mundo, com as pessoas, com o lado humano”, finaliza Carla Pozo.


Deixe seu comentário