O Partido dos Trabalhadores (PT), do candidato a prefeito Rodrigo Valverde (PT), que recebeu 33.509 votos (17,38%) no último domingo, informou nesta quarta-feira (18) que ainda está em discussão na agremiação o possível apoio a um dos dois concorrentes a prefeito no segundo turno das eleições municipais. 

A direção do diretório municipal do PT disse que outra reunião sobre o tema acontecerá nesta sexta-feira (20), mas deve ser realizado encontro com representantes das coligações antes do posicionamento oficial.

No entanto, fontes ligadas aos meios políticos garantiram a este jornal que Valverde e Cunha teriam se encontrado e haveria sido definido que o candidato do PT deve apoiar o do PODE “extraoficialmente” no segundo turno. 

Procurados pela reportagem para falar sobre o possível acordo, Valverde e Caio não retornaram, até o fechamento desta edição.

Nesta quarta-feira, Valverde postou em sua página no Facebook que expôs sua condição para apoiar ou não algum dos candidatos em live antes do fechamento das urnas, no domingo. Na ocasião, ele disse que não concorda com nenhuma das duas propostas dos concorrentes, que segundo ele, são do mesmo grupo político.

“Se um dos dois quiser mudar o que está aí, romper com os coronéis da cidade, revisar os contratos extretamente caros e aderir várias propostas do meu programa, posso apoiar um dos dois combinado com a coligação. Se não tiver adesão à boa parte do meu programa, autorização da coligação e compromisso com a mudança, não apoiarei ninguém e ficarei neutro no seguno turno”, destacou.

Valverde ainda postou na internet que vem sendo alvo de notícias falsas. “Várias fake news estão surgindo de que apoiarei o atual prefeito no 2º turno. Isso não é a opinião de ninguém. Isso é um modo de me forçar a apoiar alguém!”, escreveu.

Caio também não retornou sobre o possível apoio oferecido pelo candidato Felipe Lintz (PRTB), caso aceite assumir publicamente o compromisso com a ‘carta aberta aos mogianos’ postada por ele nas redes sociais.

O prefeito Marcus Melo (PSDB), que busca a reeleição, contou nesta quarta-feira (18) que não foi procurado por nenhum dos adversários do primeiro turno e também ainda não os procurou. 

“Estamos seguindo o planejamento da campanha deste segundo turno, seguindo o que tem que ser feito, e indo à Prefeitura todos os dias porque estamos bastante preocupados com a Covid, já que houve acréscimo de novos casos. A campanha segue dentro da responsabilidade e estamos abertos ao diálogo, mas nenhum dos adversários nos procurou”, afirmou Melo.