Muito relevante o estudo Educacional realizado pela Microsoft em conjunto com a McKinsey Global Institute (MGI), consultoria empresarial renomada, usando como metodologia uma pesquisa em várias fontes, incluindo dois mil estudantes e dois mil professores em diferentes países, além de entrevistas com cerca de 70 líderes académicos, incluindo educadores, pesquisadores, formuladores de políticas e tecnólogos.

A seguir coloco um resumo executivo que imagino ser interessante não só do ponto de vista informativo, mas também para servir de reflexão sobre o futuro da educação de maneira geral.

1. A forma de interação, socialização e trabalho está mudando muito rápido. Quando os estudantes de hoje estão no jardim de infância, se formarem em 2030, tudo estará muito diferente de qualquer outra geração anterior. Os avanços tecnológicos causarão grandes impactos na mão de obra, já que a automação poderá substituir em torno de 50% dos empregos atuais.

2. Os trabalhos com maior crescimento exigirão habilidades cognitivas com maior nível em áreas como solução de problemas, pensamento critico e criatividade, e de 30 a 40% dos empregos exigirão habilidades socio emocionais especificas.

3. O maior marco do estudo foi a necessidade dos professores e diretores de escola ajudarem os estudantes a desenvolverem habilidades socio emocionais mais fortes. Embora não sejam novas na educação, essas habilidades passaram a ser importantes e estão se tornando o centro das atenções junto das habilidades cognitivas e conhecimento de conteúdo da sala de aula e na mão de obra. As habilidades socio emocionais oferecem aos estudantes a perspectiva e a flexibilidade necessárias para funcionar em um alto nível mesmo ao enfrentarem incertezas, mudanças, pressão, estresse e outros desafios no trabalho e na vida. Isto é essencial, pois as mudanças e incertezas predominarão cada vez mais na sala de aula de 2030.

4. O projeto moderno de experiência de aprendizagem deve centralizar a atenção nas necessidades dos estudantes, abordando a aprendizagem como um conjunto fluido, holístico e continuo de experiências. Os projetos modernos de experiência de aprendizagem incluem a aprendizagem com base em investigação, aprendizagem com base em projeto, aprendizagem com base em desafios e aprendizagem personalizada.

5. A pesquisa revela que a tecnologia pode melhorar o processo de aprendizado permitindo que os professores economizem tempo, forneçam informações especificas para o estudante, ofereçam um ensino inclusivo e tenham experiências de aprendizagem imersivas, tudo em grande escala.

6. Muitos professores, diretores de escola e sistemas académicos estão ansiosos para fazerem as mudanças, mas não sabem por onde começar. De fato, existem várias formas de mudanças, sejam grandes ou pequenas, que cada pessoa envolvida na educação podem ser usadas hoje para que se beneficiem da sala de aula de 2030.

O estudo finaliza acreditando que, quando todas as partes interessadas concordarem com os problemas para solucionar e definirem esta pauta como prioridade, poderemos ajudar os jovens a desenvolver as habilidades e atitudes que precisam para terem sucesso no trabalho e na vida.