MENU
BUSCAR
MÚSICA

Theatro Municipal homenageia Piazzolla

Todos os concertos possuem recursos de acessibilidade e o conteúdo fica disponível para acesso posterior, a qualquer hora, sem necessidade de agendamento ou cadastro prévio

O DiárioPublicado em 27/04/2021 às 15:18Atualizado há 14 dias
Foto: divulgação

O Theatro Municipal de São Paulo comemora nesta quarta-feira o centenário de nascimento do compositor argentino Astor Piazzolla (1921-1992). Tido como um dos grandes nomes do tango da segunda metade do século 20, ele será homenageado pela Orquestra Sinfônica Municipal. A apresentação poderá ser acompanhada pelo canal do teatro no YouTube (bit.ly/3eBuwMR), a partir das 20 horas.

Além desta apresentação, com a OSM tocando o clássico Libertango, obra conhecida por aproximar o tango à música erudita, às 20h30, tem o concerto para bandoneón Aconcágua. Os concertos contam com a participação da argentina Milagros Caliva no bandoneón.

Uma série de apresentações tem marcado os últimos dias do Theatro. Elas, inclusive, ainda podem ser assistidas no canal do YouTube. No último domingo, foi realizada uma maratona de concertos dedicados ao compositor alemão Ludwig van Beethoven (1770-1827) com a Orquestra Sinfônica Municipal. O programa trouxe trechos da ópera Fidelio e logo na sequência, foi transmitido um programa com a Sinfonia nº 7. A maratona Beethoven com a OSM aconteceu no dia seguinte, segunda-feira, com o Concerto para piano nº 5 “Imperador” e na terça-feira, foi a vez do Quarteto de Cordas da Cidade interpretar o Quarteto opus 135.

Todos os concertos possuem recursos de acessibilidade e o conteúdo fica disponível para acesso posterior, a qualquer hora, sem necessidade de agendamento ou cadastro prévio.

Sobre o Teatro Municipal

O edifício do Theatro Municipal de São Paulo é um equipamento cultural localizado na Praça Ramos de Azevedo, no centro de São Paulo. Trata-se de um edifício histórico, patrimônio tombado, intrinsecamente ligado ao aperfeiçoamento da música, da dança e da ópera no Brasil. O teatro abrange um importante patrimônio arquitetônico, corpos artísticos permanentes e é vocacionado à ópera, à música sinfônica orquestral e coral, à dança contemporânea e aberto a múltiplas linguagens conectadas com o mundo atual (teatro, cinema, literatura, música contemporânea, moda, música popular, outras linguagens do corpo, dentre outras). Oferece diversidade de programação e busca atrair um público variado.

O Patrimônio Theatro Municipal de São Paulo tem implantação retangular, sendo as medidas aproximadas de 92 metros (fachadas leste e oeste), e 42 metros (fachadas norte e sul). Divide-se basicamente em três corpos com funções distintas: o corpo da fachada - vestíbulo, a escada nobre, salão, portaria, restaurante e dependências da administração; a parte central - sala de espetáculo com seus corredores e galerias; o corpo posterior - palco e suas galerias laterais, camarins e salas de artistas. Composto de 09 (nove) pavimentos, sendo um subterrâneo, 07 (sete) correspondendo aos planos e ordens da ala de espetáculo e/ou administração, e o pavimento referente a cúpula central. Tem área total construída de aproximadamente 17.000m².

Santa Marcelina Cultura

Eleita a melhor ONG de Cultura de 2019, além de ter entrado na lista das 100 Melhores ONGs do ano de 2019 e de 2020, a Santa Marcelina Cultura é uma associação sem fins lucrativos, qualificada como Organização Social de Cultura pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura. Criada em 2008, a entidade assumiu em 1º de novembro de 2020 um Termo de Colaboração emergencial para administração dos objetos culturais vinculados ao Complexo Theatro Municipal de São Paulo .

ÚLTIMAS DE Cultura