Entrar
Perfil
CINEMA

Produzido por mogianos, curta-metragem ‘Nunca Estarei Lá’ será lançado nos dias 28 e 30 de junho

Exibições no Teatro Vasques em Mogi e no Cine Satyros Bijou em SP, marcam a estreia da segunda produção cinematográfica a ser financiada com recursos da Lei de Incentivo à Cultura de Mogi das Cruzes (LIC)

O Diário
20/06/2022 às 15:06.
Atualizado em 20/06/2022 às 15:06

O filme escancara a realidade: em um mundo inundado por redes sociais, “as pessoas passam mais tempo na internet do que se comunicando pessoalmente”. (Divulgação)

Drama curta-metragem baseado em três camadas sociais que refletem as relações interpessoais na era da tecnologia, ‘Nunca Estarei Lá’ ganha data de estreia. A segunda produção cinematográfica a ser financiada com recursos da Lei de Incentivo à Cultura de Mogi das Cruzes (LIC) será vista pela primeira vez no dia 28 de junho, no Teatro Vasques, às 19h30.

Nesta data, o público da cidade poderá acompanhar uma história que escancara a realidade: em um mundo inundado por redes sociais, “as pessoas passam mais tempo na internet do que se comunicando pessoalmente”.

(Divulgação)

A afirmação fica clara no dia a dia dos protagonistas Ana, Lucas e Gabi, jovens solitários, que vivem no centro da cidade de São Paulo e se veem deslocados no mundo real. É a partir deles que o espectador será convidado a mergulhar em três diferentes camadas sociais.

A primeira delas retrata a questão da tecnologia e a mudança na forma de comunicação entre as pessoas, já a segunda aborda a igualdade racial e de gênero, e a terceira discorre sobre as incertezas e o ódio gratuito permeados pelo período eleitoral de 2018.

Tudo isso é passado ao espectador sem que as personagens tenham sequer uma fala. Por isso, a pós-produção está trabalhando muito nos efeitos visuais e sonoros sobre as imagens gravadas em endereços icônicos da capital como a avenida São João e a Galeria do Rock.

(Divulgação)

Além da trilha original e mixagem de som de Felipe Mafra e colorização do filme de Marcelo Cosme, o principal recurso é a inserção de mensagens de texto trocadas em aplicativos, o que está sendo feito por Felipe Paixão, do Friends Group Entertainment, coletivo que tem muitos integrantes da região envolvidos no projeto.

Vale destacar também que a trilha sonora de ‘Nunca Estarei Lá’, possui uma canção original, ‘Voraz’, de Valéria Custódio, de Mogi das Cruzes. Outros artistas que integram o projeto são Sarah Key, Khalil Magno, as bandas Questions, Radioviernes e Continue.

Além do lançamento em Mogi, outros eventos estão sendo preparados, em São Paulo, o filme será exibido no dia 30 de junho às 19h, no Cine Satyros Bijou, espaço icônico e primeiro cinema de arte da capital, criado em 1962, que formou gerações de cinéfilos. O cinema está localizado na Praça Roosevelt, área central onde aconteceram as filmagens do curta-metragem. Para acompanhar as novidades, imagens de bastidores e outras informações sobre o filme, é só seguir o Instagram do projeto: @nuncaestareila.

(Divulgação)

 Documentário Bonita abrirá as sessões

Tanto em Mogi, quanto em São Paulo, o filme que abrirá a sessão será o documentário Bonita, de São Bernardo do Campo, dirigido por Mariana França. O curta-metragem apresenta as vivências de três mulheres pretas de gerações distintas e que são ou já foram atravessadas pelo mesmo sentimento: a solidão e a solitude da mulher negra.

 Contrapartida

‘Nunca Estarei Lá’ é uma produção da Itapeti Filmes, financiada com recursos da Lei de Incentivo à Cultura de Mogi das Cruzes (LIC). A produção recebeu patrocínio do Veran Supermercados, Quasar Transporte e Logística, Otorrino e Alergia Clínica Especializada, Colégio Santa Mônica e mais de 30 apoiadores pessoa física a partir da contribuição via IPTU, além do apoio cultural de Instituto Galeria do Rock, Digital 35 Locação de Equipamentos Cinematográficos, Unibes - União Brasileiro Israelita do Bem-Estar Social, NCW Brasil, Thor Drones, Friends Group, CAV - Centro de Audiovisual de SBC e SP Cine. O filme será exibido em festivais de cinema pelo Brasil, espaços públicos de Mogi das Cruzes e região. O projeto também contará com a realização da oficina cultural de Introdução à Produção de Documentário para jovens da ONG Jabuti, situada no distrito de Jundiapeba, em Mogi.

 Ficha técnica

Nunca Estarei Lá tem roteiro de Rodrigo Campos e Tomás Fleck, direção e produção executiva de Rodrigo Campos, assistência de direção Renata Abreu, direção de fotografia de Vitor Meloni, assistência de fotografia de Carlos Scupê e Adriano Lourijola, direção de arte de Diego Banzatto, cenografia de Rita Versabre e Eliete Ramos, figurino de Pablo Abreu, produção de Tatiana Pagamisse, assistência de produção de William Machado e Gerando Arcanjo, som direto Andre Greijo e Valdir Junior, preparação de elenco de Mariana França, elétrica e maquinária de Igor Beltrão e Noel Gomes, montagem e finalização Felipe Paixão, colorização Marcelo Cosme, trilha original e mixagem de som Felipe Mafra. Compõem o elenco nomes importantes do audiovisual brasileiro, como os jovens protagonistas Michelle Rodrigues, Julianna Gerais, e Andre Lu, além de Nicole Puzzi e William Amaral.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por