Entre os dias 6 e 13 de março, o Museu de Arte Moderna de São Paulo promove o Festival Corpo Palavra, projeto online que vai reunir no canal do MAM no YouTube diferentes manifestações artísticas que têm em sua concepção a intersecção entre o corpo e a palavra. 

Com realização pelo edital ProAC Expresso LAB - Lei Aldir Blanc nº40/2020, a programação traz grupos cujas abordagens dialogam com os valores artístico-pedagógicos do MAM Educativo, como Slam do Corpo, Slam das Minas, Cia Cabelo de Maria e OCA Escola Cultural - coletivos que já realizaram atividades conjuntas ou que tiveram seus conteúdos abordados em práticas nas programações do Museu. 

Todas as apresentações acontecerão a partir das 19 horas, com duração de 20 a 90 minutos, e apresentações acessíveis em libras.

A curadoria do Festival foi pautada no histórico de ações e práticas ao longo de todo o ano no MAM. São atividades educativas que trabalham a intersecção das artes com eixos temáticos que fomentam uma produção cultural plural e diversa, com propostas que abarcam as culturas da infância, popular, de rua e a diversidade de gênero e étnica.

“O MAM considera importante, nos dias de hoje, criar momentos de encontro e experimentação sobre as relações entre o corpo e a palavra, pois também é através do corpo que as pessoas, de crianças a adultos, encontram o seu potencial expressivo e de relação com o mundo”, afirma Cauê Alves, curador do Museu.

Programação

06/03 (sáb), às 19h

Em um diálogo construído entre a poética da palavra, dos gestos, da música, da dança e das brincadeiras da infância, a performance é baseada na estrutura das quadras populares e no repertório dos jogos gráficos representados pelo quadrado, como forma de ocupação do espaço. 

07/03 (dom), às 19h

A Cia. Cabelo de Maria apresenta o espetáculo Cantos de Trabalho, dirigido por Renata Mattar. A musicista vem pesquisando há mais de vinte anos, fazendo gravações, participando de rituais e festas, aprendendo versos e cantigas.

08/03 (seg), 19h

Slam das Minas - SP é uma batalha de poesia destinada a mulheres e pessoas trans. No formato online, são duas rodadas classificatórias com todos os participantes e uma final com três poetas.

09/03 (ter), às 19h

O Slam do Corpo apresenta ao público sua história e impulsos que levaram à criação da primeira batalha de poesia envolvendo poetas surdos e ouvintes. Apresentam também poemas-performances nas quais às vezes as línguas se diferenciam, cada uma acontecendo em sua gramática própria; noutras vezes, se entrecruzam. Este tempo-espaço, ora paralelo, ora indiscernível, chamamos Beijo de Línguas.

10/03 (qua), às 19h

Traduzindo a beleza e musicalidade da infância brasileira, SiColomi corresponde a uma performance artística construída a partir do diálogo entre brincadeira, música e dança desenvolvidos pela OCA-Escola Cultural, localizada em Carapicuíba/SP. Está pautada em um repertório registrado nas últimas cinco décadas por Lydia Hortélio, Lucilene Silva e Adelson Murta (Adelsin) e traz a linguagem do corpo e do movimento presentes na cultura infantil, representadas no tempo e no espaço por um repertório de muitas gerações e lugares que simbolizam a criança brasileira de todos os tempos.

11/03 (qui), às 19h

O espetáculo Cantos de Trabalho II, com direção geral de Renata Mattar e arranjos de Gustavo Finkler, une as canções do segundo CD a algumas ainda não registradas, dando um panorama bastante completo da produção do grupo.

12/03 (sex), às 19h

Slam das Minas - SP é uma batalha de poesia destinada a mulheres e pessoas trans. No formato online, são duas rodadas classificatórias com todes participantes e uma final com três poetas.

13/03 (sáb), às 19h

O Slam do Corpo é a primeira batalha de poesia no país que aproxima poetas surdos e ouvintes, poemas em língua de sinais e em língua portuguesa.