MENU
BUSCAR
GRATUITO

'Festival Criança Terra de Almofadas', de Mogi, oferece atividades para todas as idades

Organizada por artistas de Mogi, terceira edição do festival acontecerá da próxima terça-feira (12 de outubro – feriado) até segunda-feira (18); todas as atividades são online e de graça

Heitor HerrusoPublicado em 07/10/2021 às 17:58Atualizado há 10 dias
Divulgação
Divulgação

Teatro, canto, circo, brincadeiras, dança, culinária e musicalização para todas as idades. Este é um resumo do ‘Terceiro Festival Criança Terra de Almofadas’, que acontecerá da próxima terça-feira (12 de outubro – feriado) até segunda-feira (18). A organização é de artistas de Mogi das Cruzes e as atividades são online e de graça.

A programação não se deixa intimidar pela pandemia de Covid-19, e pelo segundo ano, acontecerá em formato digital. Mas em 2021, a agenda é especial. “Temos mais um motivo para nos dedicar a esse lindo festival: um recomeço”, afirma um dos organizadores, Dani Dias, que anuncia o retorno das atividades presenciais do Espaço Terra de Almofadas para o dia 26, após uma reforma para garantir a segurança de todos.

Até lá, ele promete “plantar o amor” em um “festival totalmente gratuito e online para crianças de todas as idades”. Os objetivos são “promover a brincadeira, a diversão, a alegria, a beleza e o renascimento, elementos de muita importância para a vida humana”.

Com base nestes pontos, a programação terá atividades para três faixas etárias (2 e 6 anos; 7 a 15 anos; adultos). Para participar, basta informar a categoria no ato da inscrição, que é gratuita.

O projeto é composto de vídeos previamente gravados, que serão distribuídos por WhatsApp. Tudo começa com a fonoaudióloga Thamara Rissoni falando sobre comunicação, na terça-feira dia 12.  

Neste mesmo dia, a “equipe Terra de Almofadas” encenará o espetáculo ‘Contos de Cecília’, única performance ao vivo do projeto, pelo Google Meet. 

Já no dia seguinte, quarta-feira (13), a Amanda Araújo, também gestora do local, coordenará “brincadeiras com a voz” e também o lançamento para o desafio do clipe coletivo da música ‘Ser Criança’.

O palco virtual se transforma em picadeiro na quinta-feira (14) para receber as “brincadeiras circenses” do professor Matheus; e na sexta-feira (15) vira um estúdio para as “brincadeiras com instrumentos de corda” do professor Kelvin Lucas.

O festival tem ainda “brincadeiras com o corpo”, com a professora Beatriz Pozo no sábado (16), “brincadeiras na cozinha” com a Mabi Chocolates, no domingo (17), e “brincadeiras musicais” com Dani Dias na segunda-feira (18).

Todos os profissionais envolvidos trabalharão conteúdos para todas as idades. E todos são voluntários. Neste momento de retomada, o que a casa quer é “realizar projetos”, e por isso promove atrações gratuitas.

“Aqui, se a pessoa não tiver condições de fazer aula paga, participa de outras formas”, comenta o gestor, que prepara o retorno presencial das aulas de canto, musicalização e circo, com novidades imediatadas como balé – inclusive para a terceira idade - e algo relacionado à desenvolvimento físico, para o futuro.

O foco continuará sendo a experimentação e a criatividade, como tem sido desde que o Espaço Terra de Almofadas foi inaugurado. “Existem quatro formas de aprendizado. É possível aprender pelo ensino; pela aprendizagem, que é quando se interessa e faz a própria pesquisa; pela prática; ou pelo exemplo, que é a maneira mais forte”, diz ele.

Esta última é a aposta da casa, que não trata o ‘Terceiro Festival Criança Terra de Almofadas’ como uma despedida do online, mas sim como um convite para que mais pessoas conheçam o trabalho que ao final do mês também será realizado presencialmente.

Mais informações estão disponíveis pelo WhatsApp do espaço: (11) 9.4444-0336.

ÚLTIMAS DE Cultura