Entrar
Perfil
SUCESSO

Em quatro meses, Sesc Mogi já atendeu 56 mil pessoas em diferentes segmentos

Reivindicada por lideranças da cidade durante mais de duas décadas, a unidade do Sesc Mogi das Cruzes, inaugurada no segundo semestre do ano passado, registra movimento intenso de visitantes, que participam da ampla programação cultural, esportiva e de lazer

Heitor Herruso
23/04/2022 às 08:20.
Atualizado em 24/04/2022 às 08:03

Atendimentos vem sendo realizados em uma unidade que ainda é provisória. Para 2022 está prevista a “segunda fase”, com “a construção de mais equipamentos na área de aproximadamente 27 mil metros quadrados (Eisner Soares)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
SUCESSO

Em quatro meses, Sesc Mogi já atendeu 56 mil pessoas em diferentes segmentos

Reivindicada por lideranças da cidade durante mais de duas décadas, a unidade do Sesc Mogi das Cruzes, inaugurada no segundo semestre do ano passado, registra movimento intenso de visitantes, que participam da ampla programação cultural, esportiva e de lazer

Heitor Herruso
23/04/2022 às 08:20.
Atualizado em 24/04/2022 às 08:03

Atendimentos vem sendo realizados em uma unidade que ainda é provisória. Para 2022 está prevista a “segunda fase”, com “a construção de mais equipamentos na área de aproximadamente 27 mil metros quadrados (Eisner Soares)

Depois de duas décadas de lutas, expectativas, planos e sonhos, o Sesc Mogi se tornou realidade, em novembro de 2021. Cinco meses depois, a instituição libera os primeiros resultados, em um balanço dos dois bimestres iniciais. Neste período, 56 mil pessoas já foram atendidas, em diferentes segmentos, provando que Mogi – e a região do Alto Tietê - realmente precisava de um Sesc.

Para se ter ideia da quantidade de pessoas, para colocar todos os atendidos pelo Sesc Mogi em um estádio, tanto o Allianz Parque como o Neo Química Arena (Itaquerão) não seriam suficientes. Nestes espaços, a capacidade máxima é de 43.713 e 49.205 pessoas respectivamente. Ou seja, milhares de participantes ficariam para fora.

Outra situação que ajuda a ilustrar o tamanho desta informação é a comparação com a quantidade de pessoas que vivem em Mogi das Cruzes atualmente. De acordo com a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 2021, são 455.587 habitantes. 56 mil, portanto, corresponde a 12% de toda a cidade.

Deste total, 9.185 atendimentos foram realizados em oficinas da exposição de Artes Ausente Manifesto e 12.563 no Centro de Educação Ambiental (CEA). Além disso, 14 mil crianças já estiveram no Espaço de Brincar Temático do local.  

É claro que o público do Sesc Mogi não é composto apenas por mogianos. Assim como outros serviços do município, a exemplo da rede pública de saúde, a unidade tem atendido também moradores de Suzano, Itaquaquecetuba, Biritiba Mirim, Salesópolis, Guararema, Poá e Ferraz de Vasconcelos. Quase dá para dizer que é o Sesc Alto Tietê. 

E toda essa gente não participa de uma só atividade. Afinal, “as ações sócio-educativas abrangem as áreas esportivas, cultural, de saúde e de lazer e visam dar aos frequentadores a oportunidade de fruição em seu tempo livre, com vivências diversas propostas nas ações programáticas, como Teatro, Música, Dança, Cinema, Literatura, Esportes e Meio Ambiente”, revela o balanço, que deixa claro que “em apenas quatro meses” buscou-se “atender todos os eixos programáticos da instituição que soma 75 anos de fundação”.

É importante frisar que isso vem sendo cumprido em uma unidade que ainda é provisória. Para 2022 está prevista a “segunda fase”, com “a construção de mais equipamentos na área de aproximadamente 27 mil metros quadrados”. Entre os novos atrativos estão uma tenda de espetáculos com capacidade para 900 pessoas, uma pista de skate, uma quadra de futebol society, novos brinquedos para crianças, ampliação dos espelhos d’água e a implementação de “serviços fundamentais aos comerciários e à população em geral”, como biblioteca e odontologia. 

Para que tudo isso possa sair do papel, o Sesc Mogi conta com um time de “63 funcionários efetivos, muitos de Mogi e região. O atendimento é realizado de terça a sexta, das 13 às 22 horas, e também aos sábados, domingos e feriados, das 9 horas às 18 horas, na rua Rogerio Tacola, 118, no bairro do Socorro.

Aliás, não é só na equipe que os mogianos figuram. Desde o início da operação O Diário vem mostrando a preocupação da instituição em envolver artistas da cidade nas oficinas, palestras e shows. Alguns dos nomes que já se apresentaram por lá são Lígia do Céu, Sarah Key, Beatriz Ataídio, Mariana da Matta, Lucas Bandeira, Victor Kinjo, Brenô, Valéria Custódio, Sandra Vianna, grupo Dona da Rua e representantes de diferentes grupos de Congadas e Marujadas de Mogi, além de muitos outros, como o maestro Luiz Guilherme de Godoy, que virá em junho próximo e tocará no interior da Catedral de Santana.

Como se não bastasse, além do impacto direto a partir da contratação de artistas e outros trabalhadores da região, o balanço do Sesc destaca outras movimentações, geradas a partir das “muitas alterações no entorno do antigo Clube do Socorro”.
“Além de recebermos com frequência antigos moradores e frequentadores daquele equipamento doado ao Sesc SP, nota-se um movimento no próprio comércio local. A rede comercial no entorno, além das empresas, também são alvo do trabalho do Sesc, através do Sesc Empresas que leva informações sobre credenciamento e cadastramento das empresas em nossa base”, finaliza a instituição.

 Como se credenciar

O credenciamento no Sesc é facultado ao trabalhador registrado no comércio, serviços e turismo. Para se credenciar basta se dirigir ao Sesc com a carteira de trabalho (digital ou tradicional em papel) RG e CPF.

Além disso, o credenciamento grátis também dá direito a associação de parentes diretos descendentes e ascendentes, ou seja, filhos, pais, além de cônjuges. 
No entanto, quase 100% das ações programáticas não dependem de apresentação dessa credencial. 

A vantagem de se credenciar está no acesso subsidiados a serviços, como odontologia, piscina e programações pagas.

 Agenda

Ainda em abril, o Sesc Mogi trará a mostra de cinema ‘Tapete Vermelho’ com exibições entre hoje (23) e 30 de abril, com obras de diretores importantes como Klauber Rocha, Alê Abreu, Walter Salles e Daniela Thomas.

Também está em cartaz, com sessão será às 19 horas deste sábado (23), o espetáculo ‘Buraquinhos ou o vento é inimigo do picumã’, da Cia Poéticas de Carcaças Negras. Esta peça traz a história de um menino negro - morador do bairro Guaianases, zona leste de São Paulo - vai a padaria no primeiro dia do ano e leva um “enquadro” de um policial. A partir daí o menino começa a correr e não para mais, o que o leva a uma maratona pelo mundo passando por países da América Latina e África, abrangendo um importante questionamento sobre o racismo estrutural e as condições ainda hoje impostas população negra no Brasil.

Já em maio o destaque fica com o Dia do Desafio (25), um dia inteiro com atividades físico-esportivas diversas para lembrar ao participante a importância da atividade física. Esta ação institucional está na 28ª edição e em Mogi será realizada em parceria com a Prefeitura Municipal e outros apoiadores.

Para todas as atividades é necessária a apresentação da carteira de vacinação contra a Covid-19. Para as crianças acima de 05 anos (uma dose), para os demais acima de 12 anos (duas doses ou dose única) O uso de máscara durante a permanência não é mais obrigatório, conforme decreto estadual, mas segue recomendado, especialmente nas áreas fechadas ou cobertas. Álcool em gel para a higiene das mãos sempre que necessário segue disponível em todos os ambientes.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por