Entrar
Perfil
PARA TODAS AS IDADES

Dupla de palhaços apresenta espetáculo e oficinas gratuitas em Suzano

Enquanto 'A Trombeta Apocalíptica' será apresentado no Parque Max Feffer no dia 9 de outubro, duas sessões de "vivências de linguagem" estão programadas para os dias 7 e 8, no Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi

O Diário
28/09/2022 às 14:47.
Atualizado em 28/09/2022 às 14:49

Formados na antiga técnica de vender o almoço para comprar a janta, Teta e Buiú, darão nó em pingo d’água nesta montagem divertida (Divulgação)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
PARA TODAS AS IDADES

Dupla de palhaços apresenta espetáculo e oficinas gratuitas em Suzano

Enquanto 'A Trombeta Apocalíptica' será apresentado no Parque Max Feffer no dia 9 de outubro, duas sessões de "vivências de linguagem" estão programadas para os dias 7 e 8, no Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi

O Diário
28/09/2022 às 14:47.
Atualizado em 28/09/2022 às 14:49

Formados na antiga técnica de vender o almoço para comprar a janta, Teta e Buiú, darão nó em pingo d’água nesta montagem divertida (Divulgação)

Contemplados pelo Programa de Ação Cultural com o projeto 'Pé na Estrada com Buiú & Teta: a saga de um apocalipse sem fim', para circular por seis cidades do interior do Estado de São Paulo, a Dupla de palhaços Buiú & Teta chega a Suzano. No próximo dia 9 de outubro (segunda-feira), o espetáculo 'A Trombeta Apocalíptica' será apresentado no Parque Max Feffer. 

Na peça, que tem direção de Cida Almeida e a interpretação dos artistas Karine Lopes e Wilson Saraiva, dois palhaços chegam na cidade para vender porções dos quitutes de reviradinhos “Vai Que Sobra”. Porém, são interrompidos por uma trombeta que berra aos quatro ventos absurdos que impedem que Buiú e Teta continuem com suas vendas.

(Divulgação)

Entre as notícias anunciadas “pela trombeta” estão um vírus avassalador, a inflação montada a cavalo e a barriga que ronca sem parar. 

Na corda bamba entre a vida e a morte, a fome e a comida, o choro e o riso, os palhaços bolam inusitados planos para dar a volta nas notícias e seguir com sua banca de quitutes aberta. Formados na antiga técnica de "vender o almoço para comprar a janta" Teta e Buiú darão nó em pingo d’água pra saírem daí de bolsos cheios?

Diretora e formadora de palhaços há mais de 20 anos, Cida Almeida comenta como é dirigir esse trabalho. “Dirigir figuras palhacescas, uma dupla como Buiú e Teta, é tentar estabelecer pontos de ancoragem para uma possível volta à história que pretendem contar. Simplesmente. Direção é uma palavra muito complexa quando se trata de dirigir uma dupla de palhaces com personalidades próprias, raciocínios muito particulares e uma vida com tantas incertezas!”.

(Divulgação)

O projeto conta, além da apresentação do espetáculo, com vivências de linguagem em intervenção cênico-urbana, isto é, uma oficina com seis horas de duração, que será realizada antes da encenação, nos dias 7 e 8 de outubro (sexta e sábado) no Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi.

O palhaço e produtor Wilson Saraiva explica a ação formativa. "A vivência de linguagem é conduzida pela Karine e por mim, a ideia é partilhar nosso olhar para intervenção cênica em espaço público. Essa atividade, para nós, é uma forma de estabelecer trocas com artistas nas cidades visitadas e, mais uma vez, interromper o cotidiano dos espaços, só que agora junto do coletivo de participantes das oficinas”.

 De onde vem

(Divulgação)

A 'Trombeta Apocalíptica' nasceu de um projeto de intervenção em praças e transportes públicos na capital paulista. O ensejo inicial era dialogar com os transeuntes e os trabalhadores que ocupam esses espaços no dia a dia. 

Karine Lopes, que além de palhaça é cenógrafa e figurinista no espetáculo, diz que a “dupla arma a barraca como se fosse abrir o circo, com elementos que dialogam nesses dois universos, hasteiam suas bandeiras e abrem suas tendas, em formato de guarda Sol". Eles ainda "carregam em seu carrinho seu sustento, assim, como fazem os artistas circenses, para criar a banca do Reviradinho Vai que sobra aos olhos do público".

Por ter sido uma obra que nasceu em meio à pandemia, o espetáculo contou com a direção à distância (por meio de chamadas de vídeo da diretora), em 2020.

Agora, após a vacinação, a dupla pode finalmente entrar em sala de ensaio com a encenadora para revisitar a história. Completando a trupe, o projeto contou com a criação autoral de parte da trilha sonora, desenvolvida pelo ator e músico Thales Alves, que buscou aproximar o universo mágico melódico dos ritmos populares brasileiros ao caráter “palhacesco” da sobrevivência cotidiana de Buiú e Teta.

Confira a ficha técnica completa a seguir: 

Dramaturgia: Karine Lopes e Wilson Saraiva. Provocações Dramatúrgicas e Direção: Cida Almeida. Palhaço Buiú: Wilson Saraiva. Palhaça Teta: Karine Lopes. Trilha sonora: Thales Alves. Preparação Corporal: Erickson Almeida. Cenografia e Figurino: Karine Lopes. Cenotécnico: Leandro Bruno. Assistente de figurino: Léo Paz. Oficineiros: Karine Lopes e Wilson Saraiva. Designer Gráfico: Ed Peixoto. Produtores locais: Alexandre Cruz, Cibele Zucchi, Danilo Lopes, Leandro Delgado, Magna Eliez, Rossana de Marchi (De Marchi Prod. Eventos). Parceiros: Cia Espelunca de Teatro; Cia D’Vergente de Teatro; Cia Lázara de Teatro e Audiovisual; Cia Talagadá; Coletivo Circo no Quintal; Companhia O Grito; Teatro da Neura. Produção: Wilson Saraiva. Produção Artística: Buiú & Teta. 

 SERVIÇO

O quê? Espetáculo 'A Trombeta Apocalíptica', com os palhaços Buiú & Teta

Quando? Dia 09 de outubro, sábado, às 11 horas

Onde? Parque Max Feffer, em frente ao Pavilhão Zumbi dos Palmares localizado na Avenida Senador Roberto Simonsen, 216 - Jardim Imperador – Suzano- SP

Quanto? Gratuito

 O quê? 'Vivência de linguagem: intervenção cênico-urbana'

Quando? Dia 07 de outubro, sexta, das 14 horas às 17 horas; e dia 08 de outubro, sábado,das 14 horas às 17 horas

Onde? Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi (rua Benjamin Constant, 682 – Centro -Suzano)

Quanto? Gratuito, com inscrições online. Mais informações pelo Instagram @buiueteta

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por