Entrar
Perfil
ENTREVISTA

Confira a entrevista com a mogiana Tiemi, que desistiu de 'No Limite' para salvar colega

A participante natural de Mogi comenta se participação no reality valeu a pena. Fala também sobre a parceria com Pedro e a decisão de deixar a competição em prol da permanência de Janaron

O Diário
19/06/2022 às 09:10.
Atualizado em 19/06/2022 às 09:46

Natural de Mogi, Tiemi foi destaque no 'No Limite' (Foto: reprodução / Fabio Rocha)

Não só um jogo de sobrevivência, para Tiemi Hiratsuka - que é natural de Mogi das Cruzes - o "No Limite", exibido na TV Diário, foi um desafio de autoconhecimento. A ex-integrante da tribo Sol logo de início criou uma aliança muito forte com Pedro, o que chegou a gerar uma torcida por um romance entre os dois, principalmente após protagonizarem um selinho em uma das noites no acampamento. Quando Tiemi viu o amigo trocar de lado e vestir a bandana azul, sentiu seu jogo se abalar, mas correu atrás e fez novas alianças. 

No programa da última quinta-feira (16) após o grupo perder a Prova de Imunidade, já sabia que Janaron seria o eliminado da noite e tomou uma decisão: pediu os votos de seus companheiros e deixou o programa em prol daquilo que acredita. “Quando o Janaron chegou na Tribo Sol e brilhou, eu tive a certeza de que precisava contribuir de alguma forma para que ele permanecesse no jogo por dois motivos: primeiro, por ele ser a representatividade de um povo esquecido e eu vir de uma família que honra os ancestrais; e segundo, por ele ser um candidato muito forte, que eu sentiria orgulho em disputar uma final", conta ela. Na entrevista abaixo, Tiemi comenta sobre os seus objetivos no reality, sua parceria com Pedro, a escolha de manter Janaron no jogo e suas alianças na tribo Sol.


Por que você quis participar do programa, qual era o seu maior objetivo?

Tiemi Hiratsuka - Participar do "No limite" foi uma escolha para me conhecer melhor, entender meus pontos fortes e trabalhar nos meus pontos que julgava serem fracos. E claro, para virar a chavinha na minha carreira profissional, já que tenho muita vontade de ter meu próprio negócio.


E valeu a pena?

Tiemi Hiratsuka - Valeu cada minuto ter vivido essa “aventura”. Faria tudo de novo, e não me arrependo de nada, tudo que aconteceu deveria ter acontecido dessa forma, acredito muito que nada na vida nada é por acaso!


Quais foram as maiores dificuldades que você passou ao longo do jogo?

Tiemi Hiratsuka - De início, a falta de comida era algo muito complicado, eu sou uma pessoa que come muito! E durante o jogo, talvez a cobrança que tinha comigo mesma em me impor e tomar partido de algumas decisões que eram difíceis.


Você pediu os votos da tribo para poupar o Janaron de ser eliminado. Por que fez isso? Você se arrepende?

Tiemi Hiratsuka - Desde o início do programa, quando vi o Janaron, fiquei muito feliz por tê-lo participando e nos representando em rede nacional, sabia que ele seria muito importante para o conhecimento de nossas origens e o quanto precisamos honrá-las. Por mais que o prêmio final seja uma grande quantia, no fim das contas não foi sobre isso a minha participação nesse jogo, levei em consideração todos os meus valores e jamais passaria por cima deles! Eu vejo que ali, quando escolhi receber os votos, eu me dei uma oportunidade de seguir pelo que acredito. Quando o Janaron chegou na Tribo Sol e brilhou, eu tive a certeza de que eu precisava contribuir de alguma forma para que ele permanecesse no jogo por dois motivos: primeiro, por ele ser a representatividade de um povo esquecido e eu vir de uma família que honra os ancestrais; e segundo, por ele ser um candidato muito forte, que eu sentiria orgulho em disputar uma final. Sei que eu aguentaria e chegaria muito longe no jogo, mas sei também quando preciso tomar alguma atitude em prol de algo que acredito ser maior.


Comente um pouco da sua relação com o Pedro. Você realmente se sentia segura com ele? O jogo mudou para você quando ele foi para a tribo Lua?

Tiemi Hiratsuka - Eu e Pedro temos uma conexão muito forte, desde o primeiro dia nos aproximamos e sei que foi verdadeiro. Conversávamos sobre tudo de forma leve e me sentia muito protegida. Claro que, no momento que ele mudou de tribo, eu me senti abalada, mas ali todos os dias são intensos e precisamos nos manter fortes para conseguir permanecer no jogo. Fiquei abalada, superei no outro dia, mas sempre lembrando da nossa amizade e torcendo que ele também fosse longe.


“Tiedro”. Alguma chance de acontecer algo ou é só amizade?

Tiemi Hiratsuka - (Risos) Tiedro existe na amizade, ele é um cara incrível, conversamos todos os dias e sei que será a pessoa que terei a honra de ter sempre em minha vida.
 

E você teve a chance de ir para a tribo Lua também, mas acabou optando por ficar na Sol. Por que fez essa escolha?

Tiemi Hiratsuka - No momento em que precisamos decidir quem iria para a tribo Lua, Pedro me chamou e eu senti muita segurança. Sabia que estaríamos juntos na aliança, mas não tive coragem em fazer essa escolha porque sabia dos riscos com os meninos da Lua e que estaria desfazendo uma aliança com as meninas.


O que poderia ter acontecido de diferente caso topasse mudar de lado?

Tiemi Hiratsuka - Minha estratégia seria tentar me unir com Pedro e Lucas para desfazer a tribo original da Lua no possível próximo portal, e assim seguiríamos em maior quantidade para a final.

 
Na tribo Sol, a aliança das mulheres dominou o grupo e levantou essa disputa entre homens e mulheres. Você também via o jogo dessa forma?

Tiemi Hiratsuka - Eu entendo que nós, mulheres, queríamos nos unir por uma questão de representatividade, o que acho muito válido já que a tribo lua não tinha mais nenhuma mulher no jogo. Não precisava ser dessa forma, separar homens e mulheres, mas vi que acabou tomando uma proporção muito grande depois.


Como era a sua relação com as meninas da tribo Sol? Você se sentia acolhida, se sentia parte dessa aliança ou acha que poderia ser o elo mais fraco?

Tiemi Hiratsuka - Minha aliança desde o início era eu, Pedro e Dea… conforme o jogo foi passando, e com todas as mudanças, eu me aproximei das meninas da tribo, mas confesso que não me sentia 100% segura.


Você declarou (e até chorou) por não ter participado da Prova da Comida, que é uma das mais aguardadas e temidas. Por que tinha esse desejo de participar, curiosidade ou superação?

Tiemi Hiratsuka - (Risos) Sim! A Prova da comida é clássica no programa, eu queria comer alguma iguaria justamente pra me testar, eu sei que daria meu máximo.


Agora aqui fora, se surpreendeu com o jogo de alguém?

Tiemi Hiratsuka - Matheus me surpreendeu por todo o personagem que foi criado como estratégia, não fez muito sentido na minha cabeça, mas cada um joga o seu jogo.


Como é receber o carinho do público nas redes sociais?

Tiemi Hiratsuka - Eu me sinto muito acolhida e fico muito feliz com todo carinho! Tenho vontade de conhecer cada um e responder todos! Nunca fui muito de redes sociais, confesso que isso é muita novidade, mas abrir minhas mensagens e ver que as pessoas querem me conhecer e se identificam comigo me deixam feliz e orgulhosa.

Para quem fica a sua torcida?

Tiemi Hiratsuka - Janaron, Pedro e Andrea.

Programa

"No Limite" tem exibição às terças e quintas, após "Pantanal", com apresentação de Fernando Fernandes, direção de gênero de variedades de Boninho, direção artística de LP Simonetti e direção geral de Angélica Campos. O reality é mais uma parceria da Globo com a Endemol Shine Brasil, com base no "Survivor", um formato original de sucesso. Ana Clara apresenta o "A Eliminação" aos domingos, após o "Fantástico".

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por