Entrar
Perfil
DRIVE THRU

Compra será presencial e afogado da Festa do Divino custa R$ 28

A Associação Pró-Festa do Divino divulgou os preços dos produtos que serão vendidos para entrega de hoje (3) a domingo (5), no Mogilar; devotos poderão estacionar o carro no Tiro de Guerra

O Diário
03/06/2022 às 08:06.
Atualizado em 03/06/2022 às 08:14

Prato da cozinha caipira é um dos patrimônios da Festa do Divino de Mogi das Cruzes (Arquivo O Diário)

Os valores e o sistema de venda dos doces e salgados, assim como novidades, como a liberação do estacionamento do Tiro de Guerra para atender os devotos, foram divulgados pelos organizadores da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes, na noite de quinta-feira (2). Os responsáveis tentaram implantar um sistema de compra online, mas acabaram optando pela instalação de um caixa presencial na sede da Associação Pró-Divino, onde os alimentos foram preparados. 

Não deverá ser permitido o consumo no local para evitar aglomeração, uma medida tomada por causa da pandemia da covid-19 - a Prefeitura e os organizadores chegaram a um consenso sobre a venda dos itens típicos da culinária da Festa do Divino, com a entrega dos pratos aos compradores.

Carregando...

O cardápio inclui o afogado, que será vendido a R$ 28, contendo a mesma quantidade da cumbuca tradicional que era encontrada na quermesse - neste ano, também por causa da pandemia, o evento foi suspenso. O tortinho, bolinho à base de farinha de milho e carne, custará R$ 8, mesmo valor do doce de abóbora e do sagu.

O espetinho de carne, frango ou linguiça, custa R$ 10. Também serão vendidas bebidas - cerveja, a R$ 10 e R$ 8 (dependendo da marca), a lata; refrigerante, R$ 5 e água, a garrafinha, R$ 4.

O pagamento poderá ser feito em dinheiro, cartão de débito ou crédito  ou transferência por pix.

O sistema de venda será apenas para compra e retirada e os responsáveis destacam que não poderá haver o consumo dos alimentos e bebidas na sede da festa que termina neste domingo.

A venda acontecerá das 18h30 às 22 horas.    

Desde o começo da semana, voluntários, que são apelidados de abelhinhas e zangões, produziram os itens. Não há uma expectativa sobre quanto deverá ser vendido nas três noites, em função da novidade desse modelo que visa recompor as finanças da Associação Pró-Festa.

Estacionamento

Para atender à demanda, a Associação Pró-Divino fechou uma parceria com o Tiro de Guerra, que vai colocar o estacionamento à disposição para que o cliente estacione o carro e possa ir a pé fazer a compra na Casa da Festa. 

O presidente da Pró-Divino, José Carlos Nunes Júnior, afirma que este fim de semana está sendo considerado um ‘aperitivo’ para a Festa do Divino 2023, que completará 410 anos de fé e devoção: “Se Deus quiser, o ano que vem promete. Coisas boas virão. Aguardem! Mas, por enquanto, nos prestigiem nesta ação”.

A verba arrecadada com a venda desses produtos será utilizada para custear a manutenção da entidade, que está há dois anos sem levantar fundos, devido à pandemia.

Acompanhe as notícias sobre a festa nas redes sociais Facebook (@festadodivinodemogidascruzes) e Instagram (@divinomogi). 
 

SERVIÇO

Associação Pró-Festa do Divino (Casa da Festa)
Avenida Francisco Rodrigues Filho, 1.232

Tiro de Guerra
Avenida Francisco Rodrigues Filho, 1.000

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por