MENU
BUSCAR
ARTIGO

O peso do ouro

Pensar e agir são atitudes para o crescimento individual das pessoas. procure sempre desenvolver a sua consciência e os seus interesses pessoais, mas sem esquecer-se do outro lado da vida

Olavo Arruda CâmaraPublicado em 19/05/2021 às 16:22Atualizado há 27 dias

Todos sabem que o ouro é cobiçado por todos. É o metal precioso e pesa nos interesses para se enriquecer. Mas, como será possível levar tanto peso para o céu quando a sua alma partir deste plano para outras dimensões do cósmico. Como levar o ouro? Então, antes de passar para o outro mundo faça caridades, distribua parte do seu ouro e demonstre sabedoria e um coração sublime. 

Como poderá a alma carregar tanto peso? Então é melhor descarregar o peso do ouro e dos metais preciosos. Aliás, vale destacar o que ensinou o mestre Jesus: “Havia um mendigo pedindo ajuda sentado em uma rua, passou um pobre e deu-lhe uma moeda de bronze em seguida apareceu um rico e deu-lhe três moedas de outro”.

 “Jesus estava perto e ensinou: Aquele que nada tinha deu tudo e quem tudo não deu nada”. 

O que significa? O pobre deu tudo que tinha uma única moeda de bronze, mas o rico que tinha muito deu pouco ou quase nada. 

A busca constante de riquezas, conforto e uma vida digna são louváveis, mas é necessário certo desapego da vida material. 

Há aqueles que arriscam as suas vidas e com esperança em busca de se melhorar vez mais. Pensar e agir são atitudes para o crescimento individual. Procure sempre desenvolver a sua consciência e os seus interesses pessoais, mas sem esquecer-se do outro lado da vida. 

Procure ser independente e não se deixe alienar a sua mente seja por radio, televisão, opinião pública ou outros. Todo ser humano é facilmente influenciado por pensamentos, propagandas insidiosas e destrutivas. Procure operar a sua mente de maneira construtiva e evitará problemas psicológicos e até doenças. 

O ódio e a inveja trazem doenças. Assim, elimine a falsidade, a inveja e a hipocrisia e não deixe jamais o negativismo de dominar. 

Todos os atos negativos trazem doenças. Quando alguém semear irá colher tudo que semeou. A independência da mente torna o ser humano livre em atitudes e ajudará na elevação da sua própria consciência. O maior poder é o poder divino. 

Considerando que a alma humana é divina, então nada a temer. Siga em frente, confie na sua mente. Buscar diariamente a felicidade e transmitir o entusiasmo para com quem tem contatos. Todas as pessoas têm impulsos tanto negativos como positivos diante de uma determinada emoção ou situação.  Como alterar estes impulsos? Cada um tem o livre arbítrio. Superar a fé e instalar na mente e no coração o termo confianç, podem ser uma das respostas para esse questionamento.

Olavo Arruda Câmara é advogado, professor e mestre e doutor em Direito e Polícia.

ÚLTIMAS DE Colunistas