MENU
BUSCAR
ARTIGO

A indústria segue respirando

José Francisco CaseiroPublicado em 09/04/2021 às 14:47Atualizado há 1 mês

Em um dos principais momentos de incerteza no cenário econômico brasileiro, o que fica, é a certeza da contribuição e importância da indústria para a sobrevivência da economia durante o período de pandemia de Covid-19. 

Mesmo com todas as dificuldades geradas pela falta de matéria-prima, alta do dólar e desvalorização do real, a indústria continuou produzindo e abastecendo o Brasil com itens de alimentação, medicamentos e insumos hospitalares. 

Neste um ano de pandemia, ficou evidente a contribuição do setor para a geração de tecnologia e de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) para o sistema produtivo do Brasil de uma maneira geral. A indústria tem buscado soluções ou maneiras de minimizar os efeitos da Covid-19 e das consequências da crise sanitária. 

As farmacêuticas são um exemplo de como o setor foi vital para passarmos por este momento. Elas desenvolveram estudos em tempo recorde para criar imunizantes ou analisar fármacos que pudessem ser utilizados para combater os efeitos da doença, especialmente no sistema respiratório. 

E a ajuda da indústria não se reduz ao setor farmacêutico ou de equipamentos hospitalares. Muitas empresas se debruçaram para criar produtos, como tecidos antivirais, outras transformaram seu parque fabril para produzir máscaras para doação ou ampliaram seus espaços para aumentar a produção de álcool 70%.  

Vimos montadoras como a Mercedes Benz, que estabeleceu uma parceria com fabricantes de respiradores, para aumentar a produção dos equipamentos e a Volkswagen, que passou a consertar gratuitamente os aparelhos.   

O Senai-SP, maior celeiro de mão de obra capacitada para a indústria, tem dado sua contribuição. Setenta e oito unidades do serviço, localizadas em 64 cidades paulistas, foram responsáveis por arrecadar 400 cilindros que armazenam oxigênio. Os recipientes foram encaminhados para a empresa White Martins, fornecedora do gás, onde os cilindros de uso industrial foram higienizados e abastecidos com oxigênio de uso medicinal. 

Com a campanha “Oxigênio da Indústria Salva Vidas” o Senai-SP coordena uma importante ação que já conquistou o apoio de diversas empresas paulistas. As escolas continuam ainda, com a iniciativa de reparar gratuitamente os respiradores dos hospitais públicos.   

O fôlego que a indústria fornece, também está presente nos indicadores do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Ministério da Economia, em 2019, o setor foi responsável por 21,4% do PIB nacional.  

Em decorrência da cadeia extensa de fornecedores, a cada R$ 1 produzido na indústria, são injetados R$ 2,40 na economia brasileira. Apenas para efeito de comparação, o mesmo valor em outros setores se converte em R$ 1,66 (agricultura) e R$ 1,49 (comércio e serviços). 

A indústria é uma das maiores empregadoras do país, são mais de 9,7 milhões de trabalhadores, que sustentam suas famílias e consomem com o dinheiro gerado pelo setor. 

Este montante de mão de obra corresponde a 20,4% dos postos de empregos formais do Brasil. Deste total, 6,8 milhões atuam apenas na indústria de transformação.  

Os empregados que contam com ensino superior completo recebem 33% a mais que a média brasileira, o que contribui para o aumento da renda per capita dos brasileiros. 

A indústria é responsável ainda, por 69% das exportações brasileiras de bens e serviços.  

Para que a indústria continue como o motor de crescimento do Brasil é preciso apostar em ações imediatas, sendo a mais urgente a responsabilidade fiscal, primordial para equilibrar as contas públicas. É preciso apostar ainda, no crescimento econômico e na competitividade. 

A receita está aí: modernizar as legislações do país para que se possa reduzir o custo brasil e consequentemente, aumentar a produtividade, ampliar a geração de empregos e atrair investimentos.  

José Francisco Caseiro é empresário e diretor do Sistema Fiesp/Ciesp no Alto Tietê, que representa todas os municípios da região

ÚLTIMAS DE Colunistas