‘Clássicos’ leva concertos para a tela da TV Cultura

A Orquestra Sinfônica de Bamberg se apresenta sob a regência de Jonathan Nott e no repertório dois compositores contrastantes, Beethoven e Gershwin / Foto: Divulgação - TV Globo
A Orquestra Sinfônica de Bamberg se apresenta sob a regência de Jonathan Nott e no repertório dois compositores contrastantes, Beethoven e Gershwin / Foto: Divulgação – TV Globo

O “Clássicos” leva ao público da TV Cultura, com exclusividade, os mais importantes concertos da temporada da cidade de São Paulo. Amanhã, às 21h30, a atração é a Orquestra Sinfônica de Bamberg, uma das grandes sinfônicas alemãs da atualidade. O concerto foi gravado no último dia 24 de maio, com regência do titular do grupo, Jonathan Nott, e solos do pianista Maciej Pikulski.

O programa tem dois compositores bastante contrastantes: Beethoven e Gershwin. A Abertura Egmont, de Beethoven, deu início ao concerto. A obra, ao mesmo tempo sóbria e potente, representa musicalmente uma peça dramática de Goethe, de 1788, que narra a luta do Conde Egmont conta o despótico Duque de Alba. Beethoven também foi o compositor da segunda parte do programa, com uma de suas sinfonias mais apreciadas: a de número 6, conhecida como “Pastoral”.

Entre as peças de Beethoven, o pianista polonês Maciej Pikulski interpretou o Concerto para piano em fá maior, do norte-americano George Gershwin. A peça é de 1925 e foi escrita um ano após a célebre Rapsódia em blue. Ambas foram motivadas por uma mesma razão: Paul Whiteman, maestro de bandas, incentivou Gershwin adaptar suas peças jazzísticas para o contexto sinfônico. Este concerto, que integra a temporada do Mozarteum Brasileiro, também marcou a última apresentação no Brasil de Jonathan Nott como regente titular da Sinfônica de Bamberg – após 16 anos no posto, ele se prepara para assumir novos desafios.


Deixe seu comentário