Entrar
Perfil
MEIO AMBIENTE

Você sabe porquê no dia 5 de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente?

Data comemorativa completa 50 anos de origem neste domingo, com o tema “Uma Só Terra”

Mariana Acioli
05/06/2022 às 13:59.
Atualizado em 05/06/2022 às 22:01

Cachoeira do Rio Guacá, Biritiba-Mirim (SP), cercada pela Mata Atlântica (Crédito: Mariana Acioli)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
MEIO AMBIENTE

Você sabe porquê no dia 5 de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente?

Data comemorativa completa 50 anos de origem neste domingo, com o tema “Uma Só Terra”

Mariana Acioli
05/06/2022 às 13:59.
Atualizado em 05/06/2022 às 22:01

Cachoeira do Rio Guacá, Biritiba-Mirim (SP), cercada pela Mata Atlântica (Crédito: Mariana Acioli)

Sempre no dia 5 de junho é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, data em que anualmente a Organização das Nações Unidas (ONU) promove atividades de preservação do meio ambiente e combate à negligência relacionada a este tema e também às mudanças climáticas, fatos que afetam negativamente a vida humana no planeta.

Esse ano, o tema escolhido para celebrar o 5 de junho foi “Uma Só Terra”, mas, afinal, você sabe a origem dessa data que em 2022 completa 50 anos de sua origem?

O Dia do Meio Ambiente foi escolhido em 1972 em razão da Conferência de Estocolmo, a primeira conferência da ONU sobre o meio ambiente, que reuniu vários governos e ONG’s na capital da Suécia.

O início do evento histórico há 50 anos, no dia 5 de junho, foi o motivo da celebração incluída no calendário das Nações Unidas que vai além de uma data comemorativa. O dia do meio ambiente passou a existir com o objetivo de conscientização sobre os impactos à natureza provocados pela atividade humana, criando assim, meios para promover a preservação ambiental. Em 1981 a data se estendeu e foi criada a Semana Nacional do Meio Ambiente.

Mata Atlântica no Alto Tietê

Pesquisa da SOS Mata Atlântica de 2021 demonstrou a necessidade de que a restauração do bioma se torne uma prioridade na agenda ambiental e climática. De acordo com a fundação, entre 2019 e 2020 o desmatamento da Mata Atlântica se intensificou em dez dos 17 estados que compreendem o bioma, incluindo no ranking São Paulo.

Em regiões como o estado de São Paulo, abrangendo Mogi das Cruzes e o Alto Tietê, onde também há Mata Atlântica, é proporcional o desmatamento devido a expansão imobiliária e pelo turismo, fato facilmente identificável pelos munícipes da região, especialmente os mais velhos que acompanham de perto as mudanças cada vez mais rápidas nas cidades.

Para Luís Fernando Guedes Pinto, diretor de conhecimento da Fundação SOS Mata Atlântica, o principal problema é a falta de fiscalização. “Os governos precisam fazer valer a Lei da Mata Atlântica, que não permite a conversão de áreas florestais avançadas, e garantir o desmatamento ilegal zero por meio do combate às derrubadas não autorizadas”, destaca.

De acordo com a Prefeitura, Mogi das Cruzes tem 52 mil árvores mapeadas em sua área urbana (com exceção da Serra do Itapeti e de outras áreas preservadas).

Jogos Escolares da Sustentabilidade

Focando as ações da semana do Meio Ambiente, a Prefeitura de Mogi lançou, nesta sexta-feira (3), os Jogos Escolares da Sustentabilidade. Os jogos incluirão atividades semanais colaborativas – e não competitivas – realizadas por escolas da cidade (Ensino Infantil, Fundamental e Médio, das redes pública e particular), com o objetivo de difundir a cultura de sustentabilidade entre os estudantes em todo o município.

São 27 escolas inscritas, sendo 15 municipais, 9 estaduais e 3 particulares, com aproximadamente 3.200 estudantes envolvidos diretamente.

Com os jogos, a Secretaria Municipal do Verde tem o objetivo de criar uma ferramenta de multiplicação de valores como a preservação ambiental e o respeito à natureza. Como resultados, o evento também visa a escolas com mais árvores, bairros com despejo correto de resíduos sólidos e estudantes envolvidos em ações de conservação da natureza.

Também nesta sexta-feira (3) foram divulgadas ações a serem desenvolvidas pelas escolas inscritas. As atividades deverão ser cumpridas pelas unidades de ensino no período de 6 a 30 de junho. A premiação dos vencedores será um mês depois, no dia 30 de julho.

Cada etapa de atividades será realizada durante uma semana do mês de junho (Etapa 1: 6 a 10/6; Etapa 2: 13 a 20/6; Etapa 3: 20 a 24/6 e Etapa 4: 27 a 30/6). As atividades serão a partir de quatro Objetivos de Sustentabilidade (ODSs): água potável e saneamento; consumo e produção responsáveis; ação contra a mudança global do clima e vida terrestre.

Os alunos só conhecerão as ações que deverão ser desenvolvidas no dia do início de cada atividade. As escolas que completarem as tarefas e receberem a validação da Secretaria do Verde e Meio Ambiente ganharão selo do Objetivo de Sustentabilidade correspondente.

As unidades que executarem as ações e conquistarem selos dos quatro ODSs ganharão uma visita guiada ao Parque Natural Municipal Francisco Affonso de Melo e participarão ainda do sorteio de uma horta – a Secretaria do Verde e Meio Ambiente dará como prêmio um Projeto de Sustentabilidade para a escola, que será sorteado e poderá ser uma horta ou uma ação de arborização, por exemplo.

Mais informações sobre os Jogos Escolares da Sustentabilidade podem ser obtidas pelo telefone 4798-5962 ou pelo e-mail jes.svma@mogidascruzes.sp.gov.br.

Mogi Shopping

O Mogi Shopping desenvolve ações verdes, em diferentes áreas, em parceria com colaboradores, lojistas e clientes. Dados centro de compras mostram que, de janeiro a maio de 2022, mais de 50 toneladas de plástico e papelão produzidos por lojistas e pelo shopping foram encaminhadas para reciclagem. Por meio da CSA Quality, os resíduos são destinados a empresas que direcionam os itens para os fins adequados.

Outra iniciativa é o projeto Tecnologia para o Bem que, desde 2020, arrecadou 4 toneladas de equipamentos eletrônicos fora de uso (notebooks, celulares, cabos, monitores, entre outros), doados por clientes, lojistas e pelo próprio shopping. Juntamente com a ReUrbi e a RESET Circular Store, o projeto recupera e destina os equipamentos a projetos sociais selecionados e cadastrados junto ao município, além de incentivar e facilitar o descarte correto de eletrônicos.

E ainda, na Horta Mogi Shopping, foram plantados e doados mais de 1.500 maços de hortaliças e temperos, entre 2018 e 2022, para a Creche Fraternidade Antônio de Pádua. Os colaboradores do empreendimento, juntamente com a Help Garden, fazem o cultivo de rabanete, alface, chicória, agrião, cebolinha, erva doce, berinjela, quiabo, vinagreira, manjericão e limão utilizando adubo compostagem do lixo orgânico gerado por lojistas e clientes da Praça de Alimentação.

Além destas ações, o Mogi Shopping também possui Certificado Internacional de Energia Renovável, emitido pela Ômega Energia, que assegura que o centro de compras adquiriu energia elétrica com origem no Parque Eólico Laranjeiras II SA, fonte renovável, e que atende critérios de eficiência energética.

“As iniciativas sustentáveis do Mogi Shopping reforçam a nossa visão de longo prazo com o meio ambiente e recursos naturais, compartilhando com colaboradores, lojistas e clientes os valores de responsabilidade socioambiental da empresa, promovendo assim, a participação da comunidade como um todo nos projetos desenvolvidos”, afirma Maurício Taufik, superintendente do Mogi Shopping.

As ações verdes e todas as novidades do Mogi Shopping podem ser conferidas no perfil @mogishopping no Instagram.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por