Entrar
Perfil
EXPRESSO

Trem turístico vem a Mogi neste sábado e não há data de retorno

Redução de viagens entre a Luz e Mogi das Cruzes segue como marca deste projeto de viagens mantido pela CPTM para fomentar o turismo na cidade, em Jundiaí e Paranapiacaba

Eliane José
11/07/2022 às 08:17.
Atualizado em 11/07/2022 às 08:27

O Expresso Turístico é um programa do governo do Estado para estimular o turismo em cidades como Mogi das Cruzes (Reprodução - Redes sociais)

Até setembro, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos oferece apenas uma data para os turistas interessados em conhecer Mogi das Cruzes - o Expresso Turítico virá à cidade neste sábado (16), última data visível até setembro no site da CPTM, onde é possível acompanhar a rotina das viagens que oferecem dois outros destinos aos paulistas: Jundiaí e Parapiacaba. Esse último destino, a antiga e charmosa vila inglesa, é o local com maior número de viagens neste e nos próximos meses.

Nem mesmo durante julho, mês das férias, o cronograma de viagens favoreceu Mogi das Cruzes: enquanto até o final deste mês, os turistas terão 4 viagens até vila inglesa de Paranapiacaba, haverá  apenas uma opção até o destino mogiano - o mesmo ocorre com Jundiaí.

A desarticulação de opções dadas aos turistas quando chegam a Mogi das Cruzes tem sido apontada como responsável pela redução dos trens e o baixo interesse dos visitantes pela compra dos tiquetes. A última viagem feita a Mogi foi há três meses, no mesmo dia do Festival Akimatsuri.

O preço da viagem começa em R$ 50 para ida e volta, e tem descontos progressivos, para as pessoas que compram para de um bilhete - R$ 82 (2 pessoas) - R$ 115 (3 pessoas) e R$ 148 (4 pessoas).

A pandemia teve forte impacto na procura pelo Expresso Turístico, mas, as vindas para Mogi das Cruzes começaram a registrar um desinteresse antes mesmo dessa crise sanitária.

Regras

De acordo com os dados encontrados no site da CPTM, desde 2018, os assentos do Expresso Turístico passam a ser nominais aos passageiros, isto é, existe obrigatoriedade da identificação de passageiros no ato da compra dos bilhetes e durante o embarque, para conforto e segurança dos usuários do serviço.

 A CPTM solicita aos passageiros do Expresso Turístico que se apresentem na data da viagem com 30 minutos de antecedência ao horário do embarque, munidos de documento.

Reagendamento de viage

A viagem pode ser reagendada uma única vez, com 72 (setenta e duas) horas de antecedência do horário de partida, mediante pagamento adicional de 30% sobre o valor da passagem. Após esse período, não será aceito pedido de reagendamento, ficando caracterizada a desistência de viagem. O reagendamento de viagem deve ser feito na bilheteria em que foi adquirida a passagem.

Já em caso de desistência do serviço, o prazo para requerer a devolução de 70% do valor original da passagem é de 30 (trinta) dias antes da viagem. Caso o prazo de desistência for inferior a 30 (trinta) dias, a devolução será de 50% do valor original da passagem. A solicitação de devolução deve ser feita na bilheteria em que foi adquirida a passagem.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por