Entrar
Perfil
ACIDENTE

Técnicos da CPTM e MRS atuam na liberação de ferrovia interditada

Trabalhos no local do descarrilamento do trem de carga já retiraram cinco locomotivas e cinco vagões de areia, mas ainda faltam os demais vagões e a carga de bobinas

O Diário
03/12/2022 às 19:06.
Atualizado em 03/12/2022 às 19:08

A interdição na região do acidente impediu as viagens normais dos trens entre Mogi e São Paulo (Foto: reprodução / Twitter)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
ACIDENTE

Técnicos da CPTM e MRS atuam na liberação de ferrovia interditada

Trabalhos no local do descarrilamento do trem de carga já retiraram cinco locomotivas e cinco vagões de areia, mas ainda faltam os demais vagões e a carga de bobinas

O Diário
03/12/2022 às 19:06.
Atualizado em 03/12/2022 às 19:08

A interdição na região do acidente impediu as viagens normais dos trens entre Mogi e São Paulo (Foto: reprodução / Twitter)

Técnicos da CPTM estão trabalhando junto com a MRS Logística para a retirada dos vagões de cargas das vias. O acidente ocorrido À 1h20 da madrugada deste sábado (3), com o descarrilamento de um trem da MRS Logística, espalhou a carga de bobinas e areia interditando simultaneamente quatro vias das Linhas 11-Coral e 12-Safira, que servem à região de Mogi das Cruzes. 

A interdição na região do acidente impediu as viagens normais dos trens entre Mogi e São Paulo e vice-versa, obrigando a implantação do Sistema Paese, que utiliza ônibus para contornar o trecho acidentado. O uso do Metrô foi outra alternativa para a passagem pelo trecho da ferrovia onde havia a interdição.

Das cinco locomotivas, com 10 vagões de carga de areia e seis de bobinas, a CPTM já havia retirado, até às 18 horas deste sábado, todas as máquinas e cinco vagões de carga de areia.  
A equipe técnica da CPTM continua no local atuando e aguarda a chegada de um equipamento da MRS para a retirada do restante dos vagões de cargas para a liberação das vias. 

Após a retirada total do trem de carga, a companhia fará uma avaliação dos danos causados pelo descarrilamento ocorrido na madrugada deste sábado (3), próximo à estação Tatuapé, que afetou a circulação das linhas 11-Coral e 12-Safira, e só então será possível prever o tempo para liberação das vias. 

Os passageiros serão atendidos pelo Sistema PAESE nos trechos sem circulação até a liberação total das duas linhas. A CPTM entende o tamanho do problema ocasionado por este descarrilamento, e por isto irá trabalhar 24h para reestabelecer o funcionamento pleno das duas linhas afetadas.

Na Linha 11-Coral, os trens circulam em dois loops: entre Estudantes e Corinthians-Itaquera e Tatuapé e Luz, ficando interditado o trecho entre Corinthians-Itaquera e Tatuapé. Já na Linha 12-Safira, os trens circulam em dois loops: entre Calmon Viana e Engenheiro Goulart e Tatuapé e Brás, ficando interditado o trecho entre Engenheiro Goulart e Tatuapé. 

O Expresso Aeroporto ficará suspenso durante a atuação das equipes.

Os passageiros estão sendo orientandos pelas equipes das estações e por avisos sonoros, além de informações nos canais de relacionamento da companhia. 

Informações também podem ser obtidas no 0800 055 0121 ou pelo WhatsApp (11) 99767-7030.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2023É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por