Após a confirmação de quatro funcionários administrativos contaminados pela Covid-19, as unidades escolares do Serviço Social da Indústria (Sesi) de Braz Cubas e da Vila Oliveira, em Mogi das Cruzes, suspenderam as aulas presenciais que teriam início nesta segunda-feira (15), com expectativa de retomar a programação no próximo dia 26. 

Até lá, os alunos prosseguem apenas com as atividades remotas, que começaram em 25 de janeiro.

Segundo a assessoria de comunicação do Sesi, na última sexta-feira (12) foram identificados quatro casos suspeitos de Covid-19 nas equipes administrativas das duas escolas do Sesi de Mogi.

De forma preventiva, os funcionários não compareceram às escolas e, conforme protocolo do Sesi e orientações dos órgãos oficiais de saúde, foram afastados, com isolamento em suas residências, e orientados a procurarem atendimento médico e contato com o Espaço Saúde, equipe médica da instituição.

Já no sábado (13), os casos suspeitos foram confirmados como positivos e, conforme recomendação da equipe médica do Sesi-SP, os funcionários que tiveram contato com os servidores contaminados também entraram em quarentena pelos próximos 14 dias.

“Buscando garantir a integridade e segurança de todos os nossos estudantes e colaboradores, de forma preventiva, as aulas presenciais previstas para iniciar na última segunda-feira (15) foram suspensas”, trouxe a nota enviada a O Diário.

Os ambientes educacionais passaram por processo de sanitização na manhã desta segunda-feira (16).

“Conforme protocolos do Sesi-SP e municipal de escolas, decidimos que o retorno das atividades presenciais acontecerá em 26/02/2021. Informamos ainda que as atividades educacionais terão continuidade online, tal como realizado desde o início do ano letivo”, completa a nota encaminhada ao jornal.