Entrar
Perfil
PANDEMIA

Quase dois meses após a última vítima fatal, Covid-19 volta a matar em Mogi

Motivada por complicações relacionadas ao coronavírus, a morte de uma mulher de 72 anos foi registrada nesta sexta-feira (24)

Heitor Herruso
25/06/2022 às 15:49.
Atualizado em 25/06/2022 às 15:50

(Divulgação - Pixabay)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
PANDEMIA

Quase dois meses após a última vítima fatal, Covid-19 volta a matar em Mogi

Motivada por complicações relacionadas ao coronavírus, a morte de uma mulher de 72 anos foi registrada nesta sexta-feira (24)

Heitor Herruso
25/06/2022 às 15:49.
Atualizado em 25/06/2022 às 15:50

(Divulgação - Pixabay)

Desde o início de maio, uma pessoa não morria por Covid-19 em Mogi das Cruzes. Infelizmente, este quadro mudou nesta sexta-feira (24), quando uma mulher de 72 anos que residia na cidade se tornou mais uma vítima fatal do coronavírus na região do Alto Tietê.

A última morte computada no sistema municipal era referente ao perído entre 25 de abril e 1 de maio. Depois disso, houve uma notificação de morte na semana entre 30 de maio e 5 de junho e outra na semana entre 6 e 12 de junho, mas estas não representam óbitos do período, e sim dados represados. 

A região contabiliza, desde o início da pandemia, em março de 2020, o total de 5.972 mortes, sendo 344 em Arujá, 114 em Biritiba Mirim, 543 em Ferraz de Vasconcelos, 117 em Guararema, 1.188 em Itaquaquecetuba, 1.848 em Mogi das Cruzes, 438 em Poá, 62 em Salesópolis, 277 em Santa Isabel e 1.041 em Suzano.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por