Entrar
Perfil
REPORTAGEM ESPECIAL

Prefeito e ex-prefeitos apontam desafios da expansão populacional em Mogi

Caio, Junji, Bertaiolli e Melo avaliam os rumos do desenvolvimento da cidade a partir dos números do Censo 2022

Carla Olivo
21/01/2023 às 07:41.
Atualizado em 21/01/2023 às 07:41

Prévia do Censo 2022, divulgada pelo IBGE, aponta que Mogi das Cruzes passou dos 387.779, em 2010, para 471.602, no ano passado (Arquivo/Diário)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
REPORTAGEM ESPECIAL

Prefeito e ex-prefeitos apontam desafios da expansão populacional em Mogi

Caio, Junji, Bertaiolli e Melo avaliam os rumos do desenvolvimento da cidade a partir dos números do Censo 2022

Carla Olivo
21/01/2023 às 07:41.
Atualizado em 21/01/2023 às 07:41

Prévia do Censo 2022, divulgada pelo IBGE, aponta que Mogi das Cruzes passou dos 387.779, em 2010, para 471.602, no ano passado (Arquivo/Diário)

O crescimento populacional de 21,61% vivido por Mogi das Cruzes nos últimos 12 anos, segundo a prévia do Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada no final do mês passado, aponta os desafios que a cidade terá pela frente para conciliar o aumento do número de moradores com sustentabilidade, oportunidades de trabalho e renda, condições de moradia, transporte e mobilidade, atendimentos nas redes municipais de saúde e de educação, entre outros fatores considerados essenciais para a qualidade de vida. 

O prefeito Caio Cunha (Podemos) e os ex-prefeitos Junji Abe (MDB), Marco Bertaiolli (PSD) e Marcus Melo (PSDB) avaliam que os números do censo atual, que ainda podem apresentar alterações na conclusão do levantamento pelo IBGE, mas já trazem um panorama da evolução populacional que marcou os últimos 22 anos no município. 

De acordo com os dados do IBGE, Mogi da Cruzes tinha 330.241 habitantes no Censo do ano 2000. Uma década depois eram 387.779, o que corresponde à elevação de 17,42%. 

Devido às restrições trazidas pela pandemia de Covid-19, o trabalho que geralmente é realizado a cada 10 anos não aconteceu em 2020 e, em 2021, o IBGE apresentou uma estimativa, apontando 455.587 moradores em Mogi.

Retomado no ano passado, o Censo 2022 mostrou, em prévia, 471.602 residentes na cidade, uma variação de 21,62% no comparativo com os dados oficiais divulgados em 2010. 

Diante destes números atuais, as lideranças políticas de Mogi revelam os desafios e preocupações impostos pelo aumento da população e as projeções de crescimento gradativo a cada ano, justificados pelos atrativos oferecidos pelo município.

Além do potencial econômico da cidade, destacam-se características como localização estratégica, entre as serras do Mar e do Itapeti, ampla área verde, malha viária que permite fácil acesso à Capital Paulista, Aeoporto Internacional de Guarulhos, litoral, Porto de Santos e regiões do Vale do Paraíba e ABC, melhor qualidade de vida em comparação a outros grandes centros urbanos, oferta de serviços referenciais nas redes de saúde e educação, incluindo ensino superior, entre outros referenciais que, nos últimos anos, justificam a vinda cada vez maior de pessoas de outras cidades para cá.

Ainda assim, embora houvesse a expectativa de que Mogi das Cruzes já tivesse alcançado a marca de 500 mil habitantes - o que não se confirmou pelo menos na prévia do Censo 2022 -, e levando em conta o percentual verificado de crescimento anual de 1,1%, a pespectiva é que haverá cerca de 477 mil moradores em 2023 e a estimativa de que a população chegue a meio milhão de habitantes antes de 2030.

Neste cálculo, seriam aproximadamente 6 mil novos moradores a cada ano em Mogi, segundo projeção do jornalista Castro Alves Bruno, especialista em estatística e pesquisa. 

Segundo ele, ainda há a expectativa do final dos números que devem ser divulgados em breve pelo IBGE para fechamento do Censo 2022, mas além de alguns ajustes que se mostram necessários, principalmente em municípios que apresentam mais eleitores do que habitantes, como é o caso de Salesópolis, na região do Alto Tietê, a conclusão do levantamento não deve trazer muitas alterações, confirmando a maioria dos números já trazidos na prévia de dezembro último.

“Pode até haver alguma mudança, mas não deve ficar muito fora desta prévia divulgada pelo IBGE no final do ano passado. Em Mogi, a porcentagem de crescimento da população de 2000 a 2010 foi de 17,42% e, de 2010 para 2020, havia a expectativa de 16%, mas o censo não foi realizado em 2020 e está sendo finalizado ainda, então, por isso em 2022, este percentual chegou a 21,62%”, detalha Castro.

Caio aposta em Plano de Metas

Caio destaca ações de médio, curto e longo prazo do projeto Mogi 500 Anos (Foto: arquivo / PMMC)

A prévia do Censo 2022, apresentada pelo IBGE no final de dezembro último, segundo o prefeito Caio Cunha (Podemos), reforça os desafios da administração municipal. 

“Os números comprovam a atualidade das propostas apresentadas pela atual gestão. Mogi das Cruzes cresceu muito nos últimos anos, mas agora precisa se desenvolver”, aponta o chefe do Executivo.

Ele aponta que, para nortear o desenvolvimento da cidade, foi criado o Plano de Metas, que contempla ações de curto, médio e longo prazo, com foco na Mogi 500 Anos. 

“Este desenvolvimento precisa levar em conta a qualidade de vida das pessoas. Queremos uma Mogi voltada para os cidadãos, para que as mulheres, homens, jovens e idosos tenham oportunidades de trabalho, de renda, de estudo, de progresso”, afirma Caio.

O prefeito ressalta urgências que devem ser atendidas para suprir o crescimento populacional, apontando a geração de empregos certamente como ponto central. “Para isso, uma série de ações vêm sendo executadas pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Inovação, sempre com o objetivo de criar oportunidades para que os mogianos consigam obter trabalho e renda no próprio município, evitando deslocamentos para São Paulo e estimulando o empreendedorismo”, explica.

A Região Leste, que engloba o distrito de César de Soua, na avaliação do prefeito, será o vetor de desenvolvimento do município nos próximos anos e deve registrar ainda maior crescimento populacional.

Nesta área estão concentrados os investimentos do Viva Mogi, conjunto de obras estruturantes nas áreas de mobilidade, meio ambiente e saneamento capazes de garantir estrutura e qualidade de vida aos futuros moradores e suas famílias. São cerca de R$ 300 milhões em investimentos, em obras que estão em andamento, cumprindo um planejamento que prevê como será a Mogi das Cruzes das próximas décadas.

“O Programa Viva Mogi é uma marca da Prefeitura de Mogi das Cruzes, que agrega valores permanentes, como a qualidade de vida da população e a reconexão dos cidadãos com o município. Esses conceitos serão levados para todas as obras estruturantes da cidade, em todos os distritos e bairros, transformando-se em uma marca permanente da administração”, pontua o prefeito.

Já Jundiapeba, Caio considera que se traa de um distrito com ocupação consolidada e que, mais uma vez, necessita de investimentos públicos capazes de melhorar a qualidade de vida dos moradores. “Exemplos dessas ações são melhorias nos sistemas de distribuição de água, de esgoto, educação de qualidade e saúde pública”, cita.

Caio analisa o crescimento populacional como uma realidade, que precisa ser encarada de forma positiva pelos gestores municipais e deve estar acompanhada de planejamento, participação popular, valorização dos cidadãos e ações que garantam a qualidade de vida das pessoas.
“Nossa gestão tem um compromisso central com a participação popular, aproximando as pessoas do poder público para o desenvolvimento de ações, obras, serviços e realizações, configurando um governo que ouve as pessoas e vive os desafios da cidade, buscando as melhores soluções. Ao incorporarmos esses apontamentos, passamos a ter uma cidade construída por todos, o que certamente resulta em mais qualidade de vida para a sociedade”, finaliza Caio.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2023É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por