Entrar
Perfil
MOGI-APARECIDA

Peregrinos da Rota da Luz vão contar com abrigos para descanso e sinalização

Melhorias que vinham sendo cobradas por entidades, como a Associação Amigos da Rota da Luz, foram cobradas em reunião na Secretaria de Turismo de SP

O Diário
29/07/2022 às 08:01.
Atualizado em 29/07/2022 às 08:05

Rota da Luz receberá nova sinalização e pontos para abrigar os peregrinos (Arquivo - O Diário)

Melhorias como a instalação de abrigos para descanso e a sinalização reforçada foram divulgadas durante reunião entre representantes das cidades cortadas pela Rota da Luz, entre Mogi das Cruzes e Aparecida, e o secretário Vinicius Lummertz, de Turismo e Viagens de São Paulo, a Setur. Por esse caminho, prevê Ubirajara Nunes, da  Associação dos Amigos da Rota da Luz, três mil pessoas deverão passar a caminho do Santuário Nacional de Aparecida.

Uma outra novidade: com apoio da CPTM, será entregue, nas próximas semanas, sinalização de reforço que marca o início da rota, na Estação Estudantes, em Mogi das Cruzes, além de um banner de divulgação com o mapa do trajeto, com informações sobre hospedagens, alimentação e dicas em QR code.

O percurso autoguiado de 210 quilômetros deverá receberá abrigos para descanso, para receber os peregrinos, além de uma nova remessa de passaportes, disponíveis no início da rota e carimbados em cinco pontos estratégicos. Nas últimas semanas, a Setur divulgou uma websérie da Rota da Luz que teve mais de dez mil visualizações.   

Encontro discutiu o futuro da Rota da Luz: na imagem o secretário Vinicius Lummertz, a primeira-dama do Estado, Luciana Garcia, além de prefeitos, coordenadores de Turismo e empreendedores de cidades do Alto Tietê e do Vale do Paraíba (Divulgação/Associação Amigos da Rota da Luz)

A Rota da Luz tem um apelo turístico, social e histórico interessante  para as cidades interligadas por ela que investem na divulgação das atrações desses municípios, bem como no potencial econômico para a geração de emprego e renda em empreendimentos como a rede de hotéis, pousadas e restaurantes.

Os passaportes recebem selos carimbados nas pousadas e atrações do circuito e garantem um diploma, ao final, sobre o cumprimento da peregrinação, assim como ocorre em caminhos religiosos como o de Santiago de Compostela, na Espanha, um dos mais famosos do mundo.

O Distrito de Sabaúna tem apostado no desenvolvimento do turismo para receber os peregrinos, embora, como o lugar está nos primeiros quilômetros do roteiro, ele funcione mais como um ponto de passagem - mudar isso, fazer com que o turista reserve um tempo maior para permanecer na localidade, é um dos desafios dos empreendedores.

O trajeto de 210 Km até o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida possui cerca de 50 hospedagens e 50 pontos de apoio ao longo das nove cidades, a partir de Mogi das Cruzes, passando por Guararema, Santa Branca, Paraibuna, Redenção da Serra, Taubaté, Pindamonhangaba, Roseira e Aparecida.

O turismo religioso é um dos segmentos que mais cresce no Brasil. De acordo com pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), são realizadas cerca de 8,1 milhões de viagens movidas pela fé todo os anos no Brasil. Se considerados os deslocamentos para eventos religiosos, retiros espirituais, caravanas e romarias, este número sobe para 15 milhões de viagens, o que representa R$ 6 bi por ano apenas neste segmento, de acordo com o Ministério do Turismo.

“A Rota da Luz é um ícone do turismo religioso e tem potencial enorme para atrair visitantes do Brasil e do exterior. Mais estruturada, favorece o turismo e o desenvolvimento local”, diz Vinicius Lummertz, secretário de Turismo e Viagens de SP.  

A Rota da Luz foi adaptada em 2016 pelo Governo do Estado para que os peregrinos deixassem o acostamento da rodovia Presidente Dutra e se deslocassem até o Santuário de Aparecida por estradas secundárias, em um trajeto que inclui fazendas, cachoeiras e muita natureza.

Com mais segurança, o novo trajeto favoreceu o turismo regional, uma vez que integra nove municípios, estimulando o consumo da culinária e de produtos locais.  

  

  

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por