Entrar
Perfil
PANDEMIA

Ocupação de leitos de UTI destinados a pacientes com Covid aumenta em Mogi

Com elevação de casos da doença, internações em Unidades de Terapia Intensiva passaram de 0,4% para 3% de uma semana para a outra na cidade

Carla Olivo
23/06/2022 às 17:27.
Atualizado em 23/06/2022 às 18:24

Vacinação contra a Covid-19 segue avançando em Mogi das Cruzes (Divulgação - Agência Brasil - Tânia Rêgo)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
PANDEMIA

Ocupação de leitos de UTI destinados a pacientes com Covid aumenta em Mogi

Com elevação de casos da doença, internações em Unidades de Terapia Intensiva passaram de 0,4% para 3% de uma semana para a outra na cidade

Carla Olivo
23/06/2022 às 17:27.
Atualizado em 23/06/2022 às 18:24

Vacinação contra a Covid-19 segue avançando em Mogi das Cruzes (Divulgação - Agência Brasil - Tânia Rêgo)

Com o aumento de casos de contaminação pelo novo coronavírus em Mogi das Cruzes, o índice de ocupação de leitos hospitalares por pacientes com Covid-19 voltou a aumentar nas unidades de terapia intensivas (UTIs), passando de 0,4% para 3% de uma semana para a outra. Já as internações em enfermarias diminuíram de 1,8% para 0,6%, na comparação do mesmo período, segundo mostra o Boletim Covid-19 da Prefeitura de Mogi das Cruzes, disponível para consulta no site www.mogidascruzes.sp.gov.br .

Apesar do pequeno recuo no registro de notificações na semana passada, com 996 casos da doença entre os dias 13 e 19 de junho - média de 142 por dia - contra 1.228 (média diária de 175), de 6 a 12 de junho, a orientação dos profissionais de saúde é para que os cuidados preventivos e protocolos de higiene para evitar a disseminação do vírus sejam mantidos, como o uso de máscaras, higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel, além de evitar aglomerações.

A alta de casos de Covid-19 em Mogi segue a tendência nacional do atual momento da pandemia. A boa notícia é que, na última atualização do Boletim Covid-19, realizada nesta segunda-feira (20), não houve notificações de mortes na cidade entre os dias 13 e 19 de junho, ao contrário dos dois períodos anteriores (13 a 19 de junho e 6 a 12 de junho), que registraram um óbito em cada um. 

A cidade, desde o início da pandemia, em meados de março de 2020, até hoje (13), tem 59.728 casos positivos, 3.292 ativos e 54.589 curados, além de 1.847 mortes. Entre os mogianos que perderam a vida vítimas da doença e suas complicações, 1.386 tinham alguma comodidade e 461 não possuíam doenças pré-existentes.

O levantamento também disponibiliza dados sobre a faixa etária dos mogianos que morreram vítimas do novo coronavírus ou de suas complicações: 60 tinham mais de 90 anos de idade; 279 (entre 80 e 89 anos); 427 (70 a 79 anos); 463 (60 a 69 anos); 338 (50 a 59 anos); 176 (40 a 49 anos); 75 (30 a 39 anos); 22 (20 a 29 anos); 5 (10 a 19 anos); e 2 (de 0 a 9 anos).

Importante na luta contra a Covid-19, a vacinação segue avançando na cidade, sendo que, até esta segunda-feira (20), foram aplicadas 389.939 primeiras doses; 368.394 segundas doses; 11.299 doses únicas e 301.937 doses adicionais (reforço).

A orientação da Secretaria Municipal de Saúde é que as pessoas cumpram o calendário de vacinação contra a doença, completando o ciclo de imunização, para reforçar as ações de combate ao novo coronavírus. O agendamento para aplicação de doses em crianças, adolescentes e adultos segue no www.cliquevacina.com.br, da Prefeitura de Mogi.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por