Entrar
Perfil
Transporte coletivo

Moradores de Mogi criticam mudanças nas linhas de ônibus

A secretária municipal de Mobilidade Urbana, Cristiane Ayres, argumentou dizendo que a população teria sido ouvida antes de as mudanças serem postas em prática.

O Diário
27/05/2022 às 10:34.
Atualizado em 27/05/2022 às 10:35

Moradores dos bairros criticam a troca do local de partida, que foi do Terminal Estudantes para o Terminal Central (Pedro Chavedar - Prefeitura de Mogi)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
Transporte coletivo

Moradores de Mogi criticam mudanças nas linhas de ônibus

A secretária municipal de Mobilidade Urbana, Cristiane Ayres, argumentou dizendo que a população teria sido ouvida antes de as mudanças serem postas em prática.

O Diário
27/05/2022 às 10:34.
Atualizado em 27/05/2022 às 10:35

Moradores dos bairros criticam a troca do local de partida, que foi do Terminal Estudantes para o Terminal Central (Pedro Chavedar - Prefeitura de Mogi)

Moradores do bairro Manoel Ferreira e Biritiba Ussú, em Mogi das Cruzes, reclamam das mudanças adotadas recentemente nas linhas de ônibus que atendem aos bairros. A troca do local de partida — Terminal Estudantes pelo Terminal Central — e a modificação de horários são motivos de descontentamento. A secretária municipal de Mobilidade Urbana, Cristiane Ayres, argumentou – em audiência pública realizada nesta quinta-feira (26), na Câmara – que a população teria sido ouvida antes de as mudanças serem postas em prática. Porém, os usuários dizem que não foram informados sobre os planos de alteração nesses serviços.

“Apresentamos esse plano de transporte com novos traçados para as linhas de ônibus do Município. Fizemos ampla divulgação e várias campanhas. Trata-se de um projeto grande, que repensa a Cidade como um todo”, disse a chefe da pasta.

Em seguida, Cristina destacou que as novidades fazem parte de um projeto-piloto e poderão ser ajustadas conforme a população reivindicar. “Foi feito um projeto-piloto, que começou a operar em 3 de abril e ainda está em fase de adaptações. Nesse estudo, colhemos 368 sugestões para montar as linhas atuais. As linhas do projeto-piloto transportam cerca de 7,8 mil pessoas diariamente nos dois distritos. Nos meios oficiais, recebemos 0,57% de reclamações. Precisamos que a população reclame nos canais oficiais, seja pela internet, seja pelo telefone, ou até mesmo diretamente na sede da nossa Secretaria”.

Inês Paz (PSOL) cobrou mais qualidade no atendimento. “As passagens do transporte coletivo estão muito caras. Precisamos ao menos garantir uma qualidade maior nesse serviço”, disse.

O vereador Policial Maurino (Pode) disse que também foi procurado por moradores desses bairros devido ao descontentamento com as alterações. “Os moradores de Biritiba Ussú estão reclamando que os coletivos, que antes partiam do Terminal Estudantes, agora estão partindo do Terminal Central. Recebi reclamações de passageiros sobre o fato de faltar segurança no Terminal Central, que estaria escuro e, portanto, seria mais perigoso”.

A secretária disse que houve participação popular na elaboração das mudanças por meio de formulários, participação pela internet e ligações na Ouvidoria. Ela disse ainda que foram realizadas 5 reuniões em Biritiba Ussu para debater as alterações junto aos munícipes.

Apesar disso, moradores do bairro Manoel Ferreira disseram que não foram informados das alterações nem contemplados com reuniões de debate no próprio bairro — a secretária admitiu que os encontros aconteceram somente em Biritiba Ussu, mas se disponibilizou a se reunir com os residentes de Manoel Ferreira. Passageiros do bairro Manoel Ferreira reforçaram a reclamação de que, agora, precisam andar a pé para ir do Terminal Central ao Terminal Estudantes.

Mesmo pegando os ônibus expressos que circulam pelo centro, os usuários afirmam que sofrem prejuízos porque, quando o trânsito na área central atrasa o trajeto, eles acabam perdendo o horário dos ônibus que estão partindo do Terminal Central para os bairros.

Por fim, Iduigues assumiu o compromisso de agendar novas reuniões técnicas para acompanhar o andamento de cada uma das reivindicações, seja na pauta do ciclismo, seja na pauta do transporte coletivo para Biritiba Ussu e Manoel Ferreira. “Recebemos os abaixo-assinados de ambos os temas. Agora, recolhemos as reclamações e a posição inicial da secretária. O próximo passo será acompanhar o desenvolvimento das políticas públicas para os pleitos. O Executivo e o Legislativo têm que ter coragem para olhar dentro do olho das pessoas e ouvir os problemas delas. Somente ouvindo as críticas da população será possível acertar. Senão, o gestor pode até tentar, mas vai acabar sempre errando”, disse.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por