Entrar
Perfil
CHUVAS

Mogi tem 26 áreas de risco de inundação e deslizamento e prepara Operação Verão

Estratégia visa monitorar impacto de temporais em 12 áreas particulares e regularizadas com risco de deslizamentos

O Diário
21/11/2022 às 15:17.
Atualizado em 21/11/2022 às 15:17

Áreas baixas, em bairros como o Jardm Oropó, estão entre os pontos com registros de inundação nos períodos de chuva em Mogi das Cruzes (Arquivo O Diário)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
CHUVAS

Mogi tem 26 áreas de risco de inundação e deslizamento e prepara Operação Verão

Estratégia visa monitorar impacto de temporais em 12 áreas particulares e regularizadas com risco de deslizamentos

O Diário
21/11/2022 às 15:17.
Atualizado em 21/11/2022 às 15:17

Áreas baixas, em bairros como o Jardm Oropó, estão entre os pontos com registros de inundação nos períodos de chuva em Mogi das Cruzes (Arquivo O Diário)

Com 26 áreas monitoradas por risco de inundação e de deslizamento de terras, a Prefeitura de Mogi das Cruzes divulga que irá iniciar no dia  1º de dezembro, a Operação Verão 2022/2023.

A gestão desenvolve uma estratégia para unir diferentes setores públicos e agir em caso de urgências e emergências causadas pelas chuvas.

A operação será mantida até o dia 31 de março, com a participação ainda de órgãos estaduais e empresas concessionárias. 

Uma reunião preparatória, na Escola de Governo e Gestão, com a participação de representantes de secretarias e órgãos envolvidos foi feita na semana passada.

Segundo a Prefeitura, o município não possui áreas com risco iminente de deslizamento. Porém, há 12 áreas com este tipo de risco em imóveis particulares e regularizados, acompanhados periodicamente pela Defesa Civil durante todo o ano e os moradores são orientados.

A cidade também soma 14 áreas com risco de inundação, situação gerada pelo extravasamento de um leito de rio ou ribeirão, além dos locais onde alagamentos são historicamente registrados, como a região do Parque Monte Líbano e da Praça da Bíblia.

O problema, mais comum, no verão, resulta do acúmulo de água, que escoa pelos sistemas de drenagem quando a precipitação ameniza.

A Operação Verão de Mogi das Cruzes será coordenada pela Secretaria Municipal de Segurança, por meio da Coordenadoria de Defesa Civil, e conta com a participação de diversas secretarias municipais, do Samu, Semae, Guarda Municipal, Defesa Civil do Estado, Corpo de Bombeiros, Cetesb, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Estadual, Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), Tiro de Guerra, Sabesp, Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e da concessionária de energia elétrica EDP. 

Nos meses de realização da operação, a Defesa Civil de Mogi das Cruzes mantém ainda contato contínuo com a Defesa Civil do Estado, para o acompanhamento das condições climáticas e para o planejamento de ações a serem desenvolvidas. 

Prevenção

A Prefeitura de Mogi das Cruzes afirma que desenvolve uma série de ações de prevenção para minimizar os problemas causados pelas chuvas.

De janeiro e setembro, a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana divulga que realizou a desobstrução de 4.226 metros de galerias de águas pluviais, a manutenção ou implantação de 1.186,2 metros de sistemas de drenagem e de 1.780 unidades de equipamentos de drenagem. Foi feita roçada e limpeza em 422.792 metros quadrados de córregos e valas.

Fiscalização

A Secretaria Municipal de Segurança conta com uma estrutura de fiscalização específica para evitar a ocupação irregular de Áreas de Risco ou de Proteção Ambiental, como beiras de rios e áreas próximas a encostas.

A ação conta com a participação da Patrulha Ambiental, da Guarda Municipal, que atua nas questões de preservação ambiental e também para evitar ocupações irregulares. O trabalho é feito em conjunto com a Patrulha Rural, que tem como foco as regiões mais distantes do município.

Telefones

Os telefones para urgências e emergências ligadas às chuvas são o 199, da Defesa Civil, e 153, da Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp). Os dois  atendem a população 24 horas por dia.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por