MENU
BUSCAR
PANDEMIA

Mogi e Suzano têm cinco agências bancárias fechadas após casos de Covid entre funcionários

Expectativa é retomar as atividades nesta quarta-feira (12), após sanitização das instalações e testagem da equipe de colaboradores

Carla OlivoPublicado em 11/01/2022 às 15:11Atualizado há 14 dias
Divulgação - Anderson Prado
Divulgação - Anderson Prado

O registro de contaminações pela Covid-19 entre funcionários de agências bancárias de Mogi das Cruzes e de Suzano leva à suspensão das atividades para a realização de trabalhos de sanitização e prevenção da disseminação do novo coronavírus. Nesta semana, pelo menos cinco delas estão com o expediente suspenso - três do Bradesco, uma do Itaú e outra do Santander -, nas duas cidades, após a reabertura da agência do Santander da avenida Voluntário Fernando Pinheiro Franco, esquina com rua Campos Salles, que aconteceu nesta segunda-feira (10), após a interrupção do atendimento na última sexta-feira (7), pelo mesmo motivo.

Em Mogi, nesta segunda-feira (10), a agência do Bradesco da avenida Voluntário Fernando Pinheiro Franco, no centro, paralisou atividades depois que um funcionário testou positivo para a doença. Em seguida, as instalações passaram por sanitização e a expectativa é de reabertura nesta quarta-feira (12), após testagem de todos os colaboradores.

Já em Suzano, quatro agências bancárias - duas do Bradesco, sendo uma delas na rua General Francisco Glicério, na região central da cidade, e a outra no Suzano Shopping; uma do Santander, também na Glicério; e uma do Itaú, na rua Benjamin Constant, no centro - fecharam nesta segunda-feira (10) por causa do registro de casos de Covid-19 entre funcionários. A medida foi adotada para a realização de ações de sanitização e aplicação de testes dos colaboradores e a estimativa também é de retomada do atendimento nesta quarta-feira (12), com exceção do Itaú que já normalizou o funcionamento. Ainda na cidade, a agência do Banco do Brasil, da Glicério, retomou atividades nesta terça-feira (11), após paralisação pelo mesmo motivo.

Segundo Josueli Keler de Almeida, diretora de imprensa do Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região, um levantamento está sendo preparado sobre o número de casos de Covid-19 entre os funcionários de agências do Alto Tietê, com previsão de divulgação no final da tarde desta terça-feira (11).

"Os bancários que testam positivo são afastados, assim como aqueles que tiveram contato com a pessoa infectada pelo vírus, até a realização de testes. As agências também suspendem as atividades para higienização das instalações. Estamos registrando bastante casos em toda a região, com muitos afastamentos e, todos os dias, continuamos recebendo novas denúncias, principalmente por causa deste nova variante, a Ômicrom, que espalha mais rapidamente", explica a diretora.

O sindicato enviou a seguinte nota a O Diário sobre a situação: "Diante do aumento de casos de Covid-19 e de Influenza, o Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região vem reivindicando junto com o Comando Nacional dos Bancários que os bancos tenham responsabilidade que a situação exige, priorizando a saúde e a vida da categoria. O Sindicato cobra dos bancos adoção do regime home office e rodízio da equipe para evitar a contaminação, também que os locais de trabalho sejam higienizados com mais frequência evitando assim a disseminação do vírus. Outra medida adotada é o acompanhamento das agências, às quais recebemos denúncias e confirmações de casos de Covid-19. Precisamos que os bancários, clientes e usuários de banco entrem em contato conosco em caso de suspeitas dessas doenças. Desta forma, o Sindicato pode atuar junto ao banco para garantir que todos os protocolos de prevenção sejam devidamente respeitados, mensurar a situação da pandemia e do surto de gripe na categoria, além de cobrar as providências cabíveis do setor público. O sigilo é garantido". O comunicato é assinado por Clayton Pereira, presidente do Sindicato dos Bancários de Mogi das Cruzes e Região.

Procurada por O Diário, a assessoria de imprensa do Itaú Unibanco enviou a seguinte nota nesta terça-feira (11): "O Itaú Unibanco informa que a agência localizada na rua General Francisco Glicério, em Suzano (SP), foi fechada temporariamente por suspeita de que profissionais possam estar com Covid-19, mas já voltou a operar normalmente. A equipe que esteve em contato com estes colaboradores foi temporariamente afastada das atividades e o local passou pelo processo de higienização, seguindo todos os protocolos de segurança e fazendo uso dos antissépticos adequados. O banco enfatiza a orientação para que os clientes priorizem o uso de canais digitais, como site e aplicativos, enquanto perdurar a pandemia".

O Diário está em contato com as assessorias de imprensa dos demais bancos e aguarda retorno.

ÚLTIMAS DE Cidades