Entrar
Perfil
DIA DE CONSCIENTIZAÇÃO

Mogi divulga a fibromialgia, doença que afeta homens e crianças

Mais comuns às mulheres, a partir dos 30 anos, a patologia caracterizada por dores constantes em todo o corpo, também é registrada em homens, idosos, crianças e adolescentes

O Diário
12/05/2022 às 10:17.
Atualizado em 12/05/2022 às 10:21

A fibromialgia é uma doença presente em pessoas de todas as idades e, em Mogi, mereceu a inclusão no calendário como Dia Municipal de Conscientização (Divulgação/PMMC)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
DIA DE CONSCIENTIZAÇÃO

Mogi divulga a fibromialgia, doença que afeta homens e crianças

Mais comuns às mulheres, a partir dos 30 anos, a patologia caracterizada por dores constantes em todo o corpo, também é registrada em homens, idosos, crianças e adolescentes

O Diário
12/05/2022 às 10:17.
Atualizado em 12/05/2022 às 10:21

A fibromialgia é uma doença presente em pessoas de todas as idades e, em Mogi, mereceu a inclusão no calendário como Dia Municipal de Conscientização (Divulgação/PMMC)

A fibromialgia é uma doença crônica que tem como principal sintoma a dor constante por todo corpo. Ainda não tem causa conhecida e atinge, principalmente, mulheres entre 30 a 60 anos. Mas homens, pessoas idosas, crianças e adolescentes também podem ter a doença. 

Em 12 de maio é comemorado o Dia da Conscientização sobre a Fibromialgia, data instituída pela Lei Municipal 6879/2014. Neste dia, a doença é lembrada por meio de ações educativas ou rodas de conversa que contribuam para alertar a população sobre prevenção, diagnóstico e tratamento. 

A fibromialgia é uma síndrome clínica que se manifesta com dor no corpo todo, principalmente na musculatura. Junto com a dor, a fibromialgia causa sintomas de fadiga, sono não reparador (a pessoa acorda cansada), além de possíveis alterações de memória e atenção, ansiedade, depressão e distúrbios intestinais.

O paciente sente mais dor no final do dia, mas pode ocorrer também pela manhã. A dor é sentida “nos ossos” ou “na carne” ou ao redor das articulações, com grande sensibilidade ao toque.

O diagnóstico é clínico, isto é, não necessita exames para comprovar que ela está presente. Mas há critérios importantes de análise como sentir dor por mais de três meses em todo o corpo e a presença de pontos dolorosos específicos na musculatura. 

Causa

Não existe ainda uma causa única conhecida para a fibromialgia. Pode aparecer depois de eventos graves na vida de uma pessoa, como um trauma físico, psicológico ou mesmo uma infecção grave. Estudos recentes mostram que os portadores apresentam uma sensibilidade maior, como se o cérebro estivesse com um “botão desregulado” para fazer a pessoa sentir mais dor. Desta maneira, nervos, medula e cérebro fazem com que qualquer estímulo doloroso seja aumentado de intensidade.

Entre os fatores de risco não controláveis estão: idade (ter acima de 45 anos); sexo (ser mulher dobra as chances); histórico familiar - ter algum parente com fibromialgia); lesões (sofrer lesões recorrentes); ter outros problemas de saúde como lúpus ou artrite reumatoide.

Embora a prevenção da fibromialgia não seja possível, algumas coisas podem ser feitas para melhorar a qualidade de vida:

Exercícios físicos – converse com o médico sobre a possibilidade de começar a fazer exercícios físicos, pois eles podem ajudar a diminuir as dores. 
Alimentação saudável – ter hábitos alimentares mais saudáveis pode ajudar a reduzir as dores da fibromialgia.
Acompanhamento psicológico – uma doença que afeta tanto a qualidade de vida não é algo fácil. Procure um psicólogo para conversar sobre a situação.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por