Entrar
Perfil
Novos Equipamentos

Maternidade Municipal tem 98% das obras concluídas em Mogi

O Complexo Integrado de Atendimento à Saúde (CIAS), que reunirá diversos serviços no Rodeio, também está quase pronto, com 97% do cronograma completo; Inaugurações ainda não têm datas previstas.

Larissa Rodrigues
25/01/2022 às 11:23.
Atualizado em 25/01/2022 às 11:25

O investimento na obra da Maternidade Municipal, em Braz Cubas, é de R$ 37,1 milhões (Foto Eisner Soares)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
ENTRAR
Novos Equipamentos

Maternidade Municipal tem 98% das obras concluídas em Mogi

O Complexo Integrado de Atendimento à Saúde (CIAS), que reunirá diversos serviços no Rodeio, também está quase pronto, com 97% do cronograma completo; Inaugurações ainda não têm datas previstas.

Larissa Rodrigues
25/01/2022 às 11:23.
Atualizado em 25/01/2022 às 11:25

O investimento na obra da Maternidade Municipal, em Braz Cubas, é de R$ 37,1 milhões (Foto Eisner Soares)

Com o objetivo de complementar e qualificar os serviços de saúde em Mogi das Cruzes, a Prefeitura deverá entregar ainda este ano duas importantes obras: a Maternidade Municipal e o Complexo Integrado de Atendimento à Saúde (CIAS). O novo hospital está com 98% das obras concluídas, enquanto a unidade que reunirá diversos serviços, no Rodeio, está com 97% do cronograma completo.

As duas obras ainda dependem de detalhes de acabamento interno e externo, que são executados atualmente. Mas, para que uma data de inauguração possa ser definida, serão necessários ainda o cumprimento de etapas para a entrada em funcionamento. A primeira delas será a instalação de mobiliário e equipamentos médicos. A segunda é a definição do modelo de gestão, que poderá ser direto ou por meio de Organizações Sociais de Saúde (OSSs). A Secretaria Municipal de Saúde afirmou que já trabalha nesses estudos.

Carregando...

Maternidade

Na Maternidade Municipal, em Braz Cubas, toda estrutura do prédio está pronta, restando apenas serviços de acabamento, como pintura, que são realizados atualmente. O investimento na obra é de R$ 37,1 milhões.

Com ela, a Prefeitura pretende suprir as necessidades de assistência às gestantes e bebês, com todos os recursos e equipamentos necessários para oferecer atendimento qualificado, seguro e humanizado. O novo prédio tem cerca de 8 mil metros quadrados distribuídos em sete pavimentos (do subsolo ao quinto andar) e contará com 51 leitos, 10 leitos de UTI Neonatal, 10 leitos de cuidados intermediários, além da UTI Adulto, Centro Obstétrico e demais espaços especializados.

A unidade contará com leitos para gestantes, puérperas, leitos especializados no sistema canguru, leitos para gestantes de alto risco, além de quartos para atendimento pré-parto, parto e puerpério. Atualmente, Mogi das Cruzes conta apenas com a Santa Casa para a realização de partos pelo sistema público e a unidade enfrenta constantes problemas de superlotação.

CIAS

No Complexo Integrado de Atendimento à Saúde (CIAS), no Rodeio, os trabalhos estão em fase de acabamento externo. O investimento na obra é de R$ 11,9 milhões. A unidade ocupa uma área de 3,3 mil metros quadrados de construção distribuídos em dois pavimentos planejados para ofertar diversos serviços de saúde.

Centro Integrado de Atendimento à Saúde está em construção no Rodeio (Eisner Soares)

O projeto reunirá diversos serviços de saúde, entre eles uma nova unidade de atendimento especializado, como a Única de Jundiapeba, com diversas especialidades médicas e opções de exames diagnósticos; uma nova unidade de reabilitação fisioterápica e de convivência, além da primeira Clínica da Pessoa com Deficiência, com a meta de ampliar e qualificar a oferta de atendimento especializado para pessoas com deficiência intelectual, autismo, deficiência física ou visual e promover reeducação de suas funções cognitivas, físicas, sensoriais e sociais, complementando a Rede Municipal de Atendimento à Pessoa com Deficiência, composta por entidades como AACD; APAE; Asete, Apafi, Arcat, Cejoy e Gatem (subvencionadas); Emesp Professora Jovita Franco Arouche.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
Copyright © - 2022 - O Diário de MogiÉ proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuído por