Se as eleições municipais fossem realizadas nesta sexta-feira (30), o prefeito Marcus Melo (PSDB) seria reeleito no primeiro turno. É o que mostra o resultado da pesquisa de opinião realizada pela FLS Pesquisa e Marketing, com exclusividade para o jornal O Diário.

A consulta estimulada relizada nos dias 26 e 27 deste mês, junto a 505 eleitores da cidade revelou que Marcus Melo lidera a corrida sucessória com 39,4% das intenções de voto, seguido por Caio Cunha (Podemos), com 10,7%;  Rodrigo Valverde (PT), com 10,5%; Michael Della Torre (5%); Felipe Lintz (PRTB), com 4%; Miguel Bombeiro (PROS), com 2,6% e Fred Costa (PDT), com 2,4%.

Outros 5,3% dos eleitores disseram que não irão votar em qualquer dos candidatos, 4,5% prometem votar em branco ou anular o voto e 15,6% ainda não sabem em qual candidato votarão.

A possibilidade de vitória de Melo já no primeiro turno da eleção para prefeito é resultado do cômputo dos votos válidos da pesquisa estimulada, aquela em que as pessoas recebem um disco de papel com os nomes dos candidatos para que indique o seu favorito.

Excluidos os percentuais das intençõe de votos brancos, nulos e daqueles que prometem não votar em qualquer dos concorrentes, o candidato Marcus Melo, conforme a pesquisa, terminaria a eleição com 52,9% dos votos, Caio Cunha ficaria com 14,4%; Rodrigo Valverde, com 14,1%; Michael Della Torre, com 6,6%; Felipe Lintz, com 5,3%; Miguel Bombeiro, com 3,5% e Fred Costa, com 3,2%.

Para vencer no primeiro turno, o candidato a prefeito precisa receber a partir da metade mais um dos votos.

Na pesquisa espontânea, aquela em que o eleitor é indagado em quem votaria para prefeito, se a eleição ocorresse no dia da pesquisa, sem qualquer tipo de estímulo, Melo também lidera, com 25,3% das intenções de voto, contra 8,7% de Caio; 6,7% de Valverde; 3,8% de Della Torre, 2,2% de Lintz, 2% de Fred; 1,6% de Bombeiro. Outros nomes  foram citados por 0,6% dos entrevistados. E o mais significativo: 49,1% disseram não saber em quem iriam votar.

O total de indecisos é reduzido  em 33,5 pontos percentuais quando são apresentados os nomes dos concorrentes à Prefeitura Municipal.

A pesquisa também avaliou o índice de rejeição dos eleitores em relação aos prefeituráveis mogianos. Quando indagados em qual candidato não votariam de jeito nenhum, Melo é o mais citado, com 17,4% de rejeição. Em seguida, vêm  Bombeiro, com 6,1%; Lintz, com 5%; Caio, com 5,1%; Valverde, com 4,4%; Fred, com 4,2% e Della Torre, com 1,4%. Outros 2,6% não apontaram  nenhum deles; 18,4% não rejeitaram  nenhum; enquanto 35,4% não souberam responder.

A pesquisa

A FSL Pesquisa e Marketing ouviu 505 eleitores de diferentes faixa etária, sexo, renda familiar, grupo religioso e grau de instrução, no dias 26 e 27 de outubro. A consulta apresenta margem de erro de 4,5% e um intervalo de confiança de 95,5%. Tem o registro SP-02472/2020.