Entrar
Perfil
EM BRASÍLIA

Manipulação de fotos repercute nas redes sociais

Adulteração das imagens da uma reunião entre prefeito Caio Cunha e ministro do Turismo teve destaque nas redes sociais e sites de notícias

Diário
07/05/2021 às 15:53.
Atualizado em 07/05/2021 às 19:02

Foto original do Ministério do Turismo (Reprodução / Assessoria Marco Bertaiolli)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
EM BRASÍLIA

Manipulação de fotos repercute nas redes sociais

Adulteração das imagens da uma reunião entre prefeito Caio Cunha e ministro do Turismo teve destaque nas redes sociais e sites de notícias

Diário
07/05/2021 às 15:53.
Atualizado em 07/05/2021 às 19:02

Foto original do Ministério do Turismo (Reprodução / Assessoria Marco Bertaiolli)

O episódio sobre a manipulação das fotos tiradas durante um encontro oficial entre o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, o prefeito Caio Cunha (PODE) e o deputado federal Marco Bertaiolli (PSD), nesta semana, em Brasília, teve uma grande repercussão nas redes sociais, não só em grupos da cidade, como de todo o país. O caso foi divulgado em sites de notícias, ganhou destaque em páginas de deputados federais e foi comentado pelo filho do presidente da República,  o deputado Eduardo Bolsonaro.

O deputado federal pelo PSL-MG, Geraldo Junior do Amaral, mais conhecido como Cabo Junior Amaral publicou as duas fotos - a original, que mostra o ministro sem máscara em seu gabinete, onde tem a foto de Jair Bolsonaro, e a imagem adulterada com recursos de foto shop, que mostra o ministro com a máscara e um quadro com uma paisagem cobrindo a imagem do presidente (entenda o caso)

Logo abaixo, ele comenta: “O prefeito vai até Brasília buscar recursos com o Governo Federal, recebe, e quando volta para sua cidade, oculta a foto do presidente Jair Messias Bolsonaro e coloca uma máscara no ministro”.

A publicação teve espaço nas redes sociais do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), que replicou a imagem em seu Instagram.

A  Gossip do Dia, uma revista eletrônica online, que publica notícias de famosos, também mostrou as duas fotos, replicou os comentários feitos pelo ministro, que lamenta a adulteração feita na foto e diz que serão adotadas medidas cabíveis contra. Tem também a mensagem do prefeito Caio Cunha se desculpando e dizendo que foi erro da equipe que cuida das redes sociais dele.

A postagem teve diversos comentários. Um deles foi feito por Dr Guilherme Bispo: “Fofoca governamental é boa, mas fofoca governamental envolvendo o prefeito da minha própria cidade é a própria chacota”. Ele diz que o prefeito está sendo bombardeado nas redes por ter postado as fotos manipuladas do ministro após um encontro.

Ele relata o ocorrido e observa a repercussão do caso. “Aqui em Mogi,  já virou o maior bafafá. Espero que o seu trabalho na cidade seja tão eficiente quanto às polemicas as quais o senhor vem se envolvendo dede início do seu mandato, senhor Caio Cunha”  

O assunto também ganha espaço nos grupos da cidade, com diversas publicações e comentários feitos em suas páginas do Instagram e Facebook

A página Cidadão Mogiano relata o episódio e diz que “a imaturidade, a ineficiência da gestão de Caio Cunha e a falta de profissionais qualificados que o cercam, até o momento, não é surpresa para muitos mogianos. Porém, desta vez começa a ganhar projeção no âmbito nacional. Se realmente pretende transformar o Brasil a partir de Mogi da Cruzes, não faça nossa cidade passar vergonha. Neste contexto, podemos concluir: Mogi das Cruzes, em breve, será o epicentro da vergonha no Brasil!

O assunto também vem gerando comentários em diversos sites de notícias, e grupos como o Bem Vindo a Mogi das Cruzes, com críticas contra a atitude do prefeito Caio Cunha.

Envolvidos

Em nota encaminhada à O Diário, o Ministério do Turismo, "repudia a adulteração de uma imagem registrada pela sua assessoria de imprensa  – crime contra a propriedade intelectual – com fins meramente políticos e que representa uma falta grave contra a verdade dos fatos". Ele já havia feito esses comentários em  suas redes, quando tomou conhecimento da circulação das imagens adulteradas da fotografia feita pelo fotógrafo do Ministério

O prefeito Caio Cunha comentou o fato e pediu desculpas pelo incidente, em suas redes sociais. Por sua vez, o deputado federal Marco Bertaiolli (PSD) lamentou o uso indevido da imagem. Ele acredita que a cidade não deverá ser prejudicada e que o Ministério deve liberar os recursos que foram pleiteados para investir nos parques e áreas de lazer da cidade.

  

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por