O Hospital Santa Maria de Suzano está disponibilizando para seus pacientes o exame do tipo RT PCR, que pode encontrar as variações do novo coronavírus.

Segundo a diretoria da instituição de saúde, o método diagnóstico utiliza alvos genéticos diferentes dos genes codificadores da proteína S, que foi a que sofreu variações nas mutações recém-descobertas em locais como Reino Unido e África do Sul.

Os investimentos em tecnologia de ponta permitem, de acordo com a parceria estabelecida com o Laboratório do Hospital Albert Einstein, a constatação de que não há perda de sensibilidade no teste, o que é decisivo para descobertas que podem ser estratégicas na adoção de medidas de prevenção e intervenções clínicas nos pacientes, prevenindo a evolução para estágios mais graves.

O trabalho em conjunto entre o Hospital Santa Maria e o Albert Einsten garantiu a abertura de um novo laboratório com modernos equipamentos e equipe técnica completa de biomédicos treinados e permanentemente atualizados em relação ao que acontece no mundo sobre a pandemia.

Com vocação e cumprimento de metas a serviço da ciência, a instituição de saúde se transformou em um centro de estudos e estatísticas da evolução da Covid-19. e "se coloca à disposição das autoridades de saúde para contribuir com estratégias eficientes de proteção à sociedade, sobretudo neste instante em que começam a ser estudados e definidos os prazos e logísticas de vacinação contra a Covid-19", segundo afirma a direção do hospital.

Há um ano, o Hospital Santa Maria de Suzano estabeleceu protocolos eficientes de atendimento aos pacientes, antes de os primeiros casos serem registrados no Brasil. Foi adotado um fluxo exclusivo de sintomas suspeitos, além da criação de Pronto Atendimento Respiratório, ala para internações e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) específicas, sempre com supervisão técnica da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH).