Entrar
Perfil
SAÚDE

Hospital de Braz Cubas reabre ala infantil; veja mudanças na saúde

Reabertura do pronto-atendimento durante 24 horas, com livre demanda, deverá reduzir espera no Pró-Criança, o hospital também retoma as cirurgias eletivas, exames e consultas a adultos

O Diário
03/05/2022 às 09:31.
Atualizado em 03/05/2022 às 09:31

Hospital de Braz Cubas, após mais de dois anos, volta a atender crianças de zero a 6 anos; unidade retoma as cirurgias eletivas (Divulgação/PMMC)

Após o fechamento da alta infantil, durante o enfrentamento dos períodos mais agudos da pandemia da Covid-19, o Hospital Municipal Waldemar Costa Filho, localizado em Braz Cubas, reabriu o serviço de pronto-atendimento Infantil 24 horas, com demanda livre para casos de urgência e emergência em crianças de zero a 12 anos. A medida deverá reduzir a espera em unidades, como o Pró-Criança, alvo de constantes críticas de pais e responsáveis nos últimos meses.

Outros atendimentos estão sendo ofertados no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes, como exames e cirurgias eletivas.Desde 2020, o hospital se transformou em referência para o tratamento da Covid - a redução dos casos contribui para a retomada do antigo plano de trabalho do serviço.

Segundo a Prefeitura, o PA Infantil realiza consultas e exames de urgência e emergência e conta com suporte de leitos de observação e internação em ala pediátrica.

Poderá ser feitas até 6.500 consultas por mês, que serão realizadas por uma equipe formada por sete médicos por dia (quatro no período diurno e três no período noturno), além dos demais profissionais.

“Depois de um longo período, por conta da pandemia, estamos retomando o Pronto Atendimento 24 horas do Hospital Municipal, que é destinado exclusivamente para crianças de zero a 12 anos”, afirma o prefeito Caio Cunha (PODE). 

Outros serviços prestados pelo Hospital Municipal antes da pandemia também estão sendo retomados. São eles: consultas agendadas de especialidades (em áreas como ginecologia, cirurgia geral, otorrinolaringologia, vascular, urologia, clínico geral, cardiologia e anestesista); exames diagnósticos (laboratório, anatomia patológica, ultrassonografia, citologia, radiologia, endoscopia, colonoscopia, tomografia, ultrassonografia com doppler, ecocardiograma, eletrocardiograma, entre outros); cirurgias eletivas (ginecologia, vascular, urologia, otorrino, pediátrica, cirurgia-geral).

As internações clínicas são ofertadas para retaguarda do PA Infantil, cirurgias eletivas e clínica médica, num total de 59 leitos. Outros 10 leitos, equipados para terapia intensiva, estão destinados para eventuais internações de pacientes com a Covid-19. “É importante esclarecer que a partir de agora o Hospital Municipal receberá apenas internações Covid de adultos encaminhados pelas UPAs ou unidades 24 horas, porque não há mais Pronto Atendimento para o novo coronavírus”, explica o secretário municipal de Saúde, Zeno Morrone Junior. 

A partir desta segunda-feira (2), adolescentes maiores de 13 anos e adultos com sintomas respiratórios ou suspeitos da Covid-19 devem procurar uma das UPAs – Unidades de Pronto Atendimento (Oropó, Rodeio e Jundiapeba) ou o Pronto Atendimento do Jardim Universo

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por