Entrar
Perfil
TREM E PASSARELA

Governador promete contratar obra da Estação Mogi até o final do ano

Em reunião de trabalho e política com prefeitos e deputados do Alto Tietê, Rodrigo Garcia confirmou anúncios como um plano para habitação, ajuda para manter a Maternidade de Braz Cubas, abertura do HC de Suzano e construção da alça ao Rodoanel

Eliane José
20/04/2022 às 13:29.
Atualizado em 20/04/2022 às 16:17

Na segunda visita a Mogi das Cruzes neste mês, o governador Rodrigo Garcia fala sobre o projeto para estação de trem e anuncia plano para habitação, que será detalhado nos próximos dias (Eisner Soares)

Em reunião de trabalho e política com prefeitos do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) e os deputados estaduais da bancada regional na Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (20), o governador Rodrigo Garcia (PSDB) evitou comentários sobre a disputa eleitoral ao cargo que ocupa atualmente, mas tratou de demarcar território, ao anunciar planos de governo centrados no conceito de gestão municipalista. 

É a segunda visita de Garcia a Mogi das Cruzes neste mês de abril. Em discurso a políticos, empresários e representantes de órgãos como as polícias civil e militar, Garcia lembrou o ex-governador Franco Montoro, ao citar que os cidadãos "nâo moram na União, e nem no Estado,  moram nos municípios", sinalizando que pretende executar uma gestão direcionada ao um atendimento regionalizado, com ações destinadas a "interpretar o momento que estamos vivendo para, então, tomar decisões importantes" em áreas que afetam a vida das pessoas, em eixos como emprego, saúde, trabalho e segurança pública.

Carregando...

O governador defendeu que a pandemia da Covid-19, além de deixar marcas como as perdas de "entes queridos e emprego" construiu um rastro de desigualdade, e também acentuou a forte concentração de renda no Brasil.

A alguns dias de completar 48 anos, Rodrigo Garcia assumiu o governo do Estado em dezembro passado, após construir carreira política iniciada aos 20 anos, na assessoria de políticos como o ex-governador Mário Covas. Citou de passagem o governador João Doria.

O discurso e o protocolo da visita foram afinados com a necessidade apurada em pesquisas eleitorais: tornar-se mais conhecido dos paulistas (leia aqui)..

Ao se apresentar às lideranças empresariais, comerciantes e sociais reunidas no anfiteatro da UMC, popularmente conhecido como "Bezerrão",  o ainda virtual candidato do PSDB ao cargo nas eleições de outubro, falou de suas origens (nasceu em Tanabi, no interior paulista), do currículo até chegar a deputado estadual, secretário de Estado e vice-governador de João Doria, e de preocupações com o pós-pandemia.

Ele citou a potência dos números do crescimento econômico do Estado de São Paulo, mas contextualizou, a informação, em seguida, dizendo que esse fato não se enxerga na realidade vivida pelas pessoas.

No único momento em que foi aplaudido pela plateia durante o discurso, Garcia firmou o compromisso de  atender "a gente humilde", ou seja, os pobres e miseráveis, os mais afetados pela pandemia.

Entre outras coisas, relembrou a escolha do local para a posse recente: uma unidade do projeto popular de alimentação, o Bom Prato.

Após realçar o polo de conhecimento e inovação mantido pelo Estado, destacou a meta de "governar para as pessoas mais humildes, não esquecer e nem deixar ninguém para trás". Os aplausos surgiram nesse momento.

Gestão

A visita a Mogi das Cruzes teve início pouco antes das 8 horas, quando o governador Rodrigo Garcia  chegou à UMC, de helicóptero, acompanhado de secretários estaduais, e se encontrou políticos e lideranças regionais. Todos os prefeitos das cidades do Alto Tietê e o de Guarulhos, Gustavo Henric Costa, o Guti,  que atualmente preside o Condemat, recepcionaram o visitante.

Ali, Rodrigo Garcia ouviu os pedidos do Condemat e das prefeituras, individualmente. Depois, discursou a empresários, antes de deixar o anfiteatro para uma entrevista de meia hora nos estúdios da UMC, à emissora GloboNews. O governador foi entrevistado pela jornalista Andreia Sadi, que estava nos estudios da emissora do Rio, e ele, nas dependências dos cursos da área de Comunicação Social da instituição mogiana. Por fim, Garcia retornou para os pouco mais de cinco minutos de atendimento à imprensa regional.

Mogi das Cruzes

Entre os assuntos tratados com os prefeitos, durante a manhã, na Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), Garcia atualizou temas como a contratação do projeto para a construção da Estação Mogi, com a inclusão de uma passagem para pedestres, até o final deste ano.

Depois de duas chamadas públicas desertas para transferir para a gestão privada as estações de trem de Mogi, Estudantes e Jundiapeba, um aporte finaneiro do Estado deverá ser a saída para retirar a antiga demanda do campo das promessas.

Rodrigo Garcia não esmiuçou os planos da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), porém contou que a estatal trabalha na execução de um novo projeto que será contratado ainda neste ano.

Segundo o prefeito Caio Cunha (PODE), ainda não se tem o desenho dessa obra, mas o governo municipal irá insistir na construção, além da nova estação, com uma passagem em desnível para os pedestres, em outra solução, como uma passarela, para a rua Dr. Deodato Wertheimer, que continuará aberta aos passantes até a inauguração do novo terminal, segundo garantia dada pelo governador na primeira visita feita a Mogi.

Outros temas de interesse municipal foram a busca de recursos para a operação do prédio da Maternidade Municipal, construída ao lado do Hospital Waldemar Costa Filho, em Braz Cubas; e, o que poderá ser destaque nos próximos dias, uma parceria na área da habitação.

A demanda por moradia popular foi discutida entre o governador e o prefeito Caio Cunha, que tem enfrentado dezenas de tentativas de invasões de terra e a ocupação da área da Vila São Francisco, onde cerca de 500 pessoas estão residindo há mais de um ano.

O governador prometeu anunciar, nos proximos dias, uma parceria com a cidade para ofertar moradia popular a pessoas de baixa renda.

Detalhes dessa iniciativa, no entanto, ainda não foram reveladas.

Um outro pedido confirmado pelo secretário estadual de Meio Ambiente, Marcos Penido, em uma entrevista a O Diário, resultou na determinação de realização de  estudo para a limpeza do rio Tietê, no trecho urbano de Mogi das Cruzes.

Para a região

Na série de pedidos feitos ao governador Rodrigo Garcia estão a abertura do HC de Suzano, que funcionou como hospital durante o enfrentamento dos dias mais agudos de contaminação e registros de casos e mortes pela Covid-19.

Nas próximas semanas, segundo Garcia e o prefeito Rodrigo Ashiuchi, deverá ser lançado edital para a contração de uma organização social que irá gerir o hospital, com a abertura de leitos hospitalares.

Nessa área, outro acordo, será a utilização de parte de funcionários que atuaram no HC de Suzano, no Hospital Dr. Arnaldo Pessuti Cavalcanti, em Jundiapeba. Essa notícia foi confirmada por Ashiuchi, um dos defensores da ampliação da abertura ao público do hospital que funciona como um Centro de Reabilitação, no distrito mogiano.

O lançamento de licitação para a construção do acesso entre Suzano e o Rodoanel, antiga reivindicação regional, também foi prometido pelo visitante, assim como a conclusão do pequeno trecho de 1,3 quilômetro da duplicação do acesso entre a Mogi-Dutra e a cidade de Arujá.

Segundo o governador, está sendo retomado estudo para concluir a obra que não foi entregue completa por falta de um acordo para a desapropriação da área  necessária para duplicar todo o percurso.

Apoio

Embora o tema  não tenha chegado ao rito oficial, a visita serviu para estreitar laços políticos entre os prefeitos do Alto Tietê e o governador. O prefeito Caio Cunha, por exemplo, declarou que vê em Rodrigo Garcia um candidato que reúne credenciais como o olhar para os municípios. "Eu como Caio, como cidadão, acredito que o Rodrigo é o melhor nome para governar o Estado de São Paulo, nesse momento".

Siga O Diário que prepara outras reportagens sobre a vinda de Rodrigo Garcia a Mogi das Cruzes nesta quarta-feira (20)

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por