MENU
BUSCAR
FAMÍLIA PEDE AJUDA

Funcionário do Semae, Fábio Morais de Almeida está desaparecido

Aos 42 anos, ele foi visto pela última vez por volta das 19h50 de ontem (19), quando pegou um ônibus no Jardim Rodeio com sentido Centro

Heitor HerrusoPublicado em 20/10/2021 às 15:12Atualizado há 2 meses
Reprodução - Facebook
Reprodução - Facebook

Ao sair do trabalho nesta terça-feira (19), no setor de Recursos Humanos (RH) do Serviço Municipal de Águas e Esgotos de Mogi das Cruzes (Semae), Fábio Morais de Almeida, 42 anos, foi para casa, no Jardim Rodeio, como sempre faz. Lá chegando, à pedido da esposa, foi ao supermercado. Mais tarde, saiu mais uma vez, mas ainda não retornou. Está desaparecido desde às 19h50 de ontem (19). A família pede ajuda para encontrá-lo.

Colaborador da Prefeitura de Mogi há muitos anos, Fábio, também conhecido como Fabinho, da Secretaria de Serviços Urbanos, é uma pessoa querida na cidade. Os pedidos por informações e notícias feitos pela sobrinha dele, Thaynara Morais, provam isso ao ultrapassar os 500 compartilhamentos nas redes sociais.

A O Diário, Thaynara contou que "ele chegou do Semae umas 17 e pouco, tomou banho, foi no mercado comprar umas coisas para a esposa, que está recém-operada. Quando ela acordou, umas 20h10, ele já não estava lá. A gente não sabe para onde ele foi".

Um boletim de ocorrência já foi registrado pela família de Fábio, que teve acesso a câmeras de segurança. As imagens mostram o momento em que ele saiu de casa, na noite desta terça (19). Às 19h47, vestindo calça jeans e camiseta clara, se dirigiu até o terminal mais próximo e pegou um ônibus com sentido ao Centro.

Depois disso, não foi mais visto e hoje não foi trabalhar, segundo contam seus familiares. À reportagem, a administração municipal esclareceuq ue a ausência não foi comunicada com antecedência.

O Semae enviou a seguinte nota: "o servidor Fábio Morais de Almeida ocupa o cargo de auxiliar de apoio administrativo e atua na Divisão de Recursos Humanos do Semae. Ele não compareceu ao trabalho nesta quarta-feira (20/10), e também não comunicou a ausência. A autarquia segue acompanhando o caso e está à disposição da família para prestar qualquer apoio necessário".

O registro do cartão de passes que Fábio usou para ter acesso ao ônibus mostra que às 20h10 ele tomou a linha C701 - Jardim Maricá via Avenida Prefeito Carlos Ferreira Lopes.

Segundo Thaynara, Fábio estava "aparentemente chateado, deprimido nos últimos dias". Ele não tinha nenhum compromisso, mas saiu sem deixar bilhete para a esposa, Lucineia Almeida, ou para a filha, Ana Laura, de 11 anos.

Fábio levou o celular, mas o aparelho está desligado ou sem o chip, já que ele não atende ou responde mensagens. Além disso, ele levou uma mochila.

Quem o tiver visto ou possuir qualquer informação pode ligar ou enviar WhatsApp para a família nos números (11) 9.7589.1381, (11) 2988.9102, (11) 9.8184.5924 e (11) 9.9435.3877.

ÚLTIMAS DE Cidades