MENU
BUSCAR
POLUIÇÃO

Forte odor de produto químico incomoda moradores de Braz Cubas

Moradores suspeitam que cheiro vem de uma fábrica do segmento de resinas, que fica no bairro da Vila Nova Cintra; Cetesb informa que realiza inspeções na região

Silvia ChimelloPublicado em 10/06/2021 às 17:25Atualizado há 13 dias
Divulgação Andréia Calçada
Divulgação Andréia Calçada

Os moradores de Braz Cubas estão incomodados com o forte cheiro de produtos que se espalha no ar e invade as casas, afetando a saúde das pessoas, que reclamam do desconforto com dor de cabeça, mal-estar, ardência nas narinas e nos olhos. Eles suspeitam que vem de uma fábrica do segmento de resinas, que fica no bairro da Vila Nova Cintra, e dizem que de no final de semana o odor ficou insuportável.  A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) informa que está investigando o caso. O problema é que o desconforto é antigo, e sem solução.

O mau cheiro, segundo eles, exala pelos bairros próximos à indústria, como no caso da Vila Lavínia, Vila Joia, Jardim Layr, Vila São Francisco e outras partes de Braz Cubas. Há relatos de que o odor chega até o Jardim Rodeio, uma região mais distante do local.

Residente há cerca de dois anos em um prédio na Vila Lavínia, o jornalista Castro Alves Bruno disse que a situação está cada vez mais insuportável, e acredita que a responsável seja realmente da fábrica que tem como foco o segmento de resinas.

“O odor entra tão forte nos apartamentos, que não tem jeito de evitar. O mau cheiro permanece por muito tempo de forma assustadora e é impossível evitar um cheiro que parece enxofre. O ar fica poluído e o mau cheiro faz mal a todos, porque afeta alguns sentidos”, relata Castro, que desconfia da fábrica de resina.

Para chamar atenção para o problema, ele tratou do assunto em suas redes sociais para tentar despertar a atenção das autoridades sobre a necessidade de tomar providência e exigir que a indústria faça os ajustes para ter um cuidado maior com a população.

“Alerta as autoridades do Meio Ambiente, pelo mau cheiro provocado por alguma empresa aqui da região de Braz Cubas. Este odor insuportável acontece neste momento, e incomoda os moradores da Vila Lavínia, Braz Cubas, Vila Jundiaí, Vila Cintra, Vila São Francisco e outros bairros próximos. Em plena madrugada de sábado, estamos convivendo com este mau cheiro, que se repete todos os dias”, diz a publicação do jornalista.

Outra moradora, Marisa Oliveira, comentou: “a coisa tá feia, com janela fechada ou aberta o cheiro é insuportável! Acho difícil que nenhuma autoridade não tenha sentido este cheiro pois é química pura!”.  Maria Inês Soares Costa Neves confirma o problema e alega que “essa reclamação é antiga e a responsabilidade é da Cetesb”.

Pessoas que residem no conjunto residencial Mirage e imediações da área próxima à fábrica, também são afetados e já fizeram várias denúncias nos últimos anos.

A reportagem de O Diário entrou em contato com representante da empresa apontada como suspeita, a Reichhold do Brasil Ltda, que descartou a possibilidade de ser a responsável pelo odor, porém não se posicionou oficialmente para responder as demandas deste jornal. A fábrica é fornecedora mundial de resinas poliéster e de resinas para a indústria de revestimentos.

Cetesb

A Cesteb, por sua vez, informa que em 5 de janeiro deste ano, multou a empresa Reichhold, em R$ 151.280,00 (5.200 UFESPs) por emissão de odor. Porém explica que mais recentemente, novas vistorias constataram que o problema nesta empresa foi sanado.

A companhia esclarece que desde o início do ano, vem realizando inspeções no bairro de Braz Cubas, verificando industrias com potencial de emissão de substância que causam forte odor na atmosfera.

“Diante do fato de que existem outras fontes com potencial de emissões ainda não identificadas, a Agência de Mogi das Cruzes continuará realizando fiscalizações em toda a região. Até o momento, nas vistorias feitas não pôde ser constatado irregularidades”, esclarece em nota encaminha a este jornal.

A estatal afirma ainda que é de fundamental importância o registro de reclamações à agência para auxiliar rapidamente na identificação de empreendimentos causadores de incômodo e poluição, e que possibilite as devidas ações legais, bem como as providências necessárias para sanar os problemas. Segue, para conhecimento, link com os canais de atendimento da Cetesb:

 https://cetesb.sp.gov.br/blog/2020/09/11/canais-de-atendimento-da-cetesb/

  

  

ÚLTIMAS DE Cidades