MENU
BUSCAR
VOLTA ÀS AULAS

Escolas das redes pública e particular de ensino retornaram às aulas em Mogi

Abertura das unidades municipais terá início no dia 24 de maio, e a reabertura será gradual, segundo a Prefeitura

Silvia ChimelloPublicado em 03/05/2021 às 16:32Atualizado há 10 dias
Eisner Soares

As escolas estaduais e particulares retornaram as atividades presenciais a partir desta segunda-feira (03) para as turmas de 1º ao 5º ano do ensino fundamental. A volta às aulas para este público foi definida pela Prefeitura de Mogi e o Comitê de Retomada Gradativa das Atividades Econômica, que anunciam a abertura das escolas da rede municipal para o próximo dia 24.

Mesmo com a autorização, a reportagem de O Diário registrou pouco movimento de alunos nas escolas particulares localizadas na região central. A volta presencial de alunos é opcional por enquanto,

A reabertura das escolas, afirma a Prefeitura, será feita de acordo com os protocolos, de forma organizada e gradativa. No dia 10 de maio será abertura das turmas de 6º ao 9º ano do ensino fundamental e ensino médio em particulares e estaduais. Também a partir desta data, os primeiros equipamentos da Secretaria de Educação a abrir para frequência presencial serão o Pró-Escolar e a Escola Municipal de Educação Especial (Emesp) Professora Jovita Franco Arouche, mas apenas para atendimentos com os profissionais já vacinados.

A abertura das escolas municipais, marcada para o dia 24 de maio, terá início com o retorno das turmas do 6º ao 9º ano no Cempre Benedito Ferreira Lopes, turmas de Educação de Jovens e Adultos (Escola Coronel Almeida e Escola de Empreendedorismo e Inovação – EEI). Na data também poderão ser retomados os cursos profissionalizantes, oferecidos pela EEI e as unidades do Crescer, que estejam adequadas ao protocolo sanitário.  

A programação prevê para o 31 de maio, o retorno das turmas de creche e pré-escola, somente em escolas municipais e subvencionadas adequadas ao protocolo sanitário. As turmas do 1º ao 5º ano do ensino fundamental da rede municipal deverão retornar presencialmente no dia 7 de junho.

As restrições de número de alunos continuam valendo. A capacidade máxima diária de atendimento será de 35% do total de alunos matriculados por turma. Por esse motivo, o retorno é opcional para as famílias. Além disso, os estabelecimentos são orientados a manter um número reduzido de profissionais adultos realizando atividades presenciais.

Professores e funcionários da rede de educação que estão no grupo de risco e ainda não foram vacinados devem permanecer trabalhando virtualmente. A determinação é para que todos usem máscara e mantenham o distanciamento social de 1,5 m. A Prefeitura deixa claro ainda que cada etapa será condicionada à situação pandêmica do município.

Orientações

De acordo com a Secretaria de Educação, as orientações logísticas e pedagógicas para o retorno híbrido serão divulgadas na semana do dia 10 de maio, a fim de auxiliar as escolas na organização da rotina escolar com autonomia para as unidades

Para reabrir as portas, todas as unidades devem seguir integralmente as normas e medidas sanitárias. O trabalho de adequação é feito pela equipe de manutenção da Secretaria de Educação, junto à Brigada da Pandemia, colegiado que orientou o retorno faseado, integrado por 13 setores da Educação, representantes das escolas particulares e estaduais, Câmara Municipal e as secretarias de Assistência Social e Saúde.

Para planejar as atividades presenciais estão sendo avaliados os riscos e condições de segurança sanitária, a necessidade dos pais em ter onde deixar seus filhos para voltar a trabalhar, e a situação da exclusão de cerca de 9 mil alunos da rede municipal sem acesso à internet e cerca de 10 mil crianças com resultados críticos de aprendizagem.

A Secretaria de Educação informa ainda que está desenvolvendo parcerias por meio do programa Mogi Conectada, estabelecendo um diálogo com as empresas de telecomunicação e a parceria com três instituições (CIEB, Sincroniza Educação e Instituto GM) para levar internet para os bairros e para que o consumo de dados das atividades não seja oneroso para os alunos.

A retomada começou no dia 15 de abril com a reabertura das escolas particulares de educação infantil. A Secretaria Municipal de Educação acompanhou o retorno e afirma ter constatado o cumprimento integral do protocolo. Não foi registrado nenhum caso de surto. No dia 26 foi autorizada a retomada gradativa dos cursos de ensino superior, técnicos, profissionalizantes e livres.

ÚLTIMAS DE Cidades