Entrar
Perfil
Desenvolvimento

Escola Estadual de Mogi sedia projeto de agricultura comunitária

Colheita será destinada à merenda dos alunos da escola Paulo Ferrari Massaro, em Jundiapeba, e para mulheres em vulnerabilidade social que participam do projeto.

O Diário
18/08/2021 às 09:30.
Atualizado em 18/08/2021 às 09:30

A escola oferece o espaço de 450 metros para a realização do projeto (Reprodução - Google)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
Desenvolvimento

Escola Estadual de Mogi sedia projeto de agricultura comunitária

Colheita será destinada à merenda dos alunos da escola Paulo Ferrari Massaro, em Jundiapeba, e para mulheres em vulnerabilidade social que participam do projeto.

O Diário
18/08/2021 às 09:30.
Atualizado em 18/08/2021 às 09:30

A escola oferece o espaço de 450 metros para a realização do projeto (Reprodução - Google)

Com a volta às aulas para o segundo semestre, em 2 agosto, a Escola Estadual Paulo Ferrari Massaro, em Mogi das Cruzes, deu início ao Projeto AFIM (Agricultura Familiar para Inclusão de Mulheres), ação de horta comunitária que tem como principal objetivo promover a atividade agrícola para mulheres que vivem em situação de vulnerabilidade social no bairro de Jundiapeba.

Desenvolvido em parceria com o Coletivo Inadequados e o Instituto Léa Campos, o projeto busca o desenvolvimento sócio educacional e a autonomia financeira de mulheres, de forma gratuita, por meio de formação e certificação profissional. A escola oferece o espaço de 450 metros para a execução do projeto, que destina à unidade 20% da colheita para ser utilizada na merenda dos estudantes; 80% da produção é dividida entre as mulheres envolvidas na ação.

Carregando...

“Nós ficamos muito contentes em poder, de alguma maneira, contribuir com desenvolvimento pessoal e profissional daquelas pessoas que mais precisam e buscam por oportunidades. Além disso, ter parte da colheita da horta voltada para a nossa cozinha, para os nossos alunos, é bastante importante e oportuno”, comenta a diretora da unidade, a professora Nathália Deliberato Aspasio Sartori.

A escola Paulo Ferrari Massaro conta com mais de 1.200 alunos matriculados nos anos finais (6º ao 9º ano) do ensino fundamental e no ensino médio, que estão orientados quanto ao objetivo do Projeto AFIM, assim como o fluxo de sua execução e a importância da unidade fazer parte da iniciativa, além de contarem com alimentos orgânicos, vindos direto da horta, para compor a merenda escolar.

O projeto conta com apoio do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) de Mogi das Cruzes e da Secretaria de Agricultura do Município. A contratação das mulheres foi feita pelo Coletivo Inadequados, que considerou para a seleção, entre outros pontos, àquelas inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cad-Único) e estarem desempregadas.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por