MENU
BUSCAR
SUPERAÇÃO

Empresário e nadador Fábio Gonçalves vence a Covid após 19 dias na UTI

Atleta de natação, ele ficou 31 dias internado no hospital, sendo 17 deles intubado

Carla Olivo e Fábio PalodettePublicado em 14/04/2021 às 19:19Atualizado há 29 dias

Ele venceu a Covid-19: uma montagem de vídeo emocionante embalada pelo hit musical 'We Are the Champions', do Queen, mostra o 'novo recomeço' da vida do empresário da área da construção civil e atleta Fábio Ricardo Gonçalves, 52 anos. 

Assim como diz a música imortalizada na voz de Freedie Mercury, "nós pretendemos continuar e continuar e continuar" (And we mean to go on and on and on and on), Fábio conseguiu seguir a vida após 31 dias de internação, sendo 19 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 17 deles intubado.

Ele deixou o Hospital Ipiranga, na noite de segunda-feira (12), sob aplausos de familiares, amigos e da equipe médica da unidade de saúde e segurando um papel escrito: "Eu venci a Covid-19".

Fábio Ricardo atuou por anos como atleta de natação na cidade de Suzano e é proprietário da empresa Marfan Empreendimentos, da área de pintura predial, com sede no edifício Helbor Patteo Mogilar, em Mogi das Cruzes.

O filho dele, Bruno Marques, 21 anos, que comanda uma cafeteria com a mãe, Andréia, conta que o pai se recupera bem em casa. "Este está cada dia melhor. Ainda tem algumas feridas no corpo por ter ficado muito tempo internado na UTI, se locomove com a ajuda de um andador, faz tratamento para cicatrizçaão e não tem tanta coordenação nas mãos, mas está de volta", conta Bruno,.

Ele lembra que foram 31 dias de internação hospitalar, sendo 19 dias na Unidade de Terapia Intensiva e 17 deles intubado. "A família toda viveu uma agonia terrível. Foi muito tenso, mas muita gente nos deu força e ele conseguiu vencer a Covid", diz, acrescentando que o pai sentiu os primeiros sintomas da doença ao concluir um treino de natação.

"Ele nadava 1,6 mil metros todos os dias na piscina do Helbor Patteo, onde fica o escritório da empresa dele, mas naquele dia sentiu uma diferença e disse que foi 'pesado'. Tanto que ele iria visitar meus avós, que moram na praia, mas decidiu não ir porque não estava se sentindo bem", relata Bruno, contando que o pai foi internado com 50% do pulmão comprometido pela doença.

Agora, de acordo com o filho de Fábio, a família se concentra em ajudar o empresário na recuperação em casa e está agendando vários exames com especialistas como cardiologista, pneumologista e psiquiatra. "Temos algumas hipóteses, mas não há certeza de como ele pode ter sido contaminado. Na empresa dele, uma pessoa do escritório também teve a doença e dois ou três que trabalham nas obras", conta Bruno.

Nascido em Jacareí, no Vale do Paraíba, Fábio mora em Mogi das Cruzes há mais de 30 anos, é casado com Andréia Marques, pai de Bruno, Leonardo, Gustavo e avô de Theodoro. 

 Leitos

Em Mogi das Cruzes, a pandemia de Covid-19 segue preocupante, inclusive batendo recordes. 

Após uma semana em queda, a taxa de ocupação dos leitos de enfermaria voltados para o tratamento da Covid-19 voltou a subir em Mogi das Cruzes, nesta quarta-feira (14). Ontem (13), 62 vagas do setor não estavam sendo utilizadas no sistema hospitalar da cidade. Hoje, este número caiu para 46. Na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) os dados mostram uma pequena diminuição, indo de 84,5% para 83,9%, com 25 espaços livres, um a mais que na terça-feira.

ÚLTIMAS DE Cidades