De acordo com os dados do ponto de medição do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), na Ponte Grande, Mogi das Cruzes recebeu 55.6 milímetros de chuva durante a terça-feira (29). Somados aos dois dias anteriores, foram 138.2 mm recebidos na cidade. O volume é quase o mesmo registrado em todo dezembro de 2019, que teve 164 mm. Até ontem, o mês já havia registrado 321,8 mm no município.

Mesmo com o alto índice, não foram registradas vítimas por conta das chuvas em Mogi. O principal problema ontem, segundo o secretário municipal de Segurança, Paulo Roberto Madureira Sales, foram as quedas de árvores, que aconteceram em diversos pontos da cidade. Na manhã de hoje (30), uma delas estava sendo retirada na Vila Suíssa, trabalho que é feito pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente em parceria com a EDP, distribuidora de energia.

“As equipes da Operação Verão etão trabalhando de maneira dinâmica para minimizar percalços para quem reside no entorno dos locais mais afetados. Ontem, tivemos 40 minutos de chuva torrencial e esse grande volume em um curto espaço de tempo dificulta a vazão. Mas depois, quando a chuva passou, logo as vias voltaram ao normal”, garantiu o secretário.

Sales disse ainda que, por enquanto, não houve a necessidade de abrigar famílias que tiveram suas casas alagadas. Mas, caso o problema aconteça, a cidade já está preparada, porque tudo foi definido durante as reuniões prévias da Operação Verão.

“Mogipor regiões e, se houver necessidade de efetuar remoção de famílias, já existem os locais definidos e cada lugar para que essas pessoas sejam alocadas. Nesse trabalho, são diversas secretarias envolvidas, como a Assistência Social, Segurança, Saúde e Transportes. Dentro da Operação, cada órgão já sabe como deve agir para que os problemas sejam resolvidos com rapidez”,finalizou.

Shangai

Na manhã desta quarta-feira (30), uma árvore de grande porte caiu na praça João Antônio Batalha, no Shangai. A árvore atingiu a fiação elétrica e, com isso, parte da região central e o Centro Cívico está sem o fornecimento de energia elétrica. Não houve feridos e a rua Olegário Paiva está parcialmente interditada. Os semáforos também estão desligados e agentes municipais de trânsito foram deslocados para controlar o trânsito em pontos mais críticos.

A Defesa Civil realizou o isolamento da área, com apoio da Guarda Municipal, e equipes da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente e da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos já estão no local, aguardando as providências da concessionária EDP para iniciar os serviços de retirada da árvore, que está sob a calçada e uma faixa da rua Olegário Paiva.