MENU
BUSCAR
SAIBA O QUE FAZER

Desconfia que está com a Covid? Central de Monitoramento de Mogi orienta pacientes por telefone

Pacientes no pré e no pós-Covid são atendidos por serviços mantidos pela Secretaria Municipal de Saúde

O DiárioPublicado em 14/09/2021 às 18:08Atualizado há 1 mês
Unidades de saúde realizam os testes para identificar o coronavírus em Mogi / Eisner Soares
Unidades de saúde realizam os testes para identificar o coronavírus em Mogi / Eisner Soares

Mogianos recentemente contaminados pelo coronavírus estão sendo surpreendidos, positivamente, com o rastreamento feito por funcionários que estão atuando nos serviços de pré e pós Covid-19 de Mogi das Cruzes.

Pacientes que estão se livrando os sintomas leves da doença, são contatados por telefone e recebem orientações, por exemplo, sobre tratamentos que podem ser feitos para reparar possíveis sequelas.

Já a  Central de Monitoramento Pré-Covid funciona para orientar os moradores com sinais e sintomas do novo coranavírus ou que tiveram contato com casos positivos sobre as melhores opções de atendimento. A equipe é formada por médicos, enfermeiros e técnicos que atendem de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, pelo telefone 4798-7383.

O telefone da Prefeitura anteriormente conhecido como o Disque-Covid, foi criado nos primeiros meses após o início da pandemia, Com o passar do tempo, o serviço passou a atender novas demandas.

Segundo a Prefeitura, a Central de Monitoramento funciona na UnicaFisio, ao lado do Hospital Municipal, e integra o atendimento Pré-Covid, que conta com mais cinco unidades referenciadas: Vila Suíssa, Ponte Grande, Jardim Camila, Alto Ipiranga e Jardim Universo.

Nestes seis locais é possível realizar o teste rápido de swab nasal, com resultado em 20 minutos. 

O Hospital Municipal continua prestando atendimento exclusivo à Covid-19 e se mantém como principal retaguarda de internação.

No entanto, o avanço da imunização tem reduzido significativamente o volume de internações. “Ainda assim, quanto mais rápido o início do tratamento, melhor será a recuperação do paciente e menores os riscos de agravamento do caso”, destaca a secretária municipal de Saúde, Andréia Godoi.

Ela ressalta, ainda, que os pacientes devem evitar as unidades de urgência e emergência, como UPAs e 24 horas, com sintomas leves.

“O ideal é se dirigir ao Hospital Municipal, que mantém toda infraestrutura de atendimento ao Covid-19, ou paras as unidades referência, deixando as UPAs para outras comorbidades”,

Todas as unidades de referência realizam a triagem inicial e classificação de risco pelo enfermeiro, com objetivo de informar os principais sintomas e verificar sinais como pressão arterial, temperatura e oxigenação. 

Entre os recursos utilizados pela equipe está o oxímetro portátil, que mede os níveis de saturação de oxigênio, o que pode indicar precocemente uma das principais complicações do novo coronavírus que é a falta de ar. Os principais sintomas da Covid-19 são febre, dor de cabeça, dor no corpo, coriza e falta de ar. 

ÚLTIMAS DE Cidades