MENU
BUSCAR
LIVE DO PREFEITO

Caio Cunha confirma mudança de delegacias para prédio do Sesi e a ampliação da Guarda

César de Souza receberá as delegacias da Mulher, do Meio Ambiente e o Canil da Guarda Municipal; além disso, em janeiro, Prefeitura vai chamar mais 40 guardas

O DiárioPublicado em 07/09/2021 às 15:53Atualizado há 21 dias
O Diário
O Diário

O prefeito Caio Cunha (PODE) anunciou em transmissão por rede social na véspera do feriado (no dia 6) que as delegacias da Mulher, do Meio Ambiente, de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), e outras unidades da Polícia Civil, além do Canil da Guarda Municipal, serão transferidas, nos próximos dias, para o antigo prédio da escola do Sesi de César de Souza.

As negociações para a centralização desses setores da Polícia Civil neste endereço estão sendo realizadas pelo delegado seccional de Mogi das Cruzes, Jair Barbosa Ortiz, e o secretário municipal de Segurança Pública, André Ikari.

O anúncio foi feito durante a live que contou com a presença de moradores que cobraram, entre outras coisas, mais segurança pública.

Caio Cunha estava na Prefeitura quando iniciou a transmissão online (dia 6) e convidou algumas pessoas para o bate-papo. Quase ao final do encontro, o secretário Ikari foi um dos participantes.

Segundo os dois, esses setores da Polícia Civil, centralizados em um mesmo endereço, vão potencializar a estrutura de segurança em César de Souza. Outra novidade a ser conferida no futuro próximo é uma parceria entre a Polícia Civil e a Guarda Muncipal.

Um projeto de lei do autoria do Executivo prevê a atuação dos guardas municipais nas delegacias será analisado pela Câmara Municipal.

Parte desses serviços da Polícia Civil está distribuida em outras endereços. Um diferencial será a chegada da Delegacia da Mulher ao distrito. O prefeito espera ver funcionando 24 horas por dia deste serviço, em atendimento a uma antiga reivindicação da cidade para ampliar a atenção à mulher, vítima cada vez mais frequentes de crimes como o feminicídio e violência doméstica.

Hoje, a Delegacia da Mulher está instalada na rua Antonio Nascimento Costa, 21, no Parque Monte Líbano, e funciona de segunda à sexta-feira, das 9 às 18 horas. Aos sábados e domingos, quando muitos dos registros acontecem, as mogianas precisam se dirigir às demais delegacias.

O prédio do antigo Sesi foi devolvido à Prefeitura em 2019, após a inauguração da nova unidade própria, no Conjunto Cocuera. O local vinha atendendo a Secretaria de Assistência Social. No ano passado, chegou a receber pessoas em situação de rua, durante o auge da pandemia.

Ainda na conversa online, em conversa com dois guardas municipais, que estavam atuando no Casem (Centro de Apoio aos Serviços Municipais), que funciona na rua Professor Flaviano de Melo, o prefeito anunciou a contratação, em janeiro próximo, de 40 novos agentes da Guarda Municipal, o que poderá atender a uma situação relatada pelo servidor público, após Caio perguntá-lo, se as chamadas de aglomerações, à noite, estão reduzindo. 

O servidor público disse que as festas clandestinas ainda estão acontecendo, e que o efetivo noturno é reduzido. Após isso, o gestor detalhou o plano de ampliar a base de agentes da Guarda mogiana.

Variante Delta

Ao tratar do enfrentamento da Covid-19 com o empresário e vereador Milton Lins da Silva, o Bigêmeos (PSD), o prefeito disse que o pior da pandemia já passou, o que se confirma com a redução do uso de leitos e dos registros de mortes em Mogi das Cruzes.

Ele também comentou sobre registro do primeiro caso confirmado da variante Delta, em Mogi das Cruzes. Segundo ele, o quadro da paciente foi de sintomas leves, e ela já havia tomado a vacina contra a Covid-19. Trata-se de uma mulher, de 58 anos.

O chefe do Executivo afirmou que a Prefeitura monitora o caso, e pediu atenção das pessoas quanto ao uso de máscara por causa da característica da Delta, que tem sintomas leves, porém, um poder de transmissibilidade maior.

Bem humorado, brincando com a marca que adere à figura dele, a de prefeito tik tok, Caio cumprimentou amigos e eleitores que estavam na audiência da conversa àquela hora, após as 21 horas.

Quase ao final, às críticas de uma seguidora, o prefeito respondeu que "é hora de deixar o terceiro turno", "apontar problemas, sugerir soluções" e esperar a eleição daqui a três anos, quando os oposicionistas "podem tentar me tirar daqui".

ÚLTIMAS DE Cidades